Arbitragem: Caminhos e Descaminhos
Lei 9.307/96
Categorias
Direito, Didáticos
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 8526 vezes desde 05/01/2011
Versão
impressa
R$ 42,88
Valor total:
R$ 42,88
Valor total:
R$ 42,88
Sinopse

A presente obra, a partir de uma linguagem simples, pretende esclarecer pontos dúbios no que tange a aplicabilidade da Arbitragem e busca contribuir para a desmistificação de tal Instituto. Além disso, alicerçada em abalizada doutrina e jurisprudência, auxilia na interpretação da Lei de Arbitragem, bem como, é enriquecida pela experiência do próprio autor como conciliador e árbitro junto a Câmara de Mediação e Arbitragem de Joinville. É indicada àqueles que já atuam como árbitros e para profissionais das mais diversas áreas de especialização e que pretendem ingressar nos caminhos deste eficaz método extrajudicial de resolução de conflitos.

Características
Número de páginas 160
Edição 1 (2010)
Formato A5 (148x210)
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
João Alberto de Faria e Araújo

João Alberto de Faria e Araújo é poeta e escritor premiado no Brasil e no exterior. Tem obras publicadas em diversas antologias, blogs, jornais e revistas no Brasil e na Alemanha, Itália, Portugal e Suíça. É membro da SBPA – Sociedade Brasileira dos Poetas Aldravianistas.

Comentários
7 comentários
José Hamilton Seabra Jr.
Terça | 15.03.2016 às 12h03
Este livro foi para mim de muita utilidade e me auxiliou no esclarecimento de inúmeras questões relativas à Lei 9.307/96. Sua linguagem simples e objetiva é embasada por inúmeras doutrinas e jurisprudências muito consistentes. Recomendo não só para advogados, mas também para estudantes de direito e profissionais de outras áreas que pretendam conhecer e utilizar-se deste método de resolução de conflitos.
Paulo César
Quinta | 20.02.2014 às 09h02
Muito bom, bastante esclarecedor e orientativo. Ajudou-me bastante em minha monografia sobre a Arbitragem. Recomendo!
Ticiane Bonetti
Segunda | 24.06.2013 às 10h06
o Autor trouxe uma rica obra "Arbitragem: Caminhos e Descaminhos" em termos de informação, de forma bem facil de interpretação e com um conteúdo muito rico, ajudou bastante em meu trabalho de Monografia, onde abordei o tema e pude me valer de varias citações e embasamentos. Acredito que todos acadêmicos de direito deverias ler esta obra como fonte de informação da Lei 9.307/96, pela facil didática do conteúdo abordado.
Soeli Konell
Segunda | 17.06.2013 às 12h06
Escolhi como tema de minha monografia a Arbitragem e acabei encontrando este livro que foi de grande ajuda para o êxito de meu trabalho. Bastante esclarecedor, rico em informações jurisprudenciais e doutrinárias além da própria experiência do autor. Aborda também interessantes questões comportamentais muito importantes para os operadores do direito que vão militar nesta área. Muito bom!
Haide Rose Ulrich
Quarta | 12.06.2013 às 15h06
Trabalho na área de Comércio Exterior e descobri neste livro que a arbitragem é uma forma mais prática, econômica e racional para a solução de um conflito "em que se leva em consideração as partes envolvidas, ou seja, o foco são as pessoas". Uma ferramenta útil e descomplicada que pode ser utilizada inclusive para contratos internacionais. Escrito numa linguagem objetiva e clara, os assuntos são abordados de uma forma super simples, tornando a leitura leve. Sem dúvida, recomendo esta obra!
Luciana de Oliveira
Segunda | 20.08.2012 às 11h08
O livro "Arbitragem: Caminhos e Descaminhos" ajudou-me, sobretudo, a melhor conhecer a aplicação desse Instituto. Sua linguagem é simples, clara e objetiva. E, a experiência do autor, além das doutrinas e jurisprudências nele contidas muito auxiliaram no melhor entendimento e compreensão sobre o tema e no dia-a-dia da prática jurídica . Muito bom! Luciana de Oliveira, Advogada.
Kátia Koerner Quandt
Segunda | 20.08.2012 às 11h08
O autor nos traz um olhar puramente humanístico e inteiramente voltado às pessoas, ressaltando que elas devem ser o principal foco num conflito. Destaca a importância da revisão de posturas e atitudes quando no papel de agentes pacificadores na busca de soluções por meio da arbitragem. Sua grande experiência traz, também, orientações e caminhos no lidar com a Lei 9.307/96. Kátia Koerner Quandt - Presidente da Câmara Brasil Sul de Mediação e Arbitragem