Equilíbrio
Ação/ Reação/ Equilíbrio/ desequilíbrio
Categorias
Religião, Espiritualidade, Realismo Fantástico, Ficção e Romance
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 3325 vezes desde 12/04/2013
Versão
impressa
R$ 38,50
Valor total:
R$ 38,50
Versão
ebook
R$ 15,50
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 38,50
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Dois acidentes em pontos distintos na cidade de São Paulo aproxima o jovem desequilibrado Yan Lafaia, à misteriosa Ana Miranda. Equilíbrio é um suspense com forte romantismo que vai prender a atenção do leitor deixando o curioso e surpreso a cada pagina.

Depois de ler esse livro é possível que o leitor passe a acreditar que toda religião é boa e, que se tivéssemos uma religião universal a compreensão humana seria mais fácil, e quem sabe assim, teríamos um mundo sem guerras criadas erradamente “em nome de Deus ou fé em algo”. Se Deus é único por que não uma única doutrina?

Seria possível um ser demorar quase seiscentos anos para conquistar seu equilíbrio?

Essa é uma história fantástica baseada em possíveis acontecimentos terrenos, e relatos que existem sim outras dimensões, sejam elas interpretadas por diversas formas cientificas ou religiosas, mas, que estão todas conectadas no universo. Anjos e demônios interferem em nossas vidas, acreditem ou não; e os interpretem da forma que puderem ou quiserem.

Nessa obra a autora conseguiu expressar sua opinião, conhecimento geral e religioso sem manchar ou denegrir as religiões aqui citadas. Trata-se de uma história fictícia onde os personagens são frutos da imaginação e criação da mente da escritora; ela relata sobre uma família fictícia judia e de certa mulher espirita.

Em um universo jovem onde grupos de rock e moto clubes se encontram, desenrola-se o mistério da jovem Ana Miranda, que de uma forma estranha aproxima-se do desequilibrado Yan Lafaia, criando uma atmosfera de mistério e ao mesmo tempo cativando as pessoas ao seu redor.

Com sua maneira enigmática e hipnotizaste, ela esbanja beleza e sedução por onde passa.

Características
Número de páginas 200
Edição 1 (2013)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor
Nice Claudino

Sobre a Autora

Seu amor pela literatura começou cedo, desde muito pequena vivia no mundo da lua e gostava de criar história para conta-las para as suas irmãs mais novas.

Aprendeu a ler e escrever sozinha escrevendo na areia ou formando palavras com palitos de fósforos.

Nice Claudino era e é até hoje muito tímida.

Quando ingressou na escola, tinha o habito de ler os livros didáticos e fazer os exercícios logo em seguida, sem a orientação ou pedido dos professores. Quando os orientadores passavam uma determinada matéria, ela já sábia as respostas. Os colegas de sala ficavam sempre atrás da Nice para copiar a lição dela.

Mas a vida De Nice Claudino não foi um mar de rosas; seu pai era muito rigoroso e carrasco. Quando achava que ela havia desobedecido, tirava o que ela mais gostava como forma de puni-la, ou seja, lhe tirava da escola.

A família era de classe Baixa, natural de uma cidadezinha chamada Mauriti no estado do Ceará, e o pai tinha mania compulsiva de mudar de cidade ou estado, o que fez com que a Nice nunca concluísse um ano letivo na mesma escola.

Aos sete anos de idade, Nice leu seu primeiro livro, que continha 200 paginas; ficou fascinada pela leitura e não parou mais de ler.

Gostava de escrever no diário tudo que lhe ocorria, mas, teve seus diários roubados por varias vezes, então, parou.

Concluiu o ensino médio com muito esforço porque passava até três meses sem retornar a escola por proibição paternal; nesses períodos, ela estudava sozinha.

O currículo literário de Nice não é aqueles exemplos de formações educacionais os quais lemos dos maiores escritores do mundo, mas a mente dela é fabulosa e cheia de conhecimentos adquiridos basicamente por mero esforço e dádiva de Deus.

Antissocial assumida, seus melhores companheiros e amigos são seus livros e um computador o qual usa para seus estudos.

Autodidata, acha que o ser humano nunca deve parar de estudar; "tem sempre algo que poderemos aprender, nunca sabemos o bastante sobre absolutamente nada".

Atualmente escreve poesias, romances e crônicas.

Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

3 comentários
Sidnei Ismail
Sábado | 20.12.2014 às 01h12
Parabéns pelo livro!
Igor Batista
Segunda | 03.06.2013 às 20h06
amei esse livro vou começar a ler semana que vem quanto eu terminar D. Quixote.
gilberto
Segunda | 03.06.2013 às 16h06
sensacional o livro a história é muito bacana.... adorei parabéns pela publicação esse foi a porta para muitos outros ....bj