FILOSOFIA DO DIREITO
JUSNATURALISTAS
Categorias
Direito, Filosofia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 120 vezes desde 01/06/2020
Versão
impressa
R$ 45,30
Valor total:
R$ 45,30
Valor total:
R$ 45,30
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

Durante os primeiros 10 anos de aulas ministradas em um curso de Bacharelado em Direito de uma Instituição privada, tive a oportunidade de discutir alguns dos principais filósofos conhecidos como jusnaturalistas. Nesse período, tanto ampliei quanto aprofundei minhas percepções em relação à contribuição de Grótius, Pufendorf, Bacon, Locke, Rousseau, Maquiavel, Hobbes, More, Montesquieu e Voltaire. É bem verdade que existem muitos outros pensadores que marcaram o processo histórico de construção do que conhecemos por democracia. A Europa desde o século XV até o XIX foi um grande barril de pólvora; as ebulições sociais tornaram-se inevitável, a passagem do teocentrismo, monarquia e teocracia, para o antropocentrismo e com ele a República e a democracia.

Características
ISBN 978-65-901618-0-2
Número de páginas 156
Edição 1 (2020)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor
GILSON AZEVEDO (ORG)

Doutor em Ciências da Religião pela PUC-GO (2014-2016-BOLSISTA FAPEG). Mestre em Ciências da Religião pela PUC-GO (2014 - BOLSISTA FAPEG). Filósofo (Dom Felício, 1998/FAEME, 2007), Pedagogo (UVA-ACARAÚ, 2004) e Teólogo (FAETEL, 2002/MACKENZIE, 2006), Pós-graduado em Administração Escolar e Coordenação Pedagógica (UVA-RJ, 2006), Ética e cidadania (UFG, 2012) e Filosofia Clínica (Inst. Packter/PUC, 2013). Professor Titular de Filosofia do Direito e Filosofia Empresarial pela FAQUI (desde 2006); Docente Efetivo da Universidade Estadual de Goiás (Concurso 2013); Palestrante e conferencista com mais de 200 horas de atividades proferidas (gilson.azevedo@ueg.br).

Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários