Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Ora Pro Nobis
Categorias
Romance, Europa, Aventura, Geografia E Historia, Ficção e Romance, Ficção
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 239 vezes desde 06/08/2019
Versão
impressa
R$ 34,94
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 34,94
Versão
ebook
R$ 13,99
Disponível em:
epub
Valor total:
R$ 34,94
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

... Torquemada chamou os soldados de Espanha, que tão gentilmente Fernando II de Aragão e Isabel de Castela designou para acompanhá-lo, não que isso fosse necessário, pois todos obedeciam e temia a Santa Inquisição. O braço armado da Igreja no combate a heresia muçulmana e judaica. Desde que o Papa Sixto IV instituíra a Inquisição Espanhola, com o intuito de levar a verdadeira religião a todos os rincões do mundo, afastando de vez a heresia e a ignomínia que se espalha sobre o nome de Deus. Mandou os infantes arrombarem a porta do casebre aos pontapés. E após a porta se abrir com um estrondo, mandou-os se afastar. Desejava entrar primeiro, nunca se sabe que tipos de armadilhas estes infiéis preparam para o espírito de um desavisado. Fez o sinal da cruz e após espargir a água benta por toda a sua volta, com ênfase do lado de dentro, adentrou na pequena sala. Esperou um tempo até os olhos se acostumarem com a penumbra, e então divisou, num canto da casa, os cadáveres insepultos de dois adultos, que jaziam lado a lado, como que num abraço mortal. O estado de decomposição indicava que morreram há alguns dias, provavelmente de febre, ou algum ritual maligno, feito para seu mestre Satã. A simples lembrança do nome do inimigo de Deus o fez tremer e num gesto automático, espargiu mais água benta por todo canto.

Antes de sair, tinha que revistar todos os cantos da casa, a procura de algum amuleto; conjuro oculto; um pentagrama ou qualquer indício de invocação demoníaca. Nunca se sabe o que estes hereges podem fazer para colocar todos na danação eterna.

Depois de meticulosa revista no andar inferior, resolveu subir para o quarto. Os soldados, que ficaram parados na entrada, olhavam-no com respeitoso temor, baseado na sua posição social e pela austera função que exercia. Torquemada gostava deste temor fundado que as pessoas comuns tinham dele. Sabia que era um de seus pecados e que à noite, sozinho em seu catre, se penitenciaria com o chicote. Mas esta era sua fraqueza, todos os homens tinha fraquezas e os Padres não eram isentos delas. A única diferença era que eles sabiam que elas existiam e as combatiam, através de orações e penitências.

Com este pensamento na cabeça, atingiu o último degrau da escada de madeira. Quando olhou para o quarto, assustou-se com o que viu. Em um primeiro momento achou que fosse um íncubo, o olhando assustado de cima da cama. Mas ao ver que segurava um crucifixo em suas mãos, resolveu se aproximar. Afinal os demônios abominam Deus; o seu filho primogênito; a Igreja e tudo o que ela representa. Ao abrir mais a porta do quarto para que a parca luz advinda da porta da entrada penetrasse, reparou que era uma criança por volta dos dez ou onze anos. Estava com uma aparência terrível: Cabelos completamente desgrenhados, seminu e com todos os ossos aparecendo. Torquemada podia contar as costelas da triste figura. O olhar era o de um animal acuado; As mãos, que eram parecidas com as garras de uma ave de rapina, seguravam fortemente o crucifixo. Mostrando-o para Torquemada, como a implorar perdão aos céus...

...Bom, agora vou mandar dar um banho neste menino, e preparar um pouco de sopa para alimentá-lo.

Com a cabeça ainda nas nuvens, Torquemada tocou o sinete e uma criada apareceu, após dar as ordens, voltou-se para o interior do aposento. Pegou um cálice e se serviu de xerez previamente aquecido, para espantar os miasmas contidos naquela casa tétrica...

Segunda parte

Capítulo 1

Corria o ano de mil quatrocentos e oitenta e cinco, Juan agora com vinte cinco anos, aguardava a época de ser ordenado Padre, e findar um ciclo que se iniciara quando seu benfeitor, o Frade Torquemada, encontrara-o sujo e assustado na cabana. Foram quinze anos de estudos e orações, muitas vezes seguidos de castigos físicos. Mas o castigo era bom, limpava a alma e purificava a mente...

...Estava na terceira página do livro quando escutei ao lado oposto do rochedo onde me encontrava risos e folguedos de moças. Pareciam que estavam á se banhar. Em ato completamente não cristão e pior, averso a tudo o que mais prezava minha religião, resolvi espiar. É como dizia Torquemada:

- “O demônio esta sempre nos vigiando, esperando um pequeno momento de fraqueza ou distração para nos tentar e com isso capturar a nossa alma imortal”.

...No tormento da dor e do desespero. Senti que seu corpo amoleceu, sua mão perdeu o tônus e seus lábios se fecharam para sempre.

Fiquei alucinado. Na loucura advinda da perda. Chorei copiosamente...

Características
Número de páginas 136
Edição 1 (2019)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura
Tipo de papel Couche 90g
Fale com o autor
Carlos Donato

Decidi me dedicara um velho sonho. Que é o de escrever livros. Os meus livros são de ficção histórica. Onde levo os leitores a um passeio pela história do Brasil e do mundo. As histórias são fruto de uma extensa pesquisa sobre o tema e esmerada elaboração da trama. Com isso pretendo de levar um pouco de cultura; despertar o interesse no aprendizado histórico e desenvolver o gosto pela leitura. Aliado a isso desejo entregar umas horas de entretenimento e diversão aos meus leitores.

Por isso dedico horas pesquisando e desenvolvendo narrativas factíveis a fim de entregar uma obra mais verossímil possível.

Livros já publicados: A casa do rio; O templário e Ora pro Nobis.

A casa do rio relata a vida de um escravo, desde a sua captura até o seu desenlace.

O Templário relata a vida de um camponês com um dom especial, esse dom o coloca no meio do embate travado entre o Bispo de Amiens, O Conde de Amiens e o Rei da França, na idade média. devido a esse embate, o campônio participa da primeira cruzada, e culmina em Jerusalém, onde conhece os Cavaleiros Templários.

Ora Pro Nobis é a narrativa da Santa Inquisição espanhola realizada por Torquemada. Que em uma de suas andanças, encontra e adota um pupilo. E o pupilo, após ser ordenado Padre, trava uma luta interior entre o profano e o sagrado. Esta luta traz consequências mortais para ele e os que estão á sua volta.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 34,36
Ebook
R$ 15,15
Impresso
R$ 34,77
Ebook
R$ 13,99
Impresso
R$ 35,39
Ebook
R$ 13,99
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Comentários
1 comentários
ArteSam
Quarta | 07.08.2019 às 14h08
Olá Carlos, tudo bem? Oferecemos serviço de conversão ePub, capa, solicitação de ISBN, providência de ficha catalográfica, revisão, book-trailer, ilustrações, criação de site, etc. Caso tenha interesse, fale comigo. Meu site - www.sdmarini.com - e-mail: [email protected] - página no Facebook: www.facebook.com/artesambr