Go_to_top Bar
Seu carrinho está
vazio
Olá

Clube de Autores é a maior comunidade de autopublicação da América Latina. Inicie agora!

Livro QUEM MATOU MARIELLE

JORNALISMO

Por: EVAN DO CARMO Denunciar

Ajaxloader
por
R$ 54,64
por
R$ 33,37

Sinopse

Prefácio

O assassinato de Marielle não é apenas mais um crime cometido contra a liberdade de expressão, é de fato um crime cometido contra a dignidade humana. Todo ser humano devia ser respeito e tratado de forma igual e justa, mas no Brasil, crimes como esse tem ocorrido regularmente, desde as barbáries cometidas pela ditadura. Sempre que uma voz vinda do meio do povo se levanta a favor das minorias, os poderosos dão um jeito de silenciar, mesmo que seja por meio da força brutal, covarde, como fizeram com Chico Mendes, Dorothy Stang e outros tantos.

Se incomodar os poderosos, ou travar luta contra o estado que é sistematicamente governado por políticos corruptos, o fim será sempre o mesmo, a sepultura comum aos heróis da liberdade. Existe além disso, um estado paralelo, comandado por bandidos de colarinho branco, e por toda sorte de vermes, que rastejam sobre a miséria do povo brasileiro. Em todo país existe essa força do mal, mas no Rio de Janeiro o caso é de total contaminação do sistema político, na polícia, e em todos os níveis da segurança pública, sobretudo em grande parte do judiciário.

Quem matou Marielle? Não creio que seja possível saber, há algum indício de que fora crime encomendado, mas os inimigos são tantos que não será fácil reconhecer e punir, não na a atual conjectura político-brasileiro, quem mandou matar fez sabendo que teria os meios “legais” para impedir uma investigação séria e profunda, nesse submundo, onde os atuais mandatários do país chafurdam há décadas impunimente.

Este livro não é algo revelador como desejaríamos que fosse, é apenas um apanhado de pesquisas na imprensa, de forma cronológicas, assim como foi publicado, seguindo os fatos desde o dia da morte até o dia de hoje. Contudo, servirá como um valioso compêndio de estudos sobre a política brasileira, especialmente sobre a forma como o poder lida com os fracos, com justos e oprimidos desse país.

Reconhecidamente uma das vozes mais ativas em defesa dos direitos humanos do Rio de Janeiro, desenvolvia sua plataforma política relacionada ao enfrentamento do racismo e das desigualdades de gênero e pela redução dos índices de violência, sobretudo nas áreas periféricas do estado do Rio.

Há indubitavelmente uma comoção no país e um pedido implícito de resgate da dignidade da pessoa humana que há muito restou perdida neste país. Sentimos ter que perder personalidades distintivas como vinha se mostrando Marielle para que a sociedade de fato se rebele em face de um Estado caótico e que há muito deixou de capitanear para si suas responsabilidades mais primária, direitos fundamentais de todos nós.

Sentimos ainda não tratar-se de fato isolado, as mortes advindas da violência deixaram há muito de serem fatos isolados para tornarem-se reiterados acontecimentos consequentes de um Estado acéfalo e impotente que prima pelo salve-se quem puder e não pelo interesse público, que coloca o interesse privatista de mais valia à frente dos seus deveres sociais e fundamentais de Estado tutor.

A morte em tela possui todo esteriótipo de atos de execução sumária, por encomenda. Inobstante é cedo ainda para se firmar como um ato de execução de cunho político, são executados inúmeros policias e pessoas de bem semanalmente no país sem o mesmo destaque midiático-social de Marielle, necessário o cuidado e atenção com o todo e não nos amesquinharmos com insurgências seletivas.

Execução pois a forma em que foi praticado praticamente não deixa dúvidas: carro emparelhado com o carro de Marielle com tiros disparados em sua direção, quando apenas estilhaços atingiram a outra pessoas que se encontrava no automóvel em que estava Marielle. Veio a óbito com 4 tiros certeiros em sua cabeça.

Como execução que foi, dificilmente se chega nas nem sempre competentes investigações. a autoria dos crimes que se pretende. São homicídios por encomenda em que via de regra são usados carros roubados que não deixam vestígios e que saem de comunidades de domínio do Estado Paralelo, terras sem lei e sem controle estatal, sem monitoramento por câmeras ou meio que se dê possibilidades de descobrimento com exatidão da autoria dos atos perpetrados. A materialidade também resta comprometida pelos disparam também via de regra serem feitos por armas contrabandeadas pelo crime organizado e sem registro. Em regra são crimes que se punem as famílias vitimadas com as perdas e a sociedade como um todo, quando a inefetividade do Estado acaba representando o esteio para impunidade dos agentes do mal.

Categorias: Caribeanho E Latino Americano, American, Africano, Não Ficção, Literatura Nacional, Drama
Palavras-chave: jornalismo, marielle, morte, polÍtica

Características

Cover_front_perspective
Número de páginas: 108

Edição: 1(2019)

Formato: A5 (148x210)

Coloração: Preto e branco

Acabamento: Brochura c/ orelha

Tipo de papel: Polen

Sobre o autor

Mini
EVAN DO CARMO

Evan do Carmo, Nascido na Paraíba em (29/04/64) é poeta, escritor, romancista, jornalista, músico, filósofo e crítico literário. Fundou e dirigiu o jornal Fakos Universitário. Criou em 2009 a revista Leitura e Crítica. Tem 22 livros publicados, sua obra está disponível em 12 países, (um livro editado em inglês. (O Moralista) Entre outros estão: O Fel e o Mel, Heresia poética, Elogio à Loucura de Nietzsche, Licença Poética, Labirinto Emocional, Presunção, O Cadafalso, Dente de Aço, Alma Mediana, e Língua de Fogo. Participou também com muitos contos em antologias. Foi um dos vencedores do concurso Machado de Assis do SESC DF de 2005. Em 2007 foi jurado na categoria contos do concurso Gente de Talento 2007 promovido pela Caixa Econômica Federal, ao lado de Marcelino Freire. Em 2012 criou e editou até 2015, os Jornais: Correio Brasília, Jornal de Vicente Pires, Jornal de Taguatinga e o Jornal do Gama. Evan do Carmo é estudioso da obra de José Saramago, em 2015 publicou o livro Ensaio Sobre a Loucura, e o livro Reflexões de Saramago, momentos antes de sua morte, o livro nos oferece um panorama perfeito na voz do próprio Saramago em forma de ficção ensaísta, sobre a obra do Nobel Português. Em 2016 criou a Editora do Carmo e o projeto Dez Poetas e Eu, onde já publicou 100 poetas, e o livro Um Brinde à Poesia, uma obra de coautoria com outros poetas contemporâneos.

Como editor realizou o sonho de mais de 500 autores, a maioria autores sem recursos, que não podiam publicar suas obras, entre muitos autores carentes estão dezenas de poetas e escritores africanos, de Angola e Moçambique.

Palestras e oficinas literárias (61) 981188607


Mais publicações desse autor

ESPUMAS FLUTUANTES

ESPUMAS FLUTUANTES

CASTRO ALVES
R$ 45,79 Impresso
R$ 27,98 Ebook
PURO ROMANTISMO

PURO ROMANTISMO

JOSÉ FERNANDES
R$ 45,70 Impresso
R$ 11,84 Ebook
Pragmatismo de las flores

Pragmatismo de las flores

Airton Souza
R$ 45,09 Impresso
R$ 27,98 Ebook
CONTOS COMPLETOS

CONTOS COMPLETOS

MONTEIRO LOBATO
R$ 83,81 Impresso
R$ 33,37 Ebook
HAVIA UMA PEDRA

HAVIA UMA PEDRA

EVAN DO CARMO
R$ 46,61 Impresso
R$ 27,98 Ebook
ENTRE A VIDA E O VERSO

ENTRE A VIDA E O VERSO

DA SILVA JUNIOR
R$ 40,28 Impresso
R$ 20,45 Ebook
CATARSIS

CATARSIS

EVAN DO CARMO
R$ 48,55 Impresso
R$ 27,98 Ebook
SOMOS POESIA

SOMOS POESIA

JUNIOR DA PRATA
R$ 40,16 Impresso
R$ 11,84 Ebook
POESIAS DO COTIDIANO

POESIAS DO COTIDIANO

JÂNIO VARELA
R$ 40,32 Impresso
R$ 22,60 Ebook
CATARSE

CATARSE

EVAN DO CARMO
R$ 43,13 Impresso
R$ 22,60 Ebook
O moraralista

O moraralista

Evan do Carmo
R$ 48,14 Impresso
O QUE HÁ ENTRE NÓS?

O QUE HÁ ENTRE NÓS?

KAREN BEATRIZ
R$ 39,33 Impresso
R$ 22,60 Ebook

Comentários - 0 comentário(s)


Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


Como funciona

Passo 1

Você publica seu livro online, gratuitamente.

Passo 2

Você diz quanto quer receber de direitos autorais.

Passo 3

Nós vendemos e você recebe o dinheiro por depósito direto na sua conta.

Serviços profissionais

Conheça nossos serviços

São vários serviços para auxiliá-lo em sua obra:

Depoimentos

"Agradeço ao Clube de Autores pela publicação do meu livro de sonetos "Alma & Coração, parabenizo pela excelente iniciativa que vem proporcionar a novos autores na realização de seus trabalhos literários, didáticos ou de qualquer natureza impressa e parabenizo pelo apoio nas minhas dúvidas corre..."

Gercino Cunha

Formas de Pagamento (até 12x)

Segurança

Print


Clube de Autores Publicações S/A   CNPJ: 16.779.786/0001-27

Rua Otto Boehm, 48 Sala 08, América - Joinville/SC, CEP 89201-700