Revolucionários e tiranos
Temas de história contemporânea
Categorias
Didáticos, Geografia E Historia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 19328 vezes desde 11/05/2011
Versão
impressa
R$ 34,12
Valor total:
R$ 34,12
Valor total:
R$ 34,12
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

Este livro foi elaborado a partir da experiência docente no conteúdo curricular da disciplina de História Contemporânea, ministrada em instituições de ensino superior, ocasião em que foi idealizada a produção de textos de apoio aos discentes. Foi escolhido um tema gerador “Revoluções e Tiranias” e, a partir dele, três movimentos que estão ligados entre si pela proposta de superação ou rompimento com a estrutura social, política e econômica estabelecida:

A Revolução Francesa que, com seus ideais, moldou uma nova sociedade em substituição ao Antigo Regime, tendo a frente os estratos sociais burgueses e o desenvolvimento do sistema capitalista;

A Revolução Russa, com a possibilidade de realização do projeto socialista e a criação de uma sociedade mais justa, tendo por base os princípios marxistas para a superação do capitalismo;

O Nazismo, que advogava em seu discurso ser o depositário de uma nova ordem em oposição à democracia liberal e o comunismo, considerados como ideologias ultrapassadas.

Abordamos uma discussão sobre as diferentes interpretações em relação a esses fenômenos, destacando também a produção cinematográfica e orientando sua utilização em sala de aula. Este livro colabora ainda com biografias, verbetes e indicações de obras literárias e artísticas, podendo ser usado no ensino médio, universitário e no interesse do público em geral.

Características
ISBN 978-85-64137-02-8
Número de páginas 156
Edição 1 (2011)
Formato A5 (148x210)
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Alfredo Oscar Salun

A Todas as Musas surgiu no universo editorial on-line em Julho de 2009, com a publicação do primeiro número da sua revista acadêmica. Mantendo rigorosamente os seus níveis de qualidade e periodicidade, essa publicação chegou, em fevereiro de 2011, ao seu quarto número, tendo sido já avaliada pela CAPES como B2 (excelente qualificação para uma revista independente).

A partir de 2010, a revista começou a ser impressa e a editora iniciou seus trabalhos no sistema de impressão sob demanda.

Comentários
0 comentários