Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Fale com o autor
Mukanza Mágbà
2 publicações
Sobre o autor
Arnaldo Rodrigues Neto (Mukanza Màgbá Ayrà), casado, nascido no mês de janeiro de 1965 no Município de São Paulo - SP. Filho de Ayrà e militar R/1 do Exército Brasileiro.
Respeita todas as religiões e quando convidado não deixa de participar de eventos das mesmas. Teve como sua primeira religião o Catolicismo, porém nunca foi praticante da mesma, apenas batizado.
Começou a frequentar a Umbanda aos 4 anos de idade, onde permaneceu por 44 anos.
No ano de 1998 esteve pela primeira vez em Salvador - BA para consultas com uma senhora que praticava um misto de Candomblé, Umbanda e Kardecismo.
No ano de 2011 foi convidado a se retirar do terreiro de Umbanda que frequentava por relatar fatos que o incomodavam a respeito de atitudes não condizentes com alguns médiuns e Entidades que frequentavam aquele terreiro.
Sentiu então que os Orixás estava lhe apontando um caminho.
Passou então a visitar Casas de Candomblé no estado de São Paulo e realizando viagens frequentes ao estado da Bahia, para conhecer o Candomblé no seu berço, visitando várias cidades e Roças de diversas Nações para tomar ciência do seu destino religioso e para um melhor conhecimento do idioma Yorùbá.
Teve a grata oportunidade de presenciar a igualdade nos cultos, conhecimentos e jogos divinatórios nos Candomblés da Bahia, desde a casa mais humilde até a mais famosa.
Fez várias consultas a diversos Bàbálorixás e Ìyálorixas para confirmar o seu Orixá, principalmente na Bahia, e o resultado era sempre o mesmo.
Esteve a poucos dias de ser iniciado na casa da Ìyálorixá Ambrosina, em Catu - BA, uma casa muito antiga, talvez uma das casas mais antigas de Candomblé do Brasil, porém mais uma vez os Orixás mostraram que lá não era o seu destino.
Em abril de 2013 entrou definitivamente para o Candomblé, na Ilê Axé Alá Deí, em Mata de São João - BA, que tem como Zeladores o Bàbálorixà Daniel de Oxalufãn e o Bàbálaxé Paulo de Ayrà, este primeiro o seu pai. Foi suspenso por Óxóssi no mesmo ano e confirmado em fevereiro de 2014, onde recebeu o cargo de Odjú Óba, após 1 ano de iniciação de sua esposa na mesma casa pelo Babálaxé Paulo de Ayrà, onde são completamente felizes e realizados na religião.
Selos de reconhecimento
Autor do Clube de Autores
Autor publicou o seu primeiro livro no Clube de Autores
Biografia bem definida
Sua página biográfica tem foto e um texto com pelo menos 300 caracteres sobre o autor
Site oficial do autor
Nome do link
www.aladei.com.br/dicionarios
Todas as publicações desse autor