Go_to_top Bar
Seu carrinho está
vazio

Publique livros gratuitamente

Clube de Autores é a maior comunidade de autopublicação da América Latina. Inicie agora!

OLHOS VERMELHOS

CRÔNICAS INDESEJADAS NUM LENTO (E INÚTIL) MERGULHO EM DIREÇÃO AO NADA NO PAÍS DOS BRUZUNDANGAS E OUTROS ESCRITOS

Ajaxloader
por
R$ 38,69

Sinopse

“Há alguns anos a Lygia Fagundes Telles escreveu que no Brasil havia três espécies em processo de extinção: a Árvore, o Índio e o Escritor. Hoje, depois de tantas labutas, eu vou muito mais além, já substituí o escritor pelo leitor. Está claro que não é mais o escritor que está em processo de extinção, mas sim o leitor que anda por demais fugidio. O que poderá fazer o escritor sem o leitor, que é o seu maior cúmplice? Num país como o Brasil, de tanto atraso e miséria, considero OLHOS VERMELHOS – CRÔNICAS INDESEJADAS NUM LENTO (E INÚTIL) MERGULHO EM DIREÇÃO AO NADA NO PAÍS DOS BRUZUNDANGAS E OUTROS ESCRITOS um livro muito engajado. Procuro mostrar, através dessas crônicas, o que ficou por trás das notícias neste começo de século XXI que parece que ainda não começou, o que não se tornou do conhecimento público que ainda pode ajudar na compreensão de alguns fatos que vão compor a história contemporânea do Brasil e de alguns lugares do mundo, onde vou transformando as minhas denúncias em gritos ecoados na multidão. O leitor vai encontrar revelações sobre política, episódios pitorescos, a decepção com a educação, impressões de viagens, o papel da mídia, o imediatismo da imagem, a sociedade tecnocrata, a falta de liberdade, as minhas revoltas e o poder da linguagem.misturados ao sabor dos fatos que testemunhei. Se mais recentemente os episódios como o ataque a Berlusconi e mesmo as sapatadas na direção de Bush mostram que aumentou a intolerância do povo com os políticos, o leitor pode constatar aqui que todos ainda falam em destruir o sistema mas que sempre acabam colocando um mostrengo bem pior no seu lugar. Não é exagero algum chamar essa primeira década do século XXI de “era iPod”, mas o amordaçamento da cultura há de equivaler ao silêncio do próprio Brasil pois também somos feitos de escuridão. Dizem que as melhores coisas surgem quando ninguém está mais olhando. Se OLHOS VERMELHOS, que saiu do epílogo do ano de 2006, tivesse chegado a tempo nas listas de melhores da crítica, certamente teria mudado a ordem das entrelinhas.”

Categorias: Literatura Nacional
Palavras-chave: crônicas

Características

Cover_front_perspective
Número de páginas: 228

Edição: 2(2010)

Formato: A5 148x210

Coloração: Preto e branco

Acabamento: Brochura c/ orelha

Tipo de papel: Offset 75g

Reconhecimento

Sobre o autor

Mini
Org. Elenilson Nascimento

Elenilson Nascimento é poeta, ex-professor e como se não bastante, ficcionista de mão cheia. Graduado em Letras e Jornalismo, pós-graduado em Metodologia do Ensino Superior. Já participou de várias antologias pelo país, ficou em 1º Lugar no I Concurso de Literatura Virtual (Litteris), classificado no II Prêmio Literário Livraria Asabeça 2003 e Menção Honrosa no IV Concurso Internacional de Poesias em Cuba. Em 2001, teve seu nome incluso no Dicionário Biobibliografico dos Escritores Brasileiros, mesmo sem ter publicado um único livro homônimo. É autor de “Palavras Faladas Fadadas Palavras” (poesias), “Diálogos Inesperados Sobre Dificuldades Domadas” (contos) e “Clandestinos” (romance). Em 2006 organizou dois livros: “Contos Perversos” e “Poemas Dispersos” para a “Coleção Literatura Clandestina” (CBJE) e experimentou dessa dor de fazer o novo diante de uma vanguarda feita de elite e de passado e acabou se sentindo como um arrombador de uma porta decrepta, senil e velhaca. “Sinto que muitas vezes cortam-me as tripas, metralham todo o meu corpo, estraçalham meu coração, podam meus desejos, toldam meus sentimentos e tiram até o meu direito de pensar. Mas, só a poesia tem o poder hipnotizante de acalmar a alma, coisa que nenhum crítico “acadêmico” aplicadíssimo poderia explicar. Eu entendo tudo isso. Nesse meio, cada um está tentando ser mais “in” do que o outro. É muito bom não termos só a velha guarda, sempre devemos descobrir as cabeças novas e promissoras”.


Mais publicações desse autor

Comentários - 1 comentário(s)



Ótimo livro e sabias palavras amigo!
Terça às 19:24

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


Como funciona

Passo 1

Você publica seu livro online, gratuitamente.

Passo 2

Você diz quanto quer receber de direitos autorais.

Passo 3

Nós vendemos e você recebe o dinheiro por depósito direto na sua conta.

Serviços profissionais

Conheça nossos serviços

São vários serviços para auxiliá-lo em sua obra:

Depoimentos

"Iniciativa inovadora, sintonizada com possibilidades emergentes típicas do mundo cosmopolita e cibernético de nosso tempo, o Clube de Autores abre o mercado editorial para muitos, amplia para outros tantos que já publicam no circuito convencional. E põe por terra a tradicional desculpa de autor..."

Edvaldo Pereira Lima

Formas de Pagamento (até 12x)

Segurança

Print


Clube de Autores Publicações S/A   CNPJ: 16.779.786/0001-27

Rua Otto Boehm, 48 Sala 08, América - Joinville/SC, CEP 89201-700