A FORÇA DA ECONOMIA NA TRANSFORMAÇÃO URBANA DA CIDADE BRASILEIRA
O caso das Cidades de Ouro Preto, Santos e Manaus
Categorias
Ciências Humanas E Sociais, Arquitetura
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 209 vezes desde 07/08/2020
Versão
impressa
R$ 41,12
Acabamento
Valor total:
R$ 41,12
Versão
ebook
R$ 17,22
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 41,12
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Algumas cidades sofreram interferência aquando de suas formações urbanas. A Vila de Santos, fundada em 1543, passou 300 anos, num lento processo de crescimento, praticamente estagnado, somente em meados do século XIX despertou com a chegada da economia cafeeira.

Manaus, fundada em 1669, portanto, mais de um século após a cidade de Santos, também passou por um longo período de estagnação. Em 1800, motivada pelos lucros advindos da economia gomífera, iniciou-se num processo de desenvolvimento.

Ouro Preto, fundada em 1798, teve a sua origem junto aos garimpos de ouro nas Minas Gerais, portanto, já surgiu em consequência das atividades econômicas proveniente do ciclo do ouro.

Entende-se que o impacto econômico, ocorrido em cada uma das referidas cidades, promoveu

um rápido crescimento, na demografia, na expansão e na infraestrutura urbana; como consequência, houve grandes transformações no traçado do núcleo original das vilas, que desenvolveram-se lentamente antes do fenômeno econômico, com exceção da Vila de Ouro

Preto, que surgiu e cresceu junto à economia do ouro.

Características
Número de páginas 108
Edição 1 (2020)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 90g
Fale com o autor
Antonio Carlos Rodrigues Silva

Arquiteto, Mestre em Engenharia de Produção e Doutor em Urbanismo pela Universidade do Porto/Portugal. Professor na Universidade Federal do Amazonas desde 1992.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 32,88
Ebook
R$ 13,99
Impresso
R$ 42,36
Ebook
R$ 13,99
Comentários
0 comentários