À Procura do outro eu

Por I. L. Tyler

Código do livro: 141639

Categorias

Poesia, Literatura Nacional

Compartilhe este livro
Esta página foi vista 2982 vezes desde 24/02/2013
Versão
impressa
R$ 40,31
Valor total:
R$ 40,31
Versão
ebook
R$ 23,05
Leia em Pensática
Valor total:
R$ 40,31

Este livro pode estar à venda na:

Este ebook também pode estar à venda na:

Sinopse

O diálogo se estabelece, no mínimo, entre um “eu” que fala e um “tu” com quem se fala. É assim que aprendemos nos bancos da escola. Os exemplos que temos na vida são sempre referenciados por um “tu”. É a “imagem” do outro que serve de modelo, ou não, para nossas vidas. Às vezes, esses modelos são seguidos e ,outras, são desprezados, mas o que dizer da procura incessante de nós mesmos? Olhar para o outro e esboçar um conceito não é tão difícil assim. Perceber o que há no outro é fácil. Agora, olhar para nós mesmos e enxergar as nossas limitações é muito difícil!

Eu diria ser quase impossível, pois não é um simples olhar! É o olhar desarmado de qualquer julgamento ou defesa. É o olhar que vai além, que percebe virtudes e fraquezas, que toca na sua própria ferida. É o olhar que simplesmente não só observa, mas que observa e revela o real, o que de fato é.

O poeta é esse ser que vive constantemente em busca do eu ou de um novo eu. O diálogo do poeta não só se estabelece com o “tu”. Estabelece-se com o tu e com o seu outro “eu”. Esse outro “eu” não tem sua definição exata. Esse eu é, de fato, o eu do “sem preconceito” e sem “sexo definido”. Ele se apresenta, ora criança, ora velho. Ele pode ser mulher como pode ser homem. Urbano ou rural, letrado ou analfabeto. Que diferença faz se é pobre ou rico? Pode ser branco ou preto. É esse “eu” que questiona e se questiona. Que diz e não diz; que chora e ri; que tem razão e se emociona. Que vive, revive e morre. Esse “eu” não é só permissível, não se iluda! Ele é o que vive de verdade! Ele se redescobre a cada verso escrito ou dito.

O poeta vive para se reinventar... Ele nunca se conforma com o real. Ele quer o real, mas ama o irreal! As inquietações são, de fato, muito bem-vindas no “mundo” do poeta. Mentes inquietas são mesmo as dos poetas. São criaturas que trabalham as palavras, vivem com as palavras, enxergam as palavras muito além do seu sentido denotativo – há graça em sua conotação! Signo e significado são bem mais do que realmente significam... A Linguística, talvez, um dia, quem sabe, possa achar razões para explicar o encantamento do poeta diante das palavras. Isto será um grande feito!

Israel Lima

Características

ISBN 978-85-913151-2-3
Número de páginas 132
Edição 1 (2014)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Idioma Português

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor

I. L. Tyler

Professor, Escritor, Poeta e Artesão. Nasceu em Carpina, Pernambuco, no dia 23 de maio de 1974. Antes de ser alfabetizado toma gosto pelos livros e aos oito anos (1982), agora alfabetizado, ler seu primeiro livro, presente de sua mãe (dona Josefa) - “Pollyanna” de Eleanor H. Porter escrito em 1913. Quando tinha três anos (1977), o seu pai falece. Anos mais tarde sua família se muda para Camaragibe - PE. Cidade como Recife e Olinda são cenários de muitas poesias de Israel Lima. Em 1986 escreve sua primeira poesia: “Próprio Amor”. No ano de 1996 reúne todas as suas poesias em um caderno. No ano seguinte, 1997, muda-se para São Paulo - SP (Zona Sul da Capital) onde vive até hoje. Neste mesmo ano, ganha o prêmio de melhor poesia, da empresa onde trabalhou. Em 2006 formou-se em Letras e em 2008 conclui Pedagogia neste mesmo ano de 2008, ingressa na Pós-graduação da PUC-SP (Literatura e Crítica Literária). No ano de 2010 a sua mãe falece. Em 2011, casa-se com a Professora e Artista Plástica, Silvinha Santana Lima e neste mesmo ano, publica: “Afagos Inocentes”; 2012: “Tempo: A Última Estação”; em 2013: “Ver(a)Cidade” e participa da Coletânea: “Poesia Todo Dia”, onde colaborou com quatro poesias. Ainda em 2013 é publicado a Coletânea em três volumes: “Satisfação” - Volume 1; em 2014: “À Procura do outro eu” - Volume 2; ainda neste mesmo ano: “Adágio de um aprendiz”. Em 2015: “Silvia – Simplesmente Sil” - Volume 3; ainda em 2015: “Antologia Poética de Israel Lima”. Em 2016 matricula-se no Curso de História pela Unicsul e neste mesmo ano e na mesma Universidade, entra para o Curso de Pós-graduação: “Docência no Ensino Superior”. Ainda em 2016, a professora Flávia Aparecida dos Reis organiza o I Café Literário da EMEF Prestes Maia onde Israel Lima foi homenageado e suas poesias foram expostas e lidas pelos alunos. Além da biografia, o público teve contato com as obras e puderam ouvir a trajetória do autor pelo próprio autor.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 50,96
Ebook
R$ 38,49
Impresso
R$ 39,79
Ebook
R$ 23,05
Impresso
R$ 42,01
Ebook
R$ 24,75
Impresso
R$ 41,66
Ebook
R$ 24,75
Impresso
R$ 55,52
Ebook
R$ 27,01
Impresso
R$ 44,43
Ebook
R$ 24,75
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários