ALTER EGO DE UM POETA

Por MARCOS AVELINO MARTINS

Código do livro: 650697

Categorias

Poesia, Literatura Nacional, Entretenimento

Compartilhe este livro
Esta página foi vista 348 vezes desde 01/03/2024
Versão
impressa
R$ 53,43
Valor total:
R$ 53,43
Versão
ebook
R$ 30,40
Leia em Pensática
Valor total:
R$ 53,43

Este livro pode estar à venda na:

Este ebook também pode estar à venda na:

Sinopse

146º livro do autor das séries "OLYMPUS" (em 16 volumes com 300 poemas em cada um), "EROTIQUE" (em 13 volumes com 50 poemas iricamente sensuais em cada um), e "SOB O OLHAR DE UM POETA", em 3 volumes com 300, 150 e 300 poemas, respectivamente).

Alguns trechos:

ALTER EGO DE UM POETA:

“Mas parece que, assim como ele,

Pouco juízo eu tenho,

E continuo contando as histórias

Desse personagem esquisito,

Que vive sonhando, como se fosse um poeta,

Mas, pensando bem, talvez o seja mesmo,

Pois esse personagem de minhas histórias,

Que vive se metendo em encrencas,

Por se meter com quem não devia,

No fundo não passa de meu alter ego...”

UMA NOITE INESQUECÍVEL:

“E assim aconteceu, por anos a fio,

Sempre saíamos juntos, mas separados,

Entre nossos oceanos, corria um rio,

Éramos amigos, mas não tão conectados!

Até a noite de seu último aniversário,

Em que lhe dei de presente um anel,

E, na dedicatória, um poema incendiário,

Sobre como amantes dividem o céu!”

CORAÇÃO AMORFO:

“Meu coração anda cada vez mais amorfo,

Pois piora, ao se despedir de pessoas queridas,

E esse pobre coração transmorfo

Perde um pedaço em cada uma dessas despedidas...

Depois de cada despedida, tomo um uísque,

Em homenagem ao amigo ou amiga que mudou de nível,

E, se a inspiração vier, deixarei que ela rabisque

Alguns versos sobre a lágrima que brotou, quase invisível...”

PONTEIROS QUEBRADOS:

“Os ponteiros de meus relógios quebraram

No instante em que você me disse adeus,

Os meus neurônios morreram ou se ausentaram

Desse corpo abandonado por Deus...”

PRECONCEITOS:

“Deixe-me decorar as suas curvas,

Em minha mente, num retrato mental,

Faça minhas ideias ficarem turvas,

Enquanto com volúpia avanço o sinal.”

DE REPENTE, AMOR:

“Sei que nunca mais serei o mesmo,

Pois neste dia, e não num outro qualquer,

Trocamos o primeiro beijo de tantos,

E descobrimos, depois de tantos anos distantes,

Que nada mudou e recuperamos os encantos

De quando éramos melhores amigos,

E, a partir de hoje, amantes talvez,

Meus braços serão para sempre seus abrigos,

E nunca mais nos afastaremos outra vez...”

ESPELHO DA ALMA:

“Não me restou nenhum trauma

Depois de afinal te capturar

No meu espelho da alma,

Que chamam por aí de olhar...”

ESBARRÃO:

“Mas nada disto aconteceu, ela apenas me acenou,

Virou-se e seguiu de encontro ao seu destino,

Preferindo ignorar a segunda chance que ele lhe dera,

Sugerindo a duas pessoas infelizes e cheias de mágoa

Uma alternativa para tentarem desatar nós antigos que as afastaram,

E eu, depois de mais alguns instantes olhando-a se distanciar,

Apenas deixei que ela de novo se perdesse nas esquinas do tempo...”

ESPERANÇAS PERDIDAS:

"Minhas esperanças se perderam,

No instante em que perdi você,

Meus versos poderosos emudeceram,

E só pode ser sua ausência o porquê!"

CHUVA DE LÁGRIMAS:

"Essa chuva de lágrimas que percorre

Esse seu rosto sofrido

Por longos minutos escorre

Num longo pranto incontido

E enquanto seu lenço se encharca

O choro seus ombros sacode

Deixando em seu rosto uma marca

Enquanto seu coração quase explode"

CHAVE ANTIGA:

"A maioria das coisas tem validade restrita,

E é inútil tentar implodir essa verdade,

Nada existe que tenha duração infinita,

Pensar o contrário é pura insanidade,

É como tentar hipnotizar alguém com uma cantiga,

Ou ressuscitar um amor que se acabou,

Tentando abrir com uma chave antiga

Uma fechadura cujo segredo mudou..."

DEMASIADO TARDE:

"Por algum tempo mergulhei

Em um pesadelo sem fim

No qual nada fazia sentido

Mas quando despertei

Já era então tarde demais

Pois já tinhas partido"

CORAÇÃO BLINDADO:

"Minha inspiração já está farta

De tantos versos que gesta

Mas até o dia em que eu parta

Sigo no ritmo dessa festa

Meu coração se blinda

Para não ser machucado

E a cada nova estrofe linda

Fica ainda mais blindado"

CONEXÕES:

"Pois entre nós há problemas bem sérios

Explícitos nesses teus olhares furtivos

Que sutilmente me convidam a desvendar teus mistérios

Durante algumas horas de jogos lascivos"

LEI DE MURPHY:

"Essa tal de lei de Murphy é cruel,

Só que ainda não foi descrita em poemas,

Mas tudo que pode dar errado, cai do céu,

Toda solução cria novos problemas!"

OLHAR DESINTERESSADO:

“O que será que te aconteceu,

Para teres mudado assim desse jeito?

Por que aquele fogo de repente morreu,

E me deixaste apenas esse sonho desfeito?”

MONTE DE VÊNUS:

"O teu monte de Vênus

Era o meu lugar de delícias

De prazeres obscenos

Depois de doces carícias

Mas o tempo inclemente passou

E o gelo tomou o lugar da paixão

E aquele paraíso se transformou

Num congelado monte de Plutão"

AS NUANCES DE UM POETA:

"Poetas são seres duais,

Alternando entre a realidade e a fantasia,

Em pesadelos e sonhos surreais,

Entre o mundo real e a Poesia!"

CORRENTE SEM FIM:

"Enquanto os véus da noite se esgarçam,

Pelos ponteiros do relógio escorrendo,

Nossos lábios trocam fagulhas,

Num frenesi que nossos corpos não disfarçam,

Num desejo sem fim, estupendo,

Do qual por justo motivo te orgulhas..."

PUNHAIS:

"A noite crava-me seus punhais,

Minha carne tépida congelando,

Sei que não a verei nunca mais,

E aos poucos irei me acabando..."

UM NOVO PROFETA:

"Foi não mais que de repente,

Que eu, que há muito tempo era poeta,

Descobri que, repentinamente,

Havia me tornado profeta,

E palavras estranhas e poderosas

De minha boca jorravam,

Combinando versos e prosas,

Que misturando se sublimavam,"

O MISTÉRIO DA VIDA:

"Enquanto meus dedos

Velozes e prolíficos

Escrevem poemas magníficos

Tentando desvendar

Da vida os segredos

E descobrir esse mistério

Que me consome

É melhor que desconhecê-lo eu aceite

Pois descubro sei que logo meu nome

Será apenas um enfeite

Numa lápide de algum cemitério"

O SEGREDO EM TEU OLHAR:

"Esse segredo em teu olhar revelado

Entrega-me o que não querias

Inutilmente por tanto tempo guardado

Por tantas noites e dias

Mas agora já é tarde demais

Teu código secreto foi decifrado

Não me enganas mais

Teu quebra-cabeça foi desvendado

Teu código fonte foi exposto

Revelando-me o teu íntimo mistério

Desvendei os segredos de teu lindo rosto

Não me engana mais esse teu olhar etéreo"

NA ESCURIDÃO DA NOITE:

"Olhos sinistros me espreitam,

No fundo de becos escuros

E janelas aparentemente fechadas;

Fantasmas comigo se deitam,

Com seus traumas obscuros,

E histórias sinistras jamais reveladas!"

WILD MOVEMENTS:

"In our wild lovemaking,

We practice contortions,

Mixing our images

In sweet juggling acts

In a convex mirror,

Capturing your whispers,

During our sex sessions,

That intoxicate our senses,

Invading the hours,

That pass so quickly,

And sometimes you even cry,

During unhurried kisses,

Of pure surrender,"

Características

ISBN 9798883447784
Número de páginas 122
Edição 12 (2024)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Couche 90g
Idioma Português

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor

MARCOS AVELINO MARTINS

BIOGRAFIA

Engenheiro Eletricista pela Universidade de Brasília por formação, Analista de Sistemas por opção, poeta por destino, casado, 2 filhos e 1 neto, apreciador de boa música, cinema, literatura, HQs, seriados e amigos (não necessariamente nesta ordem).

Escreve desde os 17 anos, inicialmente letras de músicas, alguns contos avulsos, poemas esparsos, e de alguns anos para cá, com uma produção intensa, com mais de 140 livros publicados, todos eles pelo Clube de Autores e pela Amazon, exceto "Poeticamente teu", da Coleção Prosa e Verso 2019 da Prefeitura de Goiânia - GO.

LIVROS PUBLICADOS:

1. OS OCEANOS ENTRE NÓS

2. PÁSSARO APEDREJADO

3. CABRÁLIA

4. NUNCA TE VI, MAS NUNCA TE ESQUECI

5. SOB O OLHAR DE NETUNO

6. O TEMPO QUE SE FOI DE REPENTE

7. MEMÓRIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO

8. ATÉ A ÚLTIMA GOTA DE SANGUE

9. EROTIQUE

10. ATÉ QUE A ÚLTIMA ESTRELA SE APAGUE

11. NÃO ME LEMBREI DE ESQUECER DE VOCÊ

12. EROTIQUE 2

13. A CHUVA QUE A NOITE NÃO VIU

14. A IMENSIDÃO DE SUA AUSÊNCIA

15. SIMÉTRICAS

16. AS VEREDAS ONDE O MEU OLHAR SE PERDEU

17. A MAGIA QUE SE DESFEZ NA NOITE

18. QUAL É O SEGREDO PARA VIVER SEM VOCÊ?

19. OS TRAÇOS DE VOCÊ

20. STRADIVARIUS

21. OS SEGREDOS QUE ESCONDES NO OLHAR

22. ATÉ SECAREM AS ÚLTIMAS LÁGRIMAS

23. EROTIQUE 3

24. OS POEMAS QUE JAMAIS ESCREVI

25. TUA AUSÊNCIA, QUE ME DÓI TANTO

26. OS DRAGÕES QUE NOS SEPARAM

27. O VENTO QUE NA JANELA SOPRAVA

28. EROTIQUE 4

29. A NOITE QUE NUNCA MAIS TERMINOU

30. AS HORAS QUE FALTAM PARA TE VER

31. OLYMPUS: LIVRO 1 – EROS (1ª PARTE)

32. OLYMPUS: LIVRO 1 – EROS (2ª PARTE)

33. NO AR RAREFEITO DAS MONTANHAS

34. VOCÊ SE FOI, MAS ESTÁ AQUI

35. O AMOR QUE SE FOI E NÃO VOLTOU

36. OS VÉUS DA NOITE

37. OLYMPUS: LIVRO II - ARES, ARTHEMIS, ATHENA, CHRONOS, HADES, MORPHEUS E POSEIDON

38. MADRUGADAS DE SEDUÇÃO

39. O LUAR QUE EM TEUS OLHOS HABITA

40. QUANDO SUA AUSÊNCIA ERA TUDO QUE HAVIA (contos e crônicas)

41. ESSA SAUDADE QUE NÃO QUER IR EMBORA

42. OLYMPUS: LIVRO I - EROS (3ª PARTE)

43. UM ÚLTIMO BEIJO EM PARIS

44. OLYMPUS: LIVRO III - APHRODITE, APOLLO, GAIA, HERA E ZEUS

45. DE QUAL SONHO MEU VOCÊ FUGIU?

46. O LABIRINTO NO FIM DO POEMA

47. CADÊ O AMOR QUE ESTAVA AQUI?

48. OS RIOS QUE FOGEM DO MAR

49. ÚLTIMOS VERSOS PARA UM PERDIDO AMOR

50. OLYMPUS: LIVRO IV - PANTHEON

51. AH, POESIA, O QUE FIZESTE?

52. UM VERSO SUICIDA

53. ELA SE FOI, E NEM DEIXOU MENSAGEM

54. A NAVE QUE TE LEVOU PARA LONGE

55. EROTIQUE 5

56. O LADO NEGRO DA POESIA

57. UM OLHAR VINDO DO INFINITO

58. APENAS UM CONTADOR DE HISTÓRIAS

59. RÉQUIEM PARA UM AMOR NAUFRAGADO

60. OLYMPUS: LIVRO V - THESSALIA

61. POETICAMENTE TEU (da Coleção Prosa e Verso 2019 da Prefeitura de Goiânia - GO)

62. AQUELA NOITE DO ADEUS

63. PASSOS QUE SE AFASTAM NA NOITE

64. FRAGMENTOS DE UM SONHO QUE PASSOU

65. OLYMPUS: LIVRO VI – PARTHENON

66. PASSAGEM PARA A SAUDADE

67. A PORTA DA SOLIDÃO

68. NUNCA MAIS TEUS BEIJOS

69. EROTIQUE 6

70. CIRANDA POÉTICA

71. AS HISTÓRIAS QUE NÃO TE CONTEI

72. A ÚLTIMA VEZ EM QUE TE AMEI

73. ESSA AUSÊNCIA QUE ME DEVORA

74. A NOITE IMENSA SEM ELA

75. OLYMPUS: LIVRO VII – ACROPOLIS

76. PORÕES E NAUFRÁGIOS

77. UM TROVADOR NO SÉCULO XXI

78. RESQUÍCIOS DE UM SORRISO TEU

79. CRONOS ENLOUQUECEU!

80. OLYMPUS: LIVRO VIII - MUSAS E MEDUSAS

81. SOMBRAS QUE RESTARAM DE NÓS

82. EROTIQUE 7

83. A CAIXA DE TINTAS DE DEUS

84. PONTES PARA LUGAR NENHUM

85. VELAS SOLTAS AOS VENTOS SOLARES

86. HISTÓRIAS QUE A NOITE NOS TRAZ

87. VESTÍGIOS DE UM FOGO QUE SE APAGOU

88. ARTÍFICE DE VERSOS

89. O TEMPO, ESSE CARRASCO

90. OLYMPUS: LIVRO IX - ESPARTA

91. ESSA SOMBRA EM TEU OLHAR

92. OS OLHOS MÁGICOS DA POESIA

93. VERSOS QUE JAMAIS ESQUECI

94. LÁGRIMAS PROSCRITAS

95. EROTIQUE 8

96. UMA HORA ANTES DO FIM

97. POR TRÁS DA MÁSCARA BRANCA

98. PER...VERSOS AO ANOITECER

99. SOB O OLHAR DE UM POETA

100. TODOS AQUELES VERSOS DE AMOR

101. ESTILHAÇOS DE POEMAS

102. OLYMPUS: LIVRO X - NINFAS

103. TODAS AS ESTAÇÕES DA ALMA

104. LEMBRANÇAS DE UM FUTURO DISTANTE

105. EROTIQUE 9

106. AO DOCE SOM DE UM BOLERO

107. NÁUFRAGOS NA NOITE SEM FIM

108. A FONTE DO LIRISMO

109. RETRATOS DO DESENCONTRO

110. OLYMPUS: LIVRO XI - CENTAUROS

111. MEMÓRIAS DE NUNCA

112. UM GRITO PRESO NA ALMA

113. NOS OLHOS DE UM POEMA

114. EROTIQUE 10

115. SOB O OLHAR DE UM POETA 2

116. EM ALGUMA OUTRA GALÁXIA

117. UM TORNIQUETE CHAMADO SAUDADE

118. AS LÁGRIMAS QUE NÃO SECARAM

119. VIAGEM AO FUNDO DO OLHAR

120. OLYMPUS: LIVRO XII - MARATHON

121. A QUESTÃO QUE NÃO SEI FORMULAR

122. MICRO UNI-VERSOS

123. AS LUAS QUE NO CÉU FLUTUAM

124. O DOCE UIVO DOS VENTOS

125. UM TORNIQUETE CHAMADO SAUDADE (VOL. 2)

126. O DESTINO NÃO MANDA MENSAGEM

127. EROTIQUE 11

128. UM ADEUS COM HORA MARCADA

129. UM SONHO DO QUAL EU NÃO QUIS ACORDAR

130. OLYMPUS: LIVRO XIII - TEBAS

131. O PEDAÇO DE MIM QUE ROUBARAM

132. PERDIDO NAS DOBRAS DO TEMPO

133. ESSA INDECIFRÁVEL SOLIDÃO

134. UM INSTANTE ANTES DE NUNCA

135. AQUELA PALAVRA CHAMADA ADEUS

136. EROTIQUE 12

137. DESCONSTRUINDO MUROS DE ILUSÃO

138. EXCETO A NOITE 139. DIRETO AO CORAÇÃO

140. A SOLIDÃO QUE NUNCA SE ACABA

141. UM ESPECTRO PERDIDO NA ESCURIDÃO

142. EROTIQUE 13

143. OLYMPUS: LIVRO XIV - ATENAS

144. HISTÓRIAS SURREAIS

145. SOB O OLHAR DE UM POETA 3

EDIÇÕES ESPECIAIS:

015. SIMÉTRICAS – 200 SONETOS (OU COISA PARECIDA) DE AMOR (OU COISA PARECIDA)

046. O LABIRINTO NO FIM DO POEMA (400 POEMAS PARA A JUVENTUDE)

056. O LADO NEGRO DA POESIA (150 POEMAS SOMBRIOS)

085. VELAS SOLTAS AOS VENTOS SOLARES (200 POEMAS ONDE O VENTO É PERSONAGEM)

099. SOB O OLHAR DE UM POETA (300 POEMAS SOBRE A POESIA - VOL. 1)

100. TODOS AQUELES VERSOS DE AMOR (400 POEMAS DE AMOR)

109. RETRATOS DO DESENCONTRO (200 POEMAS LONGOS SOBRE ENCONTROS E DESENCONTROS)

115. SOB O OLHAR DE UM POETA (300 POEMAS SOBRE A POESIA - VOL. 2)

117. UM TORNIQUETE CHAMADO SAUDADE (200 POEMAS SOBRE SAUDADE - VOL. 1)

122. MICRO UNI-VERSOS (250 POEMAS CURTOS)

125. UM TORNIQUETE CHAMADO SAUDADE (200 POEMAS SOBRE SAUDADE - VOL. 2)

125. UM TORNIQUETE CHAMADO SAUDADE VOL. 2

135. AQUELA PALAVRA CHAMADA ADEUS (150 POEMAS SOBRE DESPEDIDAS)

139. DIRETO AO CORAÇÃO (150 POEMAS EMOCIONANTES)

140. A SOLIDÃO QUE NUNCA SE ACABA (150 POEMAS SOBRE SOLIDÃO)

141. UM ESPECTRO PERDIDO NA ESCURIDÃO

142. EROTIQUE 13

143. OLYMPUS: LIVRO XIV - ATENAS

144. HISTÓRIAS SURREAIS

145. SOB O OLHAR DE UM POETA 3

SÉRIES:

OLYMPUS - 15 VOLUMES (CADA UM COM 300 POEMAS)

EROTIQUE - 13 VOLUMES (CADA UM COM 50 POEMAS SENSUALMENTE LÍRICOS)

Participante das antologias:

• “Declame para Drummond 2012” (2012), com o poema “Máscaras”;

• Antologia 2015 – Literatura Goyaz” (2015), com os poemas “Os oceanos entre nós” e “Morpheus”;

• “Desafio” (2016), com os poemas “Finito”,”De solidão e de sonhos” e “Olhar”;

• “Dez Poetas e Eu – Vol. 3” (2016), com os poemas “Átimo”, “Diário”, “Julgamento”, “Roleta russa”, “Buracos negros”, “Paronímia”, “As últimas gotas de orvalho”, “Repositório”, “Simplesmente você” e “Quando eu te conheci”; e

• “Raiz da Poesia” (2017), antologia internacional entre países de língua portuguesa, com os poemas “Os segredos que escondes no olhar”, “Borboleta”, “Autópsia”, “La nuit”, “O tio da suspeita”, “Aldebaran” e “Os sons do silêncio”.

• “1001 Poetas” (2022), da Câmara Brasileira de Livros, com o poema “Coração Azevedo”.

Página no site “Templo de Delfos”, relicário da Literatura:

http://www.elfikurten.com.br/2016/08/marcos-avelino-martins.html

Contato: cygnusinfo@gmail.com

Celular: (62) 99971-9306

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 65,07
Ebook
R$ 32,66
Impresso
R$ 72,91
Ebook
R$ 30,40
Impresso
R$ 55,08
Ebook
R$ 30,40
Impresso
R$ 52,81
Ebook
R$ 27,01
Impresso
R$ 70,62
Ebook
R$ 30,40
Impresso
R$ 75,77
Ebook
R$ 30,40
Impresso
R$ 53,62
Ebook
R$ 30,40
Impresso
R$ 73,50
Ebook
R$ 30,40
Impresso
R$ 61,83
Ebook
R$ 27,01
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários