AO DOCE SOM DE UM BOLERO
POEMAS
Código do livro: 440996
Categorias
Poesia, Literatura Nacional, Entretenimento
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 124 vezes desde 12/04/2022
Versão
impressa
R$ 48,27
Valor total:
R$ 48,27
Versão
ebook
R$ 23,57
Leia em Pensatica
Valor total:
R$ 48,27
Este livro pode estar à venda na:
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

106º livro do autor, todos eles publicados no Clube de Autores e na Amazon, em versão impressa e digital, exceto “Poeticamente teu”, da Coleção Prosa e Verso 2019, da Prefeitura de Goiânia/GO:

001. OS OCEANOS ENTRE NÓS

002. PÁSSARO APEDREJADO

003. CABRÁLIA

004. NUNCA TE VI, MAS NUNCA TE ESQUECI

005. SOB O OLHAR DE NETUNO

006. O TEMPO QUE SE FOI DE REPENTE

007. MEMÓRIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO

008. ATÉ A ÚLTIMA GOTA DE SANGUE

009. EROTIQUE

010. NÃO ME LEMBREI DE ESQUECER DE VOCÊ

011. ATÉ QUE A ÚLTIMA ESTRELA SE APAGUE

012. EROTIQUE 2

013. A CHUVA QUE A NOITE NÃO VIU

014. A IMENSIDÃO DE SUA AUSÊNCIA

015. SIMÉTRICAS – 200 SONETOS (OU COISA PARECIDA) DE AMOR (OU

COISA PARECIDA)

016. AS VEREDAS ONDE O MEU OLHAR SE PERDEU

017. A MAGIA QUE SE DESFEZ NA NOITE

018. QUAL É O SEGREDO PARA VIVER SEM VOCÊ?

019. OS TRAÇOS DE VOCÊ

020. STRADIVARIUS

021. OS SEGREDOS QUE ESCONDES NO OLHAR

022. ATÉ SECAREM AS ÚLTIMAS LÁGRIMAS

023. EROTIQUE 3

024. OS POEMAS QUE JAMAIS ESCREVI

025. TUA AUSÊNCIA, QUE ME DÓI TANTO

026. OS DRAGÕES QUE NOS SEPARAM

027. O VENTO QUE NA JANELA SOPRAVA

028. EROTIQUE 4

029. A NOITE QUE NÃO TERMINOU NUNCA MAIS

030. AS HORAS QUE FALTAM PARA TE VER

031. OLYMPUS: LIVRO 1 – EROS (1ª PARTE)

032. OLYMPUS: LIVRO 1 – EROS (2ª PARTE)

033. NO AR RAREFEITO DAS MONTANHAS

034. VOCÊ SE FOI, MAS ESTÁ AQUI

035. O AMOR QUE SE FOI E NÃO VOLTOU

036. OS VÉUS DA NOITE

037. OLYMPUS: LIVRO II - ARES, ARTHEMIS, ATHENA, CHRONOS, HADES,

MORPHEUS E POSEIDON

038. MADRUGADAS DE SEDUÇÃO

039. O LUAR QUE EM TEUS OLHOS HABITA

040. QUANDO SUA AUSÊNCIA ERA TUDO QUE HAVIA (contos e crônicas)

041. ESSA SAUDADE QUE NÃO QUER IR EMBORA

042. OLYMPUS: LIVRO 1 – EROS (3ª PARTE)

043. UM ÚLTIMO BEIJO EM PARIS

044. OLYMPUS: LIVRO III – APHRODITE, APOLLO, EREBUS, GAIA, HERA

E ZEUS

045. DE QUAL SONHO MEU VOCÊ FUGIU?

046. O LABIRINTO NO FIM DO POEMA

047. CADÊ O AMOR QUE ESTAVA AQUI?

048. OS RIOS QUE FOGEM DO MAR

049. ÚLTIMOS VERSOS PARA UM PERDIDO AMOR

050. OLYMPUS: LIVRO IV – PANTHEON

051. AH, POESIA, O QUE FIZESTE?

052. UM VERSO SUICIDA

053. ELA SE FOI, E NEM DEIXOU MENSAGEM

054. A NAVE QUE TE LEVOU PARA LONGE

055. EROTIQUE 5

056. O LADO NEGRO DA POESIA

057. UM OLHAR VINDO DO INFINITO

058. APENAS UM CONTADOR DE HISTÓRIAS

059. RÉQUIEM PARA UM AMOR NAUFRAGADO

060. OLYMPUS: LIVRO V – THESSALIA

061. POETICAMENTE TEU

062. AQUELA NOITE DO ADEUS

063. PASSOS QUE SE AFASTAM NA NOITE

064. FRAGMENTOS DE UM SONHO QUE PASSOU

066. PASSAGEM PARA A SAUDADE

065. OLYMPUS: LIVRO VI – PARTHENON

067. A PORTA DA SOLIDÃO

068. NUNCA MAIS TEUS BEIJOS

069. EROTIQUE 6

070. CIRANDA POÉTICA

071. AS HISTÓRIAS QUE NÃO TE CONTEI

072. A ÚLTIMA VEZ EM QUE TE AMEI

073. ESSA AUSÊNCIA QUE ME DEVORA

074. A NOITE IMENSA SEM ELA

075. OLYMPUS: LIVRO VII – ACROPOLIS

076. PORÕES E NAUFRÁGIOS

077. UM TROVADOR NO SÉCULO XXI

078. RESQUÍCIOS DE UM SORRISO TEU

079. CRONOS ENLOUQUECEU!

080. OLYMPUS: LIVRO VIII – MUSAS E MEDUSAS

081. SOMBRAS QUE RESTARAM DE NÓS

082. EROTIQUE 7

083. A CAIXA DE TINTAS DE DEUS

084. PONTES PARA LUGAR NENHUM

085. VELAS SOLTAS AOS VENTOS SOLARES

086. HISTÓRIAS QUE A NOITE NOS TRAZ

087. VESTÍGIOS DE UM FOGO QUE SE APAGOU

088. ARTÍFICE DE VERSOS

089. O TEMPO, ESSE CARRASCO

090. OLYMPUS: LIVRO IX – ESPARTA

091. ESSA SOMBRA EM TEU OLHAR

092. OS OLHOS MÁGICOS DA POESIA

093. VERSOS QUE JAMAIS ESQUECI

094. LÁGRIMAS PROSCRITAS

095. EROTIQUE 8

096. UMA HORA ANTES DO FIM

097. POR TRÁS DA MÁSCARA BRANCA

098. PER...VERSOS AO ANOITECER

099. SOB O OLHAR DE UM POETA

100. TODOS AQUELES VERSOS DE AMOR

101. ESTILHAÇOS DE POEMAS

102. OLYMPUS: LIVRO X – NINFAS

103. TODAS AS ESTAÇÕES DA ALMA

104. LEMBRANÇAS DE UM FUTURO DISTANTE

105. EROTIQUE 9

Alguns trechos:

“Nós dois ocupando o mesmo lugar, / Aqui, escutando os gemidos de tua voz rouca, / Compartilhando essa voracidade imensa, / Quebrando de uma vez por todas minha crendice, / De que nunca mais conjugaria todos os tempos do verbo amar...”

“Se as tuas aflições escancaras, / Sei muito bem o que queres, / Pois em meus desejos te inspiras, / E depois, usas-me por horas, / Nessas nossas doces loucuras!”

“Tenho lembranças esquisitas / De coisas que jamais aconteceram, / Exceto, talvez, em vidas passadas, / Vividas em terras alienígenas, / Com oceanos cor-de-rosa, / Imensas árvores roxas e vermelhas, / Que invadem os céus, / Plantas gigantescas, / Flores monocromáticas, / Rios negros, / Animais estranhos e tão diferentes / Dos que habitam a Terra,”

“Não sei se foi um adeus / Ou ‘até breve’, / Pois os lábios teus / Nos meus tocaram de leve, / Mas foi o bastante / Para me provocar um terremoto, / E meu coração inconstante / Tirou férias em algum lugar remoto, / E nunca mais deu as caras,”

“Tentei transpor /Os meus muros de solidão, / Reconstruir as sinapses / De sua Matrix, / Apagando os seus beijos ardentes, / O som de seus uivos de prazer, / Que tanto me deixavam louco, / Mas o final desse filme eu já conhecia, / Pois já o assisti dezenas de vezes, / E ele é sempre o mesmo: / Você ressuscita, dentro de mim…”

“Então, apaguei do celular o seu contato, / E a excluí de minhas redes, / Deletei até a última mensagem, / Já não tenho de você nem mais um retrato, / Esqueci de nossos momentos entre quatro paredes, / De meus poemas, você é só uma esquecida personagem...”

“As poucas horas / Que nossas almas passaram juntas, / Sobrepostas, / E por algum motivo escondi, / Depois de tantas auroras, / Geraram tantas perguntas, / Às quais não tive respostas, / E por isto, jamais as respondi...”

“Adotem amigos inabaláveis, / No maior número possível, / Pois são eles que estarão ao seu lado, / Para abraçá-los, brindarem à vida, / Fazê-los rir, e seguirem por perto / Nas horas difíceis (que sempre virão), / Por toda a vida, se souberem cultivá-los / (E vocês aprenderão como é difícil!), / Principalmente aqueles que os fazem sorrir, / Sentirem-se bem ao lado deles, / Ou lhes dão lições de humildade, lealdade e perseverança...”

“Na primeira vez em que me encontrei com ela, / Acho que adquiri amor por contágio, / Que boca maravilhosa era aquela, / Cuja voz doce deixou-me tão frágil?”

“Quem diria que nós, /Amantes de um jazz / Daqueles das antigas, / Cantados por alguma bela voz, / Que nos faziam sapatearmos os pés, / Teríamos de trocar tais cantigas, / Que acalmavam as nossas mentes, / Como trilha sonora de noites perenes, / Por um desses funks indecentes, / Que viram do avesso os nossos genes, / Cujas letras perderam a noção, / E só falam em requebrar o bundão?”

“Estamos apenas no começo, / Mal começamos a nos conhecer, / E já parece que te conheço / Antes mesmo de nascer.”

“Não subestime / Os visionários / E os poetas, / Se lhe parecerem loucos, / Apenas por enxergarem / Realidades que você nunca imaginou,”

“Estou preso na tua teia, / Teu casulo de amor é minha prisão, / Todo o meu corpo anseia / Por brincarmos de Eva e Adão, / Tu és a minha sereia, / Apenas uma em um bilhão, / A minha língua te saboreia, / Sentindo uma doce sensação, / Um beijo teu desencadeia / O amor que preenche esta canção...”

“O desprezo é uma faca de dois gumes, / Que fere igualmente de ambos os lados, / E costuma deixar cicatrizes, / Mas não se engane: / A sua beleza acabará / Muito antes da minha alegria...”

“Esse ser controverso / Vindo não sei de onde / Ou de quais dobras do tempo / Talvez queira apenas me provar / Que o fundo do espelho é um lugar triste / Ou terá vindo de outro universo / E por trás desse vidro se esconde / Com esse infame passatempo / De tentar inutilmente me revelar / O que do outro lado do espelho existe?”

“Destinos nunca cumpridos, / Num beijo de pura paixão, / Que a memória às vezes me traz, / Amantes rapidamente unidos por uma teia de renda, / Mas que, depois, nunca mais se viram, / E, não sei por que, na hora não reconheci / Naquele beijo, uma divina oferenda, / Doces fluidos que seus propósitos cumpriram, / Pois nunca mais a esqueci...”

“Mas foi só depois que cresci / Que descobri a verdade: / Eu havia entendido errado / E confundi duas palavras parecidas, / Pois o que ele na verdade falou / Era que eu devia ter medo de amar...”

“Nossas orações comungam / Nos mesmos altares / Onde celebram a união / De fluidos e seivas”

“Já passou o tempo das desculpas, / De expiar as minhas culpas, / Ou de pedir-lhe perdão, / E contar-lhe da minha solidão, / Da falta que de você eu sinto, / E dizer que para mim mesmo eu minto”

“E de repente, / Descobri o motivo desconhecido / Para aquela repentina tristeza: / Era pura saudade de você...”

“O ser humano é um predador, / Incansavelmente cobiçando / O que não lhe pertence, / Sejam pessoas, / Fronteiras / Ou riquezas, / Financeiras ou materiais,”

“Terias uma vida plena, / Se não fosse meu sangue que derramaste, / E agora, de remorso teu coração gangrena, / Por causa das trevas que comigo deixaste!”

“E, no Dia do Juízo Final / Dos corações aprisionados, / Descobre-se enfim que o amor é letal, / E não passamos de vítimas, por ele escravizados...”

“Troco um pote de ouro / Por um amoroso sorriso teu, / Na Terra, o mais precioso tesouro / Que Deus já me concedeu...”

“Pois essas lágrimas marotas / Somente na vidraça existem, / Porque lá fora chove, / Somente do lado de lá da janela, / E pode ser que a chuva renove / A saudade que tenho dela, / E que é da minha alegria adversária, / Pois traz de volta tudo que já não tenho,”

“E assim deixou passar a chance / De ter tudo o que sonhou: / Dinheiro, sucesso, um grande amor, / Que nunca encontrou, / Pois, em vez de procurá-lo, / Preferiu focar seus olhos ferinos / No demônio, que tem muitas faces, / Cada uma delas mais tentadora, / Mas são somente um disfarce,”

“Quando dei por mim, / Percebi que minha alma / Simplesmente abandonara / Este corpo que já não lhe pertence, / Pois já não é mais que uma casca vazia, / Que, sem você, perambula, / Sem destino / (E de que isto importa?), / Pelas ruas e avenidas / Dessa cidade imensa,”

“Já te contei / Que, para poetas, paixões são passatempos, / Que germinam versos de amor, / Por causa dos rostos mais belos?”

“A vida é uma peça / De teatro absurdo, irreal, / Na qual somos jogados, / E insiste em nos fazer de brinquedos, / E quanto mais temos pressa, / Nesse enredo teatral, / Tentamos desvendar segredos / Que não deveriam ser desvendados...”

“Não me confunda com meu avatar, / Que se parece muito comigo, / E que escreve versos / Ardentes, / Inexplicáveis, / Que ficam em sua mente a bailar, / Colocando a sanidade em perigo, / Esses poemas sobre amores perversos, / Pungentes, / Insaciáveis!”

“E, quando percebo, o celular está na minha mão, / Pronto para ligar para você, que insanidade! / Pois é inútil, há muito acabou aquela paixão, / E o tempo não volta, somente a saudade...”

“Nossos carmas não combinam, / Melhor desistir desse assédio, / Não ligo se seus olhares me fulminam, / Procure para a falta de amor um remédio.”

“De você eu já me escondi / Depois nunca mais respondi / Nenhuma de suas mensagens, / Nem olhei mais suas imagens, / Mesmo sendo cheias de encanto,”

“Pelas lentes de um poema, / Enxerga-se um mundo reverso, / Em cada tema, / E em cada verso, / A derramar inquietude, / Atrás de palavras ardentes, / Sobre o amor em sua plenitude,”

“O teu olhar não disfarça / Que o teu suposto amor foi uma farsa, / Que arquivei na memória num depósito / De amores sem nenhum propósito.”

“Adotei uma maior abandonada, / Carente de amor e de Poesia, / Pelas estradas do sonho largada, / Com olhos carregados de magia.”

“Mas, depois de tantos anos, / E das levas de bandidos / Que se seguiram, / Com tal ocupação, / Chamando-se uns aos outros / (Só pode ser por gozação!!!) / De “Vossa excelência”, / Caso você converse de perto / Com algum deles, / Quando ele for embora, / Reza a prudência que é melhor / Conferir se a sua carteira / Ainda está no lugar...”

“Alguns poemas são meros construtos / Sobre uns amores imaginários, / Narram casos de paixão absolutos, / Que fizeram muitos aniversários,”

“Eu era um poeta parnasiano, / Manietado pelas rimas solenes, / Seguindo um rigor profano, / Para escrever poemas perenes... / Buscava versos preciosos, / Para dedicá-los à minha amada, / E a seus olhos maravilhosos, / Que iluminavam minha jornada...”

“Deve ser um pesadelo, só pode! / Não podem ser reais essas escadas / Serpenteantes como num sonho, / E que fedem como se houvesse um bode / Atrás de cada porta trancada, / Através da qual se ouve um funk medonho.”

“Grandes amores não morrem, / Apenas ficam adormecidos, / Em um canto da memória, / Por alguns anos, décadas, / Ou por toda uma vida...”

“O tempo passa / Depressa demais, / Quando se vê, / Já passou um mês, / Um ano, a juventude, / A felicidade, / E mal percebemos...”

“Minha imaginação coloriu-me com suas tintas, / Inventando do nada uma história bandida,/ Onde compartilhamos doces segredos, / Mas nossos corpos giram em órbitas distintas, / Jamais poderei compartilhar de sua vida, / Pois você é só uma invenção de meus dedos!”

“Mas faltou muito pouco, / Talvez alguns centímetros / A mais de altura ou de busto, / Debaixo do qual pulsava um coração, / Que por tão pouco tempo foi meu...”

“Um choro tão aguardado / De repente, irrompe no ar, / Provocando lágrimas / De júbilo e alegria, / Saudando a chegada / De alguém tão esperado / Por longos meses, / Talvez um futuro salvador / De almas ou de vidas,”

“Sua ausência agride-me como um carcinoma, / Ou algo ainda mais vil, / Coloquei-a sob uma redoma, / Mas, mesmo assim, você fugiu...”

“De ti, já quase não me recordo, / Exceto de poucos momentos felizes, / Não registrados no meu diário de bordo, / No qual anotei somente as cicatrizes...”

“Você é quase perfeita: / Linda, divertida, / Exuberante, / Sexy, insaciável, / Dentes branquíssimos, / Sempre sorrindo, / Corpo perfeito, / Olhos brilhantes, / Uma verdadeira maravilha,”

“Em Seu Projeto de Criação / Em escala cósmica, / Deus havia projetado / Um ser humano / Que deveria ser perfeito, / Em todos os detalhes / A Ele semelhante, / Exceto pela onisciência!”

“As the night spreads its veils, / The moon shines, illuminating the skies, / And the stars spread out, solemn, / Shedding its tracks, perennials...”

Características
ISBN 9798801315461
Número de páginas 114
Edição 1 (2022)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 90g

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor
MARCOS AVELINO MARTINS

BIOGRAFIA

Engenheiro Eletricista pela Universidade de Brasília por formação, Analista de Sistemas por opção, poeta por destino, casado, 2 filhos e 1 neto, apreciador de boa música, cinema, literatura, HQs, seriados e amigos (não necessariamente nesta ordem).

Escreve desde os 17 anos, inicialmente letras de músicas, alguns contos avulsos, poemas esparsos, e de alguns anos para cá, com uma produção intensa, com mais de 100 livros publicados, todos eles pelo Clube de Autores e pela Amazon, exceto "Poeticamente teu", da Coleção Prosa e Verso 2019 da Prefeitura de Goiânia - GO.

LIVROS PUBLICADOS:

1. OS OCEANOS ENTRE NÓS

2. PÁSSARO APEDREJADO

3. CABRÁLIA

4. NUNCA TE VI, MAS NUNCA TE ESQUECI

5. SOB O OLHAR DE NETUNO

6. O TEMPO QUE SE FOI DE REPENTE

7. MEMÓRIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO

8. ATÉ A ÚLTIMA GOTA DE SANGUE

9. EROTIQUE

10. ATÉ QUE A ÚLTIMA ESTRELA SE APAGUE

11. NÃO ME LEMBREI DE ESQUECER DE VOCÊ

12. EROTIQUE 2

13. A CHUVA QUE A NOITE NÃO VIU

14. A IMENSIDÃO DE SUA AUSÊNCIA

15. SIMÉTRICAS

16. AS VEREDAS ONDE O MEU OLHAR SE PERDEU

17. A MAGIA QUE SE DESFEZ NA NOITE

18. QUAL É O SEGREDO PARA VIVER SEM VOCÊ?

19. OS TRAÇOS DE VOCÊ

20. STRADIVARIUS

21. OS SEGREDOS QUE ESCONDES NO OLHAR

22. ATÉ SECAREM AS ÚLTIMAS LÁGRIMAS

23. EROTIQUE 3

24. OS POEMAS QUE JAMAIS ESCREVI

25. TUA AUSÊNCIA, QUE ME DÓI TANTO

26. OS DRAGÕES QUE NOS SEPARAM

27. O VENTO QUE NA JANELA SOPRAVA

28. EROTIQUE 4

29. A NOITE QUE NUNCA MAIS TERMINOU

30. AS HORAS QUE FALTAM PARA TE VER

31. OLYMPUS: LIVRO 1 – EROS (1ª PARTE)

32. OLYMPUS: LIVRO 1 – EROS (2ª PARTE)

33. NO AR RAREFEITO DAS MONTANHAS

34. VOCÊ SE FOI, MAS ESTÁ AQUI

35. O AMOR QUE SE FOI E NÃO VOLTOU

36. OS VÉUS DA NOITE

37. OLYMPUS: LIVRO II - ARES, ARTHEMIS, ATHENA, CHRONOS, HADES, MORPHEUS E POSEIDON

38. MADRUGADAS DE SEDUÇÃO

39. O LUAR QUE EM TEUS OLHOS HABITA

40. QUANDO SUA AUSÊNCIA ERA TUDO QUE HAVIA (contos e crônicas)

41. ESSA SAUDADE QUE NÃO QUER IR EMBORA

42. OLYMPUS: LIVRO I - EROS (3ª PARTE)

43. UM ÚLTIMO BEIJO EM PARIS

44. OLYMPUS: LIVRO III - APHRODITE, APOLLO, GAIA, HERA E ZEUS

45. DE QUAL SONHO MEU VOCÊ FUGIU?

46. O LABIRINTO NO FIM DO POEMA

47. CADÊ O AMOR QUE ESTAVA AQUI?

48. OS RIOS QUE FOGEM DO MAR

49. ÚLTIMOS VERSOS PARA UM PERDIDO AMOR

50. OLYMPUS: LIVRO IV - PANTHEON

51. AH, POESIA, O QUE FIZESTE?

52. UM VERSO SUICIDA

53. ELA SE FOI, E NEM DEIXOU MENSAGEM

54. A NAVE QUE TE LEVOU PARA LONGE

55. EROTIQUE 5

56. O LADO NEGRO DA POESIA

57. UM OLHAR VINDO DO INFINITO

58. APENAS UM CONTADOR DE HISTÓRIAS

59. RÉQUIEM PARA UM AMOR NAUFRAGADO

60. OLYMPUS: LIVRO V - THESSALIA

61. POETICAMENTE TEU (da Coleção Prosa e Verso 2019 da Prefeitura de Goiânia - GO)

62. AQUELA NOITE DO ADEUS

63. PASSOS QUE SE AFASTAM NA NOITE

64. FRAGMENTOS DE UM SONHO QUE PASSOU

65. OLYMPUS: LIVRO VI – PARTHENON

66. PASSAGEM PARA A SAUDADE

67. A PORTA DA SOLIDÃO

68. NUNCA MAIS TEUS BEIJOS

69. EROTIQUE 6

70. CIRANDA POÉTICA

71. AS HISTÓRIAS QUE NÃO TE CONTEI

72. A ÚLTIMA VEZ EM QUE TE AMEI

73. ESSA AUSÊNCIA QUE ME DEVORA

74. A NOITE IMENSA SEM ELA

75. OLYMPUS: LIVRO VII – ACROPOLIS

76. PORÕES E NAUFRÁGIOS

77. UM TROVADOR NO SÉCULO XXI

78. RESQUÍCIOS DE UM SORRISO TEU

79. CRONOS ENLOUQUECEU!

80. OLYMPUS: LIVRO VIII - MUSAS E MEDUSAS

81. SOMBRAS QUE RESTARAM DE NÓS

82. EROTIQUE 7

83. A CAIXA DE TINTAS DE DEUS

84. PONTES PARA LUGAR NENHUM

85. VELAS SOLTAS AOS VENTOS SOLARES

86. HISTÓRIAS QUE A NOITE NOS TRAZ

87. VESTÍGIOS DE UM FOGO QUE SE APAGOU

88. ARTÍFICE DE VERSOS

89. O TEMPO, ESSE CARRASCO

90. OLYMPUS: LIVRO IX - ESPARTA

91. ESSA SOMBRA EM TEU OLHAR

92. OS OLHOS MÁGICOS DA POESIA

93. VERSOS QUE JAMAIS ESQUECI

94. LÁGRIMAS PROSCRITAS

95. EROTIQUE 8

96. UMA HORA ANTES DO FIM

97. POR TRÁS DA MÁSCARA BRANCA

98. PER...VERSOS AO ANOITECER

99. SOB O OLHAR DE UM POETA

100. TODOS AQUELES VERSOS DE AMOR

101. ESTILHAÇOS DE POEMAS

102. OLYMPUS: LIVRO X - NINFAS

103. TODAS AS ESTAÇÕES DA ALMA

104. LEMBRANÇAS DE UM FUTURO DISTANTE

105. EROTIQUE 9

106. AO DOCE SOM DE UM BOLERO

107. NÁUFRAGOS NA NOITE SEM FIM

.

Participante das antologias:

• “Declame para Drummond 2012” (2012), com o poema “Máscaras”;

• Antologia 2015 – Literatura Goyaz” (2015), com os poemas “Os oceanos entre nós” e “Morpheus”;

• “Desafio” (2016), com os poemas “Finito”,”De solidão e de sonhos” e “Olhar”;

• “Dez Poetas e Eu – Vol. 3” (2016), com os poemas “Átimo”, “Diário”, “Julgamento”, “Roleta russa”, “Buracos negros”, “Paronímia”, “As últimas gotas de orvalho”, “Repositório”, “Simplesmente você” e “Quando eu te conheci”; e

• “Raiz da Poesia” (2017), antologia internacional entre países de língua portuguesa, com os poemas “Os segredos que escondes no olhar”, “Borboleta”, “Autópsia”, “La nuit”, “O tio da suspeita”, “Aldebaran” e “Os sons do silêncio”.

Página no site “Templo de Delfos”, relicário da Literatura:

http://www.elfikurten.com.br/2016/08/marcos-avelino-martins.html

Contato: cygnusinfo@gmail.com

Celular: (62) 99971-9306

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 48,23
Ebook
R$ 23,57
Impresso
R$ 67,94
Ebook
R$ 23,57
Impresso
R$ 48,40
Ebook
R$ 23,57
Impresso
R$ 52,43
Ebook
R$ 23,57
Impresso
R$ 47,24
Ebook
R$ 23,57
Impresso
R$ 46,72
Ebook
R$ 23,57
Impresso
R$ 68,89
Ebook
R$ 28,95
Impresso
R$ 48,23
Ebook
R$ 23,57
Impresso
R$ 48,41
Ebook
R$ 23,57
Impresso
R$ 48,05
Ebook
R$ 23,57
Impresso
R$ 46,64
Ebook
R$ 23,57
Impresso
R$ 47,33
Ebook
R$ 23,57
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 35,20
Ebook
R$ 18,19
Impresso
R$ 40,36
Ebook
R$ 18,19
Impresso
R$ 35,49
Ebook
R$ 18,19
Impresso
R$ 51,01
Impresso
R$ 39,51
Ebook
R$ 18,19
Impresso
R$ 36,12
Ebook
R$ 19,27
Impresso
R$ 35,31
Ebook
R$ 18,19
Impresso
R$ 35,66
Ebook
R$ 28,95
Impresso
R$ 52,66
Ebook
R$ 18,19
Impresso
R$ 39,51
Ebook
R$ 19,27
Impresso
R$ 78,20
Ebook
R$ 23,57
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários