Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
DEVANEIOS
Categorias
Poesia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 3097 vezes desde 05/01/2011
Versão
impressa
R$ 35,48
Valor total:
R$ 35,48
Valor total:
R$ 35,48
Sinopse

Este livro reúne alguns poemas produzidos ao longo da vida do autor, mormente na juventude, quando, recém-saído de Seminário, como um nefelibata, buscava encontrar seu lugar ao sol. Bastante crítico, pouco social, existencialista profundo, mas temente a Deus, deixa refletir tais características nos fragmentos aqui colacionados. Não fossem os incentivos dos amigos, jamais os traria a lume, por concebê-los medíocres. Todavia, não é o que transparece nessa pequena obra, que, aliás, espera-se venha oportunizar momentos prazerosos aos leitores.

Características
Número de páginas 111
Edição 1 (2009)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
ADEMAR INÁCIO DA SILVA

É mineiro de Araguari. Nascido em 1953. Foi seminarista por mais de doze anos, tendo estudado junto à Congregação dos Padres dos Sagrados Corações e à Congregação dos Padres Redentoristas.

Formado em Estudos Sociais e Filosofia pela FSFCL de Lorena-SP, é também bacharel em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia, com Pós-graduação em História pela FFCL Barão de Mauá – Riberão Preto-SP e em Administração Pública pela Fundação João Pinheiro – Belo Horizonte –MG.

Atuou no magistério público estadual (MG) por longos anos e, desde 1988, integra o quadro de funcionários da Secretaria de Estado de Fazenda de Minas.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Comentários
2 comentários
Terça | 20.10.2009 às 08h10
Transcrevo comentário de Edélcio: Ademar! Percorri com calma as páginas de seu livro, reapreciando os poemas que já experimentara através do blog... Neles transparecem sua sensibilidade e os temas mais importantes de suas emoções, contagiando a nós, leitores! PARABÉNS pelos versos tão bem organizados e palpitantes de vida em todas as cores! Agradeço o privilégio de receber um exemplar com sua dedicatória e a alegria da amizade que nos une! Um abração do Edélcio
Quarta | 16.09.2009 às 00h09
Os poemas de Ademar são leves, soltos e inteligentes. Ademar é prático até em sua forma de fazer poesia. Relata sobre a existência, viaja nos sentimentos, pluraliza interesses. Vai adiante do real e transcende a vida, pairando sim até mesmo no sobrenatural. Bom pensador e agente de opinião da modernidade. Para constatar isto é só buscar as suas idéias em sua obra DEVANEIOS. Porque conheço o Ademar desde os tempos de colegial e de faculdade, falo dele com propriedade. Procure o fio do tempo e vá!