FILOSOFIA DO CONHECIMENTO (EPISTEMOLOGIA) & DOCÊNCIA SUPERIOR
DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM FILOSOFIA E EDUCAÇÃO
Categorias
Educação, Filosofia, Epistemologia, Metodologia, Ocidental
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 808 vezes desde 21/09/2018
Versão
impressa
R$ 90,13
Valor total:
R$ 90,13
Valor total:
R$ 90,13
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

Vários filósofos, desde o período grego clássico, embora tenha existido um maior aprofundamento e desenvolvimento de estudos a partir da era moderna (Francis Bacon, René Descartes, Immanuel Kant, Hegel, Marx, Edmund Husserl etc.), têm se preocupado com o problema do conhecimento humano ou da verdade. Problema este que, em síntese, envolve questões fundamentais tais como:

1- É possível ao homem o conhecimento? Isto é: A - Somos de fato capazes de conhecer a verdade?; B - Somos de fato capazes de apreendermos, na inteireza, os nossos objetos de estudo?); E mais:

2 - Qual é o fundamento do conhecimento? (Ou seja: C- O que é conhecimento?; D - O que é a verdade?; E - Quais seriam os possíveis métodos e/ou caminhos de busca pelo conhecimento etc.?).

III

Existem, pode-se dizer, duas posições epistemológicas antagônicas dentro da história do pensamento filosófico ocidental que procuram se posicionar diante das referidas questões ou problemáticas, a saber:

1- O DOGMATISMO GNOSIOLÓGICO que, sob duas diferentes formas, “defende ou afirma a possibilidade humana de se conhecer ou chegar à verdade”. São eles:

I – O Dogmatismo-gnosiológico ingênuo (que, fundamentado no senso comum, acredita que, sem qualquer problema, podemos perceber o mundo tal como ele o é e/ou conhecer a verdade);

II – O Dogmatismo-gnosiológico crítico (que, diferentemente do dogmatismo gnosiológico-ingênuo, defende também que o homem é capaz de conhecer a verdade, mas somente através do uso metódico da razão e/ou da inteligência (Sócrates, Platão, Aristóteles, Santo Agostinho, Descartes, Francis Bacon, Hegel, Marx etc.).

2- O CETICISMO, que, ao contrário do dogmatismo, “nega as possibilidades do conhecimento humano e/ou de o homem poder vir a conhecer a verdade”, e se divide também em dois diferentes tipos:

I – O Ceticismo-absoluto (cujos maiores defensores são os filósofos da era clássica Górgias e Pirro);

II – O Ceticismo-relativo (que tem seu fundamento nas ideias de David Hume, Immanuel Kant e maior expressão na filosofia fenomenológica de Edmund Husserl).

IV

Existem, dentro da história da filosofa ocidental, sendo assim, diferentes tipos de epistemologias e/ou considerados métodos específicos à busca do saber:

1- O dialético-Socrático (Ironia e Maiêutica – Sócrates [469-399 a.C]);

2- O idealista (Platão [427-347 a.C]);

3- O Racionalista (Descartes [1596-1650]);

4- O Empirista (Aristóteles [384-322 a.C]; Francis Bacon [1561-1622]; John Locke [1632-1704]; e David Hume [1711-1776]);

5- O Fenomenológico (Immanuel Kant [1724-1804]; e Edmund Husserl [1859-1938]);

6- O Hermenêutico (Martin Heidegger [1889-1976]);

7- O idealista dialético (Hegel [1770-1831]);

8- O materialista dialético (Karl Marx [1818-1883]);

9- O filológico, genealógico e/ou arqueológico (Nietzsche [1844-1900]; Foucalt [1926-1984]) etc.

V

Ao longo deste trabalho, estudaremos os axiomas dos mais importantes filósofos referentes às essas duas correntes epistemológicas (Dogmatismo gnosiológico, e Ceticismo gnosiológico); e, na mesma via, também as mais importantes teorias do conhecimento, com suas diferentes concepções teórico-metodológicas, referentes às didáticas e/ou práticas docentes que se estruturam a partir delas.

Características
ISBN 978-1727526905
Número de páginas 199
Edição 1 (2018)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
CLEBERSON EDUARDO DA COSTA

Cleberson Eduardo da Costa (mais de 100 livros publicados, muitos deles traduzidos para outros idiomas), natural do Rio de Janeiro, é Graduado pela (UERJ - Universidade do Estado do Rio de Janeiro/1995-1998), Pós-graduado em educação (UCAM – Universidade Candido Mendes), Pós-graduando em Filosofia e Direitos Humanos (UCAM – Universidade Candido Mendes), Mestre e Doutor (livre) em Filosofia do conhecimento (epistemologia) e Pedagofilosofia Clínica (FUNCEC - pesquisa, ensino e extensão), Pesquisador, Professor universitário, Especialista em metodologia do ensino superior, Licenciado em Fundamentos, Sociologia, Psicologia e Filosofia da educação, Didática, EJA (educação de Jovens e adultos) etc.

Além disso, foi aluno Especial do Mestrado em Educação (1999-2001/PROPED/UERJ), matriculado, após aprovação em concurso, nas disciplinas [seminários de pesquisa] “ESTATUTO FILOSÓFICO” (ministrado e coordenado pela professora Drª Lilian do Valle); e “POLÍTICAS EDUCACIONAIS NO BRASIL E NA AMÉRICA LATINA” (ministrado e coordenado pelo professor Dr. Pablo Gentili).

Estudou também no curso de MBA em Gestão Empresarial pela FUNCEFET/RJ/Região dos Lagos (2003-2005); no curso de Pós-Graduação em Administração e Planejamento da Educação pela UERJ (1999-2000); e realizou vários cursos livres e/ou de aperfeiçoamento nas áreas da filosofia e da psicanálise por instituições diversas, entre elas a FGV (Fundação Getúlio Vargas) e a SBPI (sociedade brasileira de psicanálise integrada).

De 1998 a 2008, atuou como professor de ensino superior (Instituto Superior de Educação da UCAM/universidade Cândido Mendes) nos campus universitários de Niterói, Nova Friburgo, Araruama, Rio de Janeiro, Teresópolis, Rio das Ostras, etc.

Participou (em sua trajetória profissional e/ou intelectual acadêmica) de diversas pesquisas, como, por exemplo, o projeto UERJ-DEGASE, relativo à (EJA) e também em pesquisas centradas em problemáticas políticas, filosóficas e pedagógicas com professores renomados, como Pablo Gentili (UERJ/CLACSO), Cleonice Puggian (UNIGRANRIO), Carla Imenes (UEPG), Cristiane silva Albuquerque (UERJ), Marco Antonio Marinho dos Santos (OCA/RJ) entre muitos outros.

Atualmente dedica-se à docência universitária; a pesquisas em educação; a consultorias relativas à educação, no sentido do aprimoramento, da superação e do desenvolvimento humano; à realização de palestras acadêmicas e multiorganizacionais e à produção de obras nos mais diversos campos do saber.

clebersonuerj@gmail.com

Comentários
0 comentários