JÍVARO
CAÇADORES DE CABEÇAS
Categorias
Geografia E Historia, Não Ficção, Realismo Fantástico, América Latina, Américas, Civilização
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 2685 vezes desde 20/08/2016
Versão
impressa
R$ 38,10
Coloração
Valor total:
R$ 38,10
Versão
ebook
R$ 12,92
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 38,10
Este livro pode estar à venda na:
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Os temidos índios Jívaros trazem sua reputação de tempos longínquos há relatos do século XV, quando travaram uma guerra com os Incas na selva amazônica. O exercito Inca de Túpac Yupanqui ao atacar um reduto dos Jívaros entre o Peru e o Equador foi ferozmente rechaçado, tendo seus guerreiros decapitados e suas cabeças transformadas em troféu de guerra, no final os Incas acabaram ganhando a guerra, mas perderam muitos dos seus homens, uma grande parte dos Jívaros conseguiu se embrenhar na mata, indo para outros redutos dentro da selva.

Características
ISBN 978-85-919314-5-3
Número de páginas 44
Edição 1 (2016)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Tipo de papel Offset 75g
Luis Alexandre Franco Gonçales

Luis Alexandre Franco Gonçales, pesquisa e fotografa monumentos históricos da Cidade do Rio de Janeiro desde a década de 1980. Atuou nas escavações arqueológicas da Floresta da Tijuca como técnico de arqueologia de 1980 a 1990. É autor dos livros Parque Nacional da Tijuca construções e ruínas históricas, A Lenda dos Fenícios na Pedra da Gávea, Tutankamon os tesouros de sua tumba, Parque Estadual da Pedra Branca construções e ruínas históricas, A Expedição Fawcett em busca da cidade perdida de Z, Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos - Um passado resgatado das águas, Crime no Arsenal de Guerra – O assassinato do Marechal Bittencourt em 1897, O Reflorestamento da Floresta da Tijuca e a Lenda do Tesouro do Major Archer e Jívaro - Caçadores de cabeças, A Arca de Noé e o Monte Ararat - revisitando o Gênesis, Capitão Pedro José Rufino e Bela Vista na Guerra da Tríplice Aliança. Tem inúmeros trabalhos publicados em PDF e dois cd-roms lançados no Rio de Janeiro com imagens do Rio Antigo e gravuras de Debret, seus trabalhos são usados por diversos pesquisadores e instituições tanto no Brasil como no exterior, como a University of New Mexico, para estudo sobre o Rio Antigo.

Comentários
0 comentários