Luz, Câmera, Esquecimento
O Brasil na Segunda Guerra Mundial e a trajetória do filme perdido O Brasileiro João de Souza
Código do livro: 430431
Categorias
Historiografia, Cinematografia, Geografia E Historia, Fotografia, Educação
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 235 vezes desde 04/03/2022
Versão
impressa
R$ 46,93
Valor total:
R$ 46,93
Valor total:
R$ 46,93
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

Esta pesquisa acadêmica tem como objetivo compreender como foi produzido o filme O Brasileiro João de Souza (Bob Chust, 1944), qual foi a sua relevância para a memória brasileira sobre a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) e em que contexto ocorreu o seu desaparecimento enquanto produto cinematográfico para ser exibido e assistido, após o lançamento no Rio de Janeiro em 1944 e a projeção em Nova York (EUA), no mesmo ano, dentro do contexto da Política de Boa Vizinhança. O problema central é perceber como esse filme, aparentemente relevante no contexto histórico, pôde ser quase completamente esquecido e não ter nenhum resquício material preservado, deixando como indícios apenas notícias de jornal, fotografias, citações bibliográficas e raros documentos de arquivo. Buscamos assim reconstituir a trajetória do filme perdido.

Características
ISBN 9786500368697
Número de páginas 326
Edição 1 (2021)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 90g

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor
Daniel Mata Roque

Daniel Mata Roque é cineasta e memorialista. É bacharel em Cinema, com especialização em Ciência Política e MBA em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais. Pesquisa a interseção entre o cinema brasileiro, a memória de guerra e a história militar, tríade sobre a qual produziu documentários e publicou livros. Trabalha com cinema e audiovisual desde 2008 e atualmente dirige a Pátria Filmes, fundada em 2013, que encara como missão a preservação da memória, a discussão cultural e o aprimoramento da cidadania através do cinema no Brasil. É o idealizador e diretor do MILITUM – Festival de Cinema de História Militar, organizado desde 2017. É associado à Academia de História Militar Terrestre do Brasil (AHIMTB), ao Instituto de Geografia e História Militar do Brasil (IGHMB), à Sociedade Amigos da Marinha (SOAMAR) e à Associação Nacional dos Veteranos da Força Expedicionária Brasileira (ANVFEB), onde atualmente exerce a função de 2º Vice-Presidente. Membro do Grupo de Ensino, Pesquisa e Extensão de Saúde em Emergências e Desastres (GEPESED-UFRJ). Muito brasileiro, é descendente de portugueses, italianos, libaneses e angolanos. Nasceu no Rio de Janeiro-RJ em 1994.

Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários