Manoel do Nascimento Matta: Comendador angolano no Império do Brasil
Código do livro: 406917
Categorias
Historiografia, Avós, África, Geografia E Historia, Família E Relacionamentos, Biografia e Testemunho
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 202 vezes desde 10/11/2021
Versão
impressa
R$ 34,15
Valor total:
R$ 34,15
Valor total:
R$ 34,15
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

Manoel do Nascimento Matta, homem negro e livre nascido em Luanda aproximadamente em 1790, após carreira no funcionalismo público colonial de Angola, estabeleceu-se no Rio de Janeiro, à época capital do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves, em 1821. No Império do Brasil tornou-se bem-sucedido comerciante, tendo recebido o título de Comendador da portuguesa Ordem de Nosso Senhor Jesus Cristo, enfrentando preconceitos e resistências, seguramente um dos primeiros e raros homens negros a atingir tal distinção. Naturalizou-se brasileiro, casou-se com a francesa Maria Virgínia Prelieux e deixou numerosa descendência: seu filho caçula, José Pereira do Nascimento Matta, destacou-se como advogado abolicionista no século XIX e sua bisneta Helena Ramos foi enfermeira voluntária da Força Expedicionária Brasileira (FEB) durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Manoel faleceu em 13 de julho de 1854, aos 64 anos de idade, sendo sepultado na cidade maravilhosa que passou a ser sua residência. Neste livreto, impresso para comemorar o bicentenário da chegada de Manoel ao Brasil (2021), apresentamos uma pesquisa ainda em andamento, onde procuramos esboçar seu perfil biográfico através da trajetória evidenciada por documentos históricos, fotografias de família, matérias de jornal e bibliografia.

Características
ISBN 9786500342956
Número de páginas 45
Edição 1 (2021)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Couche 150g

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor
Daniel Mata Roque

Daniel Mata Roque é cineasta e memorialista. É bacharel em Cinema, com especialização em Ciência Política e MBA em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais. Pesquisa a interseção entre o cinema brasileiro, a memória de guerra e a história militar, tríade sobre a qual produziu documentários e publicou livros. Trabalha com cinema e audiovisual desde 2008 e atualmente dirige a Pátria Filmes, fundada em 2013, que encara como missão a preservação da memória, a discussão cultural e o aprimoramento da cidadania através do cinema no Brasil. É o idealizador e diretor do MILITUM – Festival de Cinema de História Militar, organizado desde 2017. É associado à Academia de História Militar Terrestre do Brasil (AHIMTB), ao Instituto de Geografia e História Militar do Brasil (IGHMB), à Sociedade Amigos da Marinha (SOAMAR) e à Associação Nacional dos Veteranos da Força Expedicionária Brasileira (ANVFEB), onde atualmente exerce a função de 2º Vice-Presidente. Membro do Grupo de Ensino, Pesquisa e Extensão de Saúde em Emergências e Desastres (GEPESED-UFRJ). Muito brasileiro, é descendente de portugueses, italianos, libaneses e angolanos. Nasceu no Rio de Janeiro-RJ em 1994.

Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários