Memórias do Poço Dantas
1989
Categorias
Ficção e Romance, Literatura Nacional, Realismo Fantástico
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 2270 vezes desde 11/11/2015
Versão
impressa
R$ 31,29
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 31,29
Valor total:
R$ 31,29
Sinopse

Esta obra é um conjunto de estórias vividas e ouvidas no Poço Dantas município de Porteirinha em Minas Gerais em 1989 e que o escritor as ajuntou aqui e construiu este livro. Divide-se no Prólogo onde o narrador anônimo relata suas visões de Yahweh e Porteirinha no tempo kairós ( tempo de Deus). As duas estórias que se seguem são completamente diferentes, mas o tempo é cronológico, é 1989 e o ambiente é o mesmo: Poço Dantas . A estória 01 são lembranças do Poço Dantas e o narrador anônimo conta uma história de amigo e de uma amizade perdida no tempo a qual ele deseja resgatar, mas não compreende que o tempo já passou. A estória 02 é uma estória de amor. A narradora em forma de diário constrói uma narrativa de como foi seu primeiro amor em 1989, mas como na primeira estória, também ela tenta se convencer de que não há mais como resgatá-lo. Tanto o narrador da estória 01 quanto o da estória 2 só podem vivenciar o passado do Poço Dantas em "flash-back".

Características
Número de páginas 140
Edição 1 (2015)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
WAGNER A. S CHAVES

Wagner Aparecido Silva ou Wagner A. S. Chaves. Aos oito anos de idade foi viver com os padres diocesanos, para que pudesse avançar seus estudos porque, para uma criança de sua idade, ele possuía uma inteligência avançada: já sabia ler, já escrevia textos pequenos e já sabia muito sobre a Igreja Romana. Viveu a infância em Janaúba, Monte Azul e em Porteirinha. Mudou-se depois para Bocaiúva, Januária e hoje mora em Montes Claros. Viajou para Portugal até à Cova da Iria, em Fátima, onde ocorre a devoção a Nossa Senhora de Fátima e também para a Flórida, na viagem de intercâmbio da Escola de Inglês. Dos oito até os 21 anos de idade, Wagner morou com os padres e depois fez o curso de Teologia. Em 2007, Wagner, depois de participar dos encontros vocacionais e do Caminho Católico Neo-catecumenal, afastou-se da sua vocação de ser padre devido à discordâncias teológicas e foi fazer o curso de Letras, na Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes, o qual terminou em 2010. Em 2013, Wagner fez a Pós-Graduação em Literatura e hoje cursa Geografia na Unimontes, trabalha na Secretaria Estadual do Meio Ambiente e leciona Gramática, Literatura e Geografia em cursos preparatórios para Vestibulares e para o ENEM.

Comentários
0 comentários