Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Misopogon
o ódio à barba
Categorias
Não Ficção, Filosofia / Religião, Filosofia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 6034 vezes desde 18/04/2012
Versão
impressa
R$ 37,24
Acabamento
Valor total:
R$ 37,24
Valor total:
R$ 37,24
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

Juliano escreveu o Misopogon nos últimos meses de sua permanência na cidade de Antioquia, no início do ano 363. A obra, classificada como sátira, foi escrita pouco antes da morte de Juliano no campo de batalha. Nela, o imperador lança mão do recurso da antífrase, um artifício retórico de ironia por meio do qual se diz exatamente o oposto do que se pretende. O livro constitui uma reação aos incidentes ocorridos durante as comemorações do ano novo romano. Durante as celebrações, enquanto Juliano subia os degraus do templo de Fortuna para oferecer o sacrifício pelo bem-estar do Império, um sacerdote pagão sofreu um colapso e veio a óbito, o que intensificou a tensão entre os pagãos e o clero cristão, que considerava a festividade como demoníaca. Na obra, o imperador assume, com convicção, a superioridade da barba filosófica e a reivindica, sobretudo, para o filósofo cínico. O Misopogon apresenta, portanto, o imperador como um filósofo cínico com propensões ao neoplatonismo, convicto de sua virtude política e absolutamente avesso ao cristianismo.

Características
ISBN 978-85-911888-1-9
Número de páginas 211
Edição 1 (2012)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Couche 90g
Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 30,55
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 32,71
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 33,37
Comentários
0 comentários