Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Nádia
Uma última carta de amor
Categorias
Não Ficção, Biografia e Testemunho
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 6036 vezes desde 03/03/2011
Versão
impressa
R$ 47,38
Valor total:
R$ 47,38
Versão
ebook
R$ 13,99
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 47,38
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Após 48 anos de casado, perdi o grande amor da minha vida, de mim arrebatada por um câncer avassalador, que a consumiu em apenas sessenta dias.

No vazio de metade de mim mesmo, em meio à releitura de cartas e fotografias antigas, nasceu em mim um desejo incontido de escrever para Nadia uma última carta de amor.

Essa carta é a razão deste livro, que lhe dedico.

Em nenhum momento eu pretendi fazer algo que ultrapassasse a fronteira da simples apresentação de um ser humano maravilhoso, que considero um presente de Deus para permitir que eu fosse muito feliz por quase meio século.

Escrevendo sobre ela, eu consegui aplacar a mágoa em meu espírito, e hoje – apesar de ter muito a lamentar – nada tenho a reclamar de Deus por me tê-la tirado, eis que seria injusto e egoista fazê-lo, quando tantos homens buscam a felicidade e não a encontram sequer por um átimo.

Eu não perdi uma mulher. Eu perdi a Nadia.

Só quem a conheceu pode avaliar o tamanho do buraco deixado em meu peito e em minha alma.

Características
Número de páginas 269
Edição 1 (2011)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 39,15
Ebook
R$ 13,99
Impresso
R$ 78,16
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 49,25
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 36,98
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 35,90
Ebook
R$ 15,07
Comentários
5 comentários
Marilena Baudouin Mazza
Segunda | 15.09.2014 às 12h09
Meu eterno professor Fontenelle Foi com muita emoção que lhe encontrei na internet. A saudade é muito grande . Acabei de adquirir seu livros e tenho certeza que irei me emocionar muito. Sou professora de Matemática(graças ao senhor) já aposentada. Em outra oportunidade irei lhe escrever . Saudades da sua eterna aluna Marilena.
José Cammarota
Sexta | 30.12.2011 às 00h12
Somos amigos e irmãos de Enio e Nádia há 35 anos e a leitura do livro foi emocionante para mim e Solange, minha esposa. A narrativa--- objetiva, l e sucinta---, deixou-nos ávidos pelo conhecimento de mais de 60% do texto e tristes pela perda de uma amiga impar. Impressionam os detalhes; o amigo Enio não se poupou. Narrou tudo. Ele tem razão. Não perdeu a mulher. Perdeu a Nádia. Sinceramente Cammarota e Solange.
Sandra Pereira
Terça | 22.03.2011 às 11h03
Continuação (2) Leiam este livro com coração aberto, duvido que não sinta a emoção de cada palavra e de cada momento descrito aqui. Há momentos de dor, dificuldade, alegria e ate de risos. Mas leiam de coração aberto, sem nenhum pré julgamento e lembrem-se este livro não foi escrto pra mim nem pra voces, foi escrito para NADIA e ela com certeza se apaixonaria mais uma vez.
Sandra Pereira
Terça | 22.03.2011 às 11h03
Continuação (1) A leitura é simples, as cartas, cada uma mais linda e mais forte que a outra. Neste pequeno período eu ouvi pessoas do meu convívio dizendo que isso é mais que uma demonstração de amor, é amor pra vida toda e eu ainda reforço que é AMOR ALÉM DA VIDA. Esta história merece ser lida e até relida sempre que possível, pois os exemplos de amor que temos hoje com todos os "valores" atuais, nos mostram que o verdadeiro AMOR quando existe supera TUDO até a morte. Continua....
Sandra Pereira
Terça | 22.03.2011 às 11h03
Li este livro em menos de 24 horas, não por pressa ou qualquer outra razão fútil, mas pelo simples fato te ter tido a honra de conviver (mesmo que por pouco tempo) com este casal. Não sabia nem de 1/3 da história dos dois, mas sempre soube do amor que existia entre ambos. Convivi com boa parte da dor de Enio ao ter que se despedir de Nadia tão abruptamente..... Continua.............