O GUIA DOS CORAÇÕES PARTIDOS

Por MARCOS AVELINO MARTINS

Código do livro: 663292

Categorias

Poesia, Literatura Nacional, Entretenimento

Compartilhe este livro
Esta página foi vista 184 vezes desde 06/04/2024
Versão
impressa
R$ 55,08
Valor total:
R$ 55,08
Versão
ebook
R$ 30,40
Leia em Pensática
Valor total:
R$ 55,08

Este livro pode estar à venda na:

Este ebook também pode estar à venda na:

Sinopse

147º livro do autor das séries "OLYMPUS" (em 16 volumes com 300 poemas em cada um), "EROTIQUE" (em 13 volumes com 50 poemas em cada um), e "SOB O OLHAR DE UM POETA", em 3 volumes com 300, 150 e 300 poemas, respectivamente).

Em uma jornada literária que transcende a mera compilação de versos, Marcos Avelino Martins, com seu 147º livro, "O GUIA DOS CORAÇÕES PARTIDOS", nos convida a mergulhar profundamente nas multifacetadas experiências do coração humano. Este autor, já consagrado por suas séries "OLYMPUS", "EROTIQUE" e "SOB O OLHAR DE UM POETA", possui a marca impressionante de quase 5.000 poemas publicados, cada um deles uma janela aberta para as emoções mais íntimas e universais.

A obra se inicia com a promessa de uma invasão à mente do leitor, através de textos que sopram "romantismo, encharcados de Poesia", uma experiência que oscila entre o riso e a lágrima, culminando na surpresa de um amanhecer inesperado. Este início prenuncia a natureza envolvente do livro, que se desdobra em temas que vão desde a perda amorosa, simbolizada pela amante que se esconde "Atrás de uma Nebulosa", até a revelação de uma conexão profunda e mágica em "Sonho Real".

A complexidade do amor e da perda é explorada com uma honestidade crua em poemas como "Desconstruída", onde as cinzas de uma paixão desvairada simbolizam a permanência da dor e do vazio. Em contraste, "Anonimato" brinca com a ideia de poemas desejando escapar do esquecimento, refletindo sobre a eternidade da arte frente à fugacidade da vida.

Avelino não se furta a temas mais amplos e contemplativos, como em "Abominável", onde a natureza se recupera da destruição causada pelo homem, um lembrete poderoso de nossa responsabilidade para com o mundo que habitamos. Da mesma forma, "Um Raro Espetáculo" e "Desespero" nos confrontam com a beleza fugaz da vida e a profundidade do sofrimento humano, respectivamente.

O amor, em sua capacidade de cura, é magnificamente encapsulado em "Terapia", onde o encontro de almas é visto como um bálsamo para as feridas do coração e da mente. "Relíquia" e "Encontre-me!" exploram a temporalidade e a busca por conexão, temas universais que ressoam em cada coração que já amou ou perdeu.

"Histórias Inventadas" e "Momentos" nos lembram da força da imaginação e da permanência das memórias, enquanto "Se a Saudade Apertar" oferece um consolo espiritual para os momentos de solidão e saudade, com uma nota de esperança e fé inabalável.

"Carótida" nos apresenta a um amor não correspondido, onde o desejo e a paixão se misturam com a dor da indiferença. A intensidade com que o eu lírico descreve seu fascínio pela figura amada é quase palpável, revelando a vulnerabilidade e a força do desejo humano. A referência à ópera bufa sugere uma percepção da vida como um espetáculo teatral, cheio de exageros e emoções intensas, onde o amor se torna um jogo de caça e caçador, marcado pela sensualidade e pelo desejo ardente.

"Brilho Traidor" nos leva a um momento de revelação e vulnerabilidade, onde o amor oculto entre amigos ameaça alterar irreversivelmente a dinâmica de sua relação. Este poema aborda a complexidade dos sentimentos que evoluem de uma amizade para algo mais profundo, desafiando as fronteiras entre o amor platônico e romântico.

"Arapucas" oferece uma perspectiva cínica, porém reflexiva, sobre o amor e suas armadilhas.

"Lágrimas Falsas" é uma reflexão sobre a desilusão e o despertar. O eu lírico, enganado por lágrimas e sentimentos fingidos, simboliza a dor causada pela descoberta da inautenticidade em um relacionamento.

"Concordância" confronta a desilusão nas relações pessoais, onde a falta de honestidade e entendimento mútuo leva a um inevitável distanciamento.

"Piripaque" mergulha nos territórios vibrantes do amor à primeira vista e da paixão arrebatadora. Através de uma linguagem carregada de emoção e desejo, o poema captura o momento mágico em que duas almas se encontram e reconhecem uma na outra o potencial para um amor lendário.

"Complexo" aborda a necessidade humana de conexão e aceitação, expressando o anseio por superar as inseguranças pessoais através do amor e da intimidade. Este poema fala diretamente ao coração daqueles que lutam contra sentimentos de inadequação, lembrando-os do poder curativo do amor verdadeiro.

"Envelhecer" contempla a passagem do tempo e os arrependimentos que acompanham o envelhecimento. Com uma sinceridade tocante, o poema reflete sobre as marcas deixadas pelas experiências vividas, tanto as alegrias quanto as tristezas, e como elas moldam nossa compreensão da vida e de nós mesmos.

"Além do Arco-Íris" traz uma nota de esperança e maravilhamento, convidando o leitor a imaginar um mundo repleto de magia e beleza inimagináveis. Este poema serve como um lembrete de que, além das dificuldades e desencantos da vida, existe um espaço para a maravilha e a fantasia, um lugar onde a alma pode encontrar refúgio e inspiração.

“Sulcos” e “Lençóis de Linho” exploram o tema central da obra: o amor em suas diversas manifestações. Enquanto o primeiro retrata a dor lancinante da perda e a permanência das memórias que marcam a pele e a alma, o segundo celebra a paixão e o êxtase encontrados nos momentos de intimidade, sugerindo um contraponto entre a dor da ausência e a alegria da presença.

“Inesquecíveis” e “Viver” expandem a exploração do tema, mergulhando nas complexidades das lembranças e na efervescência da vida. O primeiro reflete sobre as memórias que, apesar de dolorosas, são indeléveis e moldam nossa existência, enquanto o segundo nos lembra da constante mudança e da busca incessante por emoções e experiências que dão cor e significado à nossa jornada.

“À Sua Sombra” e “Lágrima Invisível” trazem uma introspecção sobre a saudade e a reflexão sobre a condição humana, respectivamente. O primeiro aborda a influência duradoura de um amor passado na vida presente, enquanto o segundo eleva o olhar para uma perspectiva mais ampla, contemplando o impacto das ações humanas no mundo e a resposta emocional do divino diante de tais atos.

“Perdendo a Fé” e “Espalhando Versos” confrontam o desencanto e a desilusão, seja com a sociedade contemporânea ou com o próprio ato de criação poética. O primeiro critica a iniquidade e a manipulação da ciência e da fé, refletindo um desalento com o rumo da humanidade. Por outro lado, o segundo revela uma luta interna com a inspiração e a autenticidade, questionando o valor e o impacto da própria arte.

"Flores de Plástico" e "Lugar Vazio" nos confrontam com a realidade das emoções efêmeras e dos espaços que permanecem em nossas almas após a perda. Estes poemas dialogam sobre a natureza transitória do amor e a permanência da dor, refletindo sobre como os sentimentos podem ser ao mesmo tempo intensos e ilusórios.

"Irrelevante" e "Um Reino Encantado" exploram, respectivamente, a desilusão amorosa e a narrativa de perda e consequência. Enquanto o primeiro aborda o desapego como um mecanismo de defesa contra a dor, o segundo nos transporta para um conto de fadas sombrio, onde as escolhas têm repercussões devastadoras.

"Incertezas do Amor" e "Seres Míticos" revelam, de maneiras distintas, a dualidade do amor e a desilusão com as instituições. O primeiro captura a volatilidade dos relacionamentos, enquanto o segundo critica, com uma dose de cinismo, a corrupção e a falta de integridade no cenário político.

"Mais do que Deveria" e "Lira Boêmia" são confissões de paixões avassaladoras e da vida boêmia, respectivamente. Eles nos lembram de que o amor e a arte não se submetem à lógica ou à prudência, mas seguem as leis imprevisíveis da paixão e da inspiração.

Por fim, "Falling into You" é uma ode ao amor em sua forma mais pura e transcendental. Escrito em inglês, este poema destaca-se pela sua universalidade e pela capacidade de capturar a essência do amor verdadeiro, que desafia as adversidades e se perpetua no tempo.

"O GUIA DOS CORAÇÕES PARTIDOS" é, em essência, uma obra que celebra a complexidade da experiência humana, através da lente da poesia. Marcos Avelino Martins, com sua habilidade ímpar de capturar a essência das emoções mais profundas, oferece ao leitor um espelho onde se refletem todas as facetas do amor, da perda, da esperança e da redenção. Este livro não é apenas uma leitura, mas uma experiência que permanecerá com o leitor muito tempo após a última página ser virada.

__________________________________________________________________________________

Alguns trechos:

O GUIA DOS CORAÇÕES PARTIDOS:

“Mas, mesmo assim, devorei-o rapidamente, / Ora rindo, ora quase chorando, / E quando percebi, a madrugada já surgia, / Pois aquele livro invadiu minha mente, / Simplesmente em meus neurônios soprando / Textos românticos, encharcados de Poesia...”

ATRÁS DE UMA NEBULOSA:

“Ela me olhou, toda chorosa, / Disse adeus, e de minha mão se soltou, / E deve ter se escondido atrás de uma nebulosa, / Pois nunca, nunca mais voltou..."

SONHO REAL:

“E, naquele primeiro beijo inevitável e inesquecível, / Sabermos que alguns entre nós possuem uma outra metade, / Nem sempre perceptível ou ao nosso alcance, / Mas, se tivermos a sorte de encontrá-la, / Como aconteceu entre nós, naquele dia mágico / E em todos os outros que se seguiram, / Abrir as portas para a verdadeira felicidade...”

OLHAR INDISCRETO:

“...nem de longe imaginava / Que tão perto, do outro lado da rua, / Alguém indiscretamente a espionava, / Tirando a roupa, até ficar toda nua, / Espantando meu sono, que até então não viera, / E certamente, pela noite toda já não viria, / Aquela linda visão, alimentando a quimera, / Que, por metamorfose, transformou-se em Poesia...”

DESCONSTRUÍDA:

“Daquela paixão desvairada, / Somente cinzas espalhadas ficaram, / Vagando no frio da madrugada, / Cujas lembranças, nunca voltaram... / E nesse vazio sem fim que me legaste, / No buraco que em minha alma restou, / Algumas poucas lembranças deixaste,

Perdidas no tempo, que até teu nome apagou...”

ANONIMATO:

“Um poema sem nome olhou-me / Com um jeito que achei meio caricato, / E então de surpresa indagou-me / Se eu não queria tirá-lo do anonimato, / E disse que poemas detestam / Constarem de um livro para a juventude, / E se lhes derem trégua, esse fim contestam, / Desafiando a própria finitude.”

ABOMINÁVEL:

“E, livre desse ser ignóbil, / Que exterminara milhares de espécies animais / Em seus milhares de anos de domínio, / A Natureza poderia se reerguer, / E, em apenas alguns poucos séculos, / Recuperar a sua grandeza, / Nesse mundo mágico que Deus criara, / E, livre de seu dominador algoz, / Finalmente poderia viver em paz...”

UM RARO ESPETÁCULO:

“Guiado por esse olhar que a escuridão fulmina, / Levito no ar, leve e solto, em sua direção, / E, quanto mais essa fogueira me ilumina, / Sinto-me levitar a vários metros do chão, / Mas sei que isto não passa de uma ilusão, / Pois meus pés continuam no solo, / Será esse um invulgar efeito da paixão, / Terá sido meu olhar hipnotizado pelo seu colo?”

DESESPERO:

“E no ônibus lotado em plena hora do rush / Uma lágrima disfarça para que ninguém a ache / Escondendo-se de olhos que preferem não ver / O desespero de alguém que só quer morrer”

TERAPIA:

“Teu amor é uma terapia / Para a alma e o coração, / Encharca-me de Poesia, / Em versos que transbordam paixão! / Em teus braços, eu me realizo, / Explorando teus mistérios, / Sob a magia de teu sorriso / E de teus gêmeos hemisférios!”

RELÍQUIA:

“O pêndulo do relógio de parede / Oscila para ambos os lados, / E contribui para que minha mente enverede / Por caminhos nunca antes cruzados...”

ENCONTRE-ME!:

“Extraia-me de seus sonhos, / Encontre-me no mundo real, / Para alegrar seus olhos tristonhos, / Para que serve a tristeza, afinal?”

_________________________________________________________________________

Características

ISBN 9798322111641
Número de páginas 87
Edição 1 (2024)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 90g
Idioma Português

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor

MARCOS AVELINO MARTINS

BIOGRAFIA

Engenheiro Eletricista pela Universidade de Brasília por formação, Analista de Sistemas por opção, poeta por destino, casado, 2 filhos e 1 neto, apreciador de boa música, cinema, literatura, HQs, seriados e amigos (não necessariamente nesta ordem).

Escreve desde os 17 anos, inicialmente letras de músicas, alguns contos avulsos, poemas esparsos, e de alguns anos para cá, com uma produção intensa, com mais de 140 livros publicados, todos eles pelo Clube de Autores e pela Amazon, exceto "Poeticamente teu", da Coleção Prosa e Verso 2019 da Prefeitura de Goiânia - GO.

LIVROS PUBLICADOS:

1. OS OCEANOS ENTRE NÓS

2. PÁSSARO APEDREJADO

3. CABRÁLIA

4. NUNCA TE VI, MAS NUNCA TE ESQUECI

5. SOB O OLHAR DE NETUNO

6. O TEMPO QUE SE FOI DE REPENTE

7. MEMÓRIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO

8. ATÉ A ÚLTIMA GOTA DE SANGUE

9. EROTIQUE

10. ATÉ QUE A ÚLTIMA ESTRELA SE APAGUE

11. NÃO ME LEMBREI DE ESQUECER DE VOCÊ

12. EROTIQUE 2

13. A CHUVA QUE A NOITE NÃO VIU

14. A IMENSIDÃO DE SUA AUSÊNCIA

15. SIMÉTRICAS

16. AS VEREDAS ONDE O MEU OLHAR SE PERDEU

17. A MAGIA QUE SE DESFEZ NA NOITE

18. QUAL É O SEGREDO PARA VIVER SEM VOCÊ?

19. OS TRAÇOS DE VOCÊ

20. STRADIVARIUS

21. OS SEGREDOS QUE ESCONDES NO OLHAR

22. ATÉ SECAREM AS ÚLTIMAS LÁGRIMAS

23. EROTIQUE 3

24. OS POEMAS QUE JAMAIS ESCREVI

25. TUA AUSÊNCIA, QUE ME DÓI TANTO

26. OS DRAGÕES QUE NOS SEPARAM

27. O VENTO QUE NA JANELA SOPRAVA

28. EROTIQUE 4

29. A NOITE QUE NUNCA MAIS TERMINOU

30. AS HORAS QUE FALTAM PARA TE VER

31. OLYMPUS: LIVRO 1 – EROS (1ª PARTE)

32. OLYMPUS: LIVRO 1 – EROS (2ª PARTE)

33. NO AR RAREFEITO DAS MONTANHAS

34. VOCÊ SE FOI, MAS ESTÁ AQUI

35. O AMOR QUE SE FOI E NÃO VOLTOU

36. OS VÉUS DA NOITE

37. OLYMPUS: LIVRO II - ARES, ARTHEMIS, ATHENA, CHRONOS, HADES, MORPHEUS E POSEIDON

38. MADRUGADAS DE SEDUÇÃO

39. O LUAR QUE EM TEUS OLHOS HABITA

40. QUANDO SUA AUSÊNCIA ERA TUDO QUE HAVIA (contos e crônicas)

41. ESSA SAUDADE QUE NÃO QUER IR EMBORA

42. OLYMPUS: LIVRO I - EROS (3ª PARTE)

43. UM ÚLTIMO BEIJO EM PARIS

44. OLYMPUS: LIVRO III - APHRODITE, APOLLO, GAIA, HERA E ZEUS

45. DE QUAL SONHO MEU VOCÊ FUGIU?

46. O LABIRINTO NO FIM DO POEMA

47. CADÊ O AMOR QUE ESTAVA AQUI?

48. OS RIOS QUE FOGEM DO MAR

49. ÚLTIMOS VERSOS PARA UM PERDIDO AMOR

50. OLYMPUS: LIVRO IV - PANTHEON

51. AH, POESIA, O QUE FIZESTE?

52. UM VERSO SUICIDA

53. ELA SE FOI, E NEM DEIXOU MENSAGEM

54. A NAVE QUE TE LEVOU PARA LONGE

55. EROTIQUE 5

56. O LADO NEGRO DA POESIA

57. UM OLHAR VINDO DO INFINITO

58. APENAS UM CONTADOR DE HISTÓRIAS

59. RÉQUIEM PARA UM AMOR NAUFRAGADO

60. OLYMPUS: LIVRO V - THESSALIA

61. POETICAMENTE TEU (da Coleção Prosa e Verso 2019 da Prefeitura de Goiânia - GO)

62. AQUELA NOITE DO ADEUS

63. PASSOS QUE SE AFASTAM NA NOITE

64. FRAGMENTOS DE UM SONHO QUE PASSOU

65. OLYMPUS: LIVRO VI – PARTHENON

66. PASSAGEM PARA A SAUDADE

67. A PORTA DA SOLIDÃO

68. NUNCA MAIS TEUS BEIJOS

69. EROTIQUE 6

70. CIRANDA POÉTICA

71. AS HISTÓRIAS QUE NÃO TE CONTEI

72. A ÚLTIMA VEZ EM QUE TE AMEI

73. ESSA AUSÊNCIA QUE ME DEVORA

74. A NOITE IMENSA SEM ELA

75. OLYMPUS: LIVRO VII – ACROPOLIS

76. PORÕES E NAUFRÁGIOS

77. UM TROVADOR NO SÉCULO XXI

78. RESQUÍCIOS DE UM SORRISO TEU

79. CRONOS ENLOUQUECEU!

80. OLYMPUS: LIVRO VIII - MUSAS E MEDUSAS

81. SOMBRAS QUE RESTARAM DE NÓS

82. EROTIQUE 7

83. A CAIXA DE TINTAS DE DEUS

84. PONTES PARA LUGAR NENHUM

85. VELAS SOLTAS AOS VENTOS SOLARES

86. HISTÓRIAS QUE A NOITE NOS TRAZ

87. VESTÍGIOS DE UM FOGO QUE SE APAGOU

88. ARTÍFICE DE VERSOS

89. O TEMPO, ESSE CARRASCO

90. OLYMPUS: LIVRO IX - ESPARTA

91. ESSA SOMBRA EM TEU OLHAR

92. OS OLHOS MÁGICOS DA POESIA

93. VERSOS QUE JAMAIS ESQUECI

94. LÁGRIMAS PROSCRITAS

95. EROTIQUE 8

96. UMA HORA ANTES DO FIM

97. POR TRÁS DA MÁSCARA BRANCA

98. PER...VERSOS AO ANOITECER

99. SOB O OLHAR DE UM POETA

100. TODOS AQUELES VERSOS DE AMOR

101. ESTILHAÇOS DE POEMAS

102. OLYMPUS: LIVRO X - NINFAS

103. TODAS AS ESTAÇÕES DA ALMA

104. LEMBRANÇAS DE UM FUTURO DISTANTE

105. EROTIQUE 9

106. AO DOCE SOM DE UM BOLERO

107. NÁUFRAGOS NA NOITE SEM FIM

108. A FONTE DO LIRISMO

109. RETRATOS DO DESENCONTRO

110. OLYMPUS: LIVRO XI - CENTAUROS

111. MEMÓRIAS DE NUNCA

112. UM GRITO PRESO NA ALMA

113. NOS OLHOS DE UM POEMA

114. EROTIQUE 10

115. SOB O OLHAR DE UM POETA 2

116. EM ALGUMA OUTRA GALÁXIA

117. UM TORNIQUETE CHAMADO SAUDADE

118. AS LÁGRIMAS QUE NÃO SECARAM

119. VIAGEM AO FUNDO DO OLHAR

120. OLYMPUS: LIVRO XII - MARATHON

121. A QUESTÃO QUE NÃO SEI FORMULAR

122. MICRO UNI-VERSOS

123. AS LUAS QUE NO CÉU FLUTUAM

124. O DOCE UIVO DOS VENTOS

125. UM TORNIQUETE CHAMADO SAUDADE (VOL. 2)

126. O DESTINO NÃO MANDA MENSAGEM

127. EROTIQUE 11

128. UM ADEUS COM HORA MARCADA

129. UM SONHO DO QUAL EU NÃO QUIS ACORDAR

130. OLYMPUS: LIVRO XIII - TEBAS

131. O PEDAÇO DE MIM QUE ROUBARAM

132. PERDIDO NAS DOBRAS DO TEMPO

133. ESSA INDECIFRÁVEL SOLIDÃO

134. UM INSTANTE ANTES DE NUNCA

135. AQUELA PALAVRA CHAMADA ADEUS

136. EROTIQUE 12

137. DESCONSTRUINDO MUROS DE ILUSÃO

138. EXCETO A NOITE 139. DIRETO AO CORAÇÃO

140. A SOLIDÃO QUE NUNCA SE ACABA

141. UM ESPECTRO PERDIDO NA ESCURIDÃO

142. EROTIQUE 13

143. OLYMPUS: LIVRO XIV - ATENAS

144. HISTÓRIAS SURREAIS

145. SOB O OLHAR DE UM POETA 3

EDIÇÕES ESPECIAIS:

015. SIMÉTRICAS – 200 SONETOS (OU COISA PARECIDA) DE AMOR (OU COISA PARECIDA)

046. O LABIRINTO NO FIM DO POEMA (400 POEMAS PARA A JUVENTUDE)

056. O LADO NEGRO DA POESIA (150 POEMAS SOMBRIOS)

085. VELAS SOLTAS AOS VENTOS SOLARES (200 POEMAS ONDE O VENTO É PERSONAGEM)

099. SOB O OLHAR DE UM POETA (300 POEMAS SOBRE A POESIA - VOL. 1)

100. TODOS AQUELES VERSOS DE AMOR (400 POEMAS DE AMOR)

109. RETRATOS DO DESENCONTRO (200 POEMAS LONGOS SOBRE ENCONTROS E DESENCONTROS)

115. SOB O OLHAR DE UM POETA (300 POEMAS SOBRE A POESIA - VOL. 2)

117. UM TORNIQUETE CHAMADO SAUDADE (200 POEMAS SOBRE SAUDADE - VOL. 1)

122. MICRO UNI-VERSOS (250 POEMAS CURTOS)

125. UM TORNIQUETE CHAMADO SAUDADE (200 POEMAS SOBRE SAUDADE - VOL. 2)

125. UM TORNIQUETE CHAMADO SAUDADE VOL. 2

135. AQUELA PALAVRA CHAMADA ADEUS (150 POEMAS SOBRE DESPEDIDAS)

139. DIRETO AO CORAÇÃO (150 POEMAS EMOCIONANTES)

140. A SOLIDÃO QUE NUNCA SE ACABA (150 POEMAS SOBRE SOLIDÃO)

141. UM ESPECTRO PERDIDO NA ESCURIDÃO

142. EROTIQUE 13

143. OLYMPUS: LIVRO XIV - ATENAS

144. HISTÓRIAS SURREAIS

145. SOB O OLHAR DE UM POETA 3

SÉRIES:

OLYMPUS - 15 VOLUMES (CADA UM COM 300 POEMAS)

EROTIQUE - 13 VOLUMES (CADA UM COM 50 POEMAS SENSUALMENTE LÍRICOS)

Participante das antologias:

• “Declame para Drummond 2012” (2012), com o poema “Máscaras”;

• Antologia 2015 – Literatura Goyaz” (2015), com os poemas “Os oceanos entre nós” e “Morpheus”;

• “Desafio” (2016), com os poemas “Finito”,”De solidão e de sonhos” e “Olhar”;

• “Dez Poetas e Eu – Vol. 3” (2016), com os poemas “Átimo”, “Diário”, “Julgamento”, “Roleta russa”, “Buracos negros”, “Paronímia”, “As últimas gotas de orvalho”, “Repositório”, “Simplesmente você” e “Quando eu te conheci”; e

• “Raiz da Poesia” (2017), antologia internacional entre países de língua portuguesa, com os poemas “Os segredos que escondes no olhar”, “Borboleta”, “Autópsia”, “La nuit”, “O tio da suspeita”, “Aldebaran” e “Os sons do silêncio”.

• “1001 Poetas” (2022), da Câmara Brasileira de Livros, com o poema “Coração Azevedo”.

Página no site “Templo de Delfos”, relicário da Literatura:

http://www.elfikurten.com.br/2016/08/marcos-avelino-martins.html

Contato: cygnusinfo@gmail.com

Celular: (62) 99971-9306

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 72,91
Ebook
R$ 30,40
Impresso
R$ 52,81
Ebook
R$ 27,01
Impresso
R$ 70,62
Ebook
R$ 30,40
Impresso
R$ 53,43
Ebook
R$ 30,40
Impresso
R$ 75,77
Ebook
R$ 30,40
Impresso
R$ 53,62
Ebook
R$ 30,40
Impresso
R$ 73,50
Ebook
R$ 30,40
Impresso
R$ 61,83
Ebook
R$ 27,01
Impresso
R$ 52,81
Ebook
R$ 27,01
Impresso
R$ 52,48
Ebook
R$ 27,01
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários