OS VÉUS DA NOITE
POEMAS
Categorias
Poesia, Literatura Nacional
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 519 vezes desde 04/04/2018
Versão
impressa
R$ 42,19
Valor total:
R$ 42,19
Versão
ebook
R$ 17,22
Disponível em:
epub
Valor total:
R$ 42,19
Este livro pode estar à venda na:
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

36º livro do autor de:

1. OS OCEANOS ENTRE NÓS

2. PÁSSARO APEDREJADO

3. CABRÁLIA

4. NUNCA TE VI, MAS NUNCA TE ESQUECI

5. SOB O OLHAR DE NETUNO

6. O TEMPO QUE SE FOI DE REPENTE

7. MEMÓRIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO

8. ATÉ A ÚLTIMA GOTA DE SANGUE

9. EROTIQUE

10. NÃO ME LEMBREI DE ESQUECER DE VOCÊ

11. ATÉ QUE A ÚLTIMA ESTRELA SE APAGUE

12. EROTIQUE 2

13. A CHUVA QUE A NOITE NÃO VIU

14. A IMENSIDÃO DE SUA AUSÊNCIA

15. SIMÉTRICAS

16. AS VEREDAS ONDE O MEU OLHAR SE PERDEU

17. A MAGIA QUE SE DESFEZ NA NOITE

18. QUAL É O SEGREDO PARA VIVER SEM VOCÊ?

19. OS TRAÇOS DE VOCÊ

20. STRADIVARIUS

21. OS SEGREDOS QUE ESCONDES NO OLHAR

22. ATÉ SECAREM AS ÚLTIMAS LÁGRIMAS

23. EROTIQUE 3

24. OS POEMAS QUE JAMAIS ESCREVI

25. TUA AUSÊNCIA, QUE ME DÓI TANTO

26. OS DRAGÕES QUE NOS SEPARAM

27. O VENTO QUE NA JANELA SOPRAVA

28. EROTIQUE 4

29. A NOITE QUE NUNCA MAIS TERMINOU

30. AS HORAS QUE FALTAM PARA TE VER

31. OLYMPUS: LIVRO 1 – EROS (1ª PARTE)

32. OLYMPUS: LIVRO 1 – EROS (2ª PARTE)

33. NO AR RAREFEITO DAS MONTANHAS

34. VOCÊ SE FOI, MAS ESTÁ AQUI

35. O AMOR QUE SE FOI E NÃO VOLTOU

Alguns trechos dos poemas deste livro:

“Enquanto a noite estende seus véus, / A lua cintila, iluminando os céus, / E as estrelas se esparramam, solenes, / Derramando seus rastros, perenes...”

“Fui eu quem me fiz escudo, / E por isto perdi até a própria vida, / Jogando-me em sua frente, arriscando tudo, / Para protegê-la de uma bala perdida...”

“Não chore, está tudo bem, é apenas a morte, / Um dia teria mesmo de acontecer, / E entre nós dois, melhor que seja eu, / Pois você é muito mais forte, / E, de um modo ou de outro, vai sobreviver / Em um mundo onde o seu amor morreu...”

“Quem disse que o amor é cego? / Não é verdade, ele é clarividente: / Enquanto em teus caminhos trafego, / Tu, em troca, me amas perdidamente!”

“É um lugar encantado, esse bosque poético, / Onde os deuses do Olimpo abrigam suas filhas, / Junto com animais que jamais existiram, / Que um dia mostrarei para seu olhar magnético, / Que tanto se encantará entre essas maravilhas / E meus versos em línguas que nunca se ouviram...”

“Era eu quem te buscava, / Pelas noites, becos e luas, / Mas nunca te encontrava / Nas esquinas ou nas ruas.”

“Como era um sonho, tirei então uma foto, / Com a câmara que trazia a tiracolo, / A única modernidade naquele tempo remoto, / Onde aparecia Jesus, sem vida, exangue, / A cabeça caída no peito, cheio de chagas, / O corpo nu, exposto ali, coberto de sangue, / Todo perfurado por lanças e adagas.”

“Bom dia, tristeza, / Por onde você tem andado? / Acho que você, com certeza, / Tem me deixado de lado, / Porque é covardia chegar / Quando ando tão desarmado, / Tão longe do meu lugar!”

““Por que chora?”, lembro-me de lhe perguntar, / “Um sonho me encontrou”, você sussurrou! / Aquelas palavras doces se encarregaram de me revelar / O quanto adiamos aquele momento que enfim chegou...”

“Depois não me restará mais vida / Porque você era tudo o que havia / A felicidade estará para sempre perdida / E o funk tomará o lugar da Poesia”

“Talvez um dia eu volte talvez não / Quem sabe o tempo apague as dores / Dessa desmedida e infeliz paixão / E da primavera volte a ver as cores”

“Quando a noite se aproxima, / A nostalgia me acolhe, / E a solidão me aperta, / Mas o sono a tristeza dizima, / Quando um sonho te escolhe / E entras pela porta aberta...”

“E agora, você chega de repente, / Pedindo que por amor lhe perdoe, / Que foi tudo um delírio da mente, / E pede, por muito que me magoe, / Esquecer de tudo o que me fez...”

“Talvez eu seja um iludido / Por sonhar com o fim da guerra / E que o amor prolifere, / Talvez nem faça sentido / Que isto exista na Terra / E meu sonho se dilacere.”

“Por autossuficiência cardíaca, / Aqui jazz um coração partido, / De ruma alma hipocondríaca, / Que se foi de canto ter sofrido!”

“Quantos olhos sorridentes ainda falta encarar, / Zombando de seu ultrapassado patriotismo, / Quantas batalhas perdidas conseguirá lutar, / Quantos passos ainda faltam para cair no abismo?”

“Conte-me algumas de suas histórias, / Deixe-me conhecer um pouco sobre você, / Responda algumas perguntas exploratórias, / Mas não me pergunte o porquê...”

“Nunca mais tu me verás / Exceto em alguns sonhos fugazes / E nunca mais sentirás / O toque de meus dedos audazes”

“Esse rio que deságua no oceano / Sem fim que em teu beijo existe / É onde mora meu sonho mais profano / Na promessa que nunca cumpriste”

“Vem, chuva trovejante, / Que teus relâmpagos me iluminem, / E me façam feliz por um instante /

Antes que as tristezas me fulminem.”

“Podem dizer que ando da política descrente, / E que desse sujeito sou adversário ferrenho, / Mas se ele de tantos crimes sórdidos for inocente, / Comerei o chapéu que não tenho!”

“Mas o que haveria para dizer, / Nessa roubalheira ensandecida, / Se políticos não têm memória, /

E, em seu caminho abissal, / Percorrem uma torpe trajetória, / Cujo único objetivo é poderem fazer /

Parte do capítulo policial / De nossos livros de História?”

“Onde houver verba pública, / Haverá algum pedindo propina, / Isto é uma triste premissa! / São os ratos dessa República, / Agindo sempre na surdina, / E escondendo dinheiro na Suíça!”

“Quem se embriagará com seu perfume, / Quem colherá seus beijos quando amanhecer? / Não sei, só sei que de você sentirei ciúme / Até o dia em que um de nós morrer...“

“Nossos cérebros são mesmo fábricas de ilusões, / Quando sonhamos, envolvem-nos em inexplicáveis duelos, / Obrigando-nos a tentar escapar, sem quaisquer explicações / De armadilhas terríveis em estranhos Universos paralelos!”

“Amor é assim: / Um sentimento estranho, / Que quando nasce é fresco, / Parece gigantesco, / Mas encolhe de tamanho, / E de repente chega ao Fim...”

“Moramos em lados opostos do mundo, / Esta será nossa última noite na verdade, / Pois nosso amor já nasceu moribundo, / E tudo o que nos restará será a saudade...”

“Você se lembra dos bilhetes de amor / Que trocávamos dentro da escola, / Com aquele carinho encantador, / Cuja lembrança nesse instante me esfola?”

“O ruim de estar morto / Não é ficar no escuro / Dentro de um caixão / Onde não possa abraçar / Quem no seu enterro chorou”

“Nesses últimos milhares de anos, / Nós nos amamos em tantas vidas, / Desde os tempos antediluvianos, / Nossas almas são cada vez mais unidas!”

“Cacho que você sempre será / A velha negra da família, / Você tramais se corrigirá / Pois se acostumou a cair da trilha.”

“Escrevo versos trágicos, / Sobre amores que se perderam, / Depois de alguns anos mágicos, / Mas à dureza da vida se renderam!”

“Elevo aos céus uma prece / Mas até Deus me abandonou / Mais um dia passa e nada acontece / Na melancolia que tua ausência deixou”

“Não sei se isto poderia dar certo, / Pois minha bola de cristal está quebrada, / Mas para você o meu coração oferto, / Até a última curva de nossa estrada...”

“As mulheres colocam enormes seios de silicone, / Para impressionar principalmente outras mulheres, / E mostrá-los em muitas selfies pelo seu telefone, / A regra mais simples é: mostre até o que não tiveres!”

“Quanto mais te quero, menos te tenho, / Quando muito, eu te vejo de longe, / Nem tenho uma foto tua, só um desenho, / Enquanto fico aqui, solitário como um monge!”

“Pois vi que sob a roupa és realmente fantástica, / Ainda bem que tivemos essa atração instantânea, / E, pelo espelho, fui admirando a tua plástica, / A dançarmos com ardor o último tango em Goiânia...”

“O amor é assim, incompreensível, / Pena que quase sempre desaparece, / Mas é a coisa mais inesquecível / Aquele lindo amor que permanece...”

“Acho que esse frio vem desse fantasma, / Que você deixa aqui quando se rebela; / Como me aborrece esse ectoplasma, / Que fica em meu quarto como sentinela!”

“Não chore pelos meus versos, / Pois são quase todos de mentira, / Nunca vaguei por outros Universos, / E nenhuma deusa me admira!”

“Mas, álbum dia, você se entregará / A essa vontade Luca que lhe dá um frio, / E pimentão, no deserto enfim choverá / Um dilúvio, por Germanas a fio!”

“Nesse mundo insano, / Como dois malucos ousam / Amar desse jeito profano, / Como sem asas pousam / Nos raios do luar?”

“Ao ver as árvores dessa forma desfolhadas, / Percebo que meu coração também é assim, / Congelando-se na cama nas madrugadas, / Nessa solidão que nunca se afasta de mim!”

“O amor é uma armadilha / Na qual sempre caímos / E que parece uma maravilha / Mas quase sempre nos iludimos / Pensando que tudo é uma festa / Mas quando ela se acaba / A tristeza é o que nos resta / Quando o nosso mundo desaba!”

“O amor é uma louca atração / Entre dois corpos flamantes, / Que explode numa louca paixão / Entre dois pobres amantes!”

“Em um sinistro Universo paralelo, / Jesus Cristo foi crucificado, / Mas não ressuscitou! / Debaixo daquele sol amarelo, / O amor foi vencido pelo pecado, / E Cristo aos céus não se elevou!”

“Seria bom se o oceano me levasse / E me arrastasse, além, para o fundo, / Quem sabe essa minha dor acabasse, / Sepultada por esse oceano profundo?”

“Para te procurar, / Pelas ruas, a esmo, / Eu me vesti de luar, / E me disfarcei de mim mesmo...”

“O amor nos tece armadilhas, / Às quais nos entregamos sem pensar, / Pois, por trás de um doce sorriso, / A desgraça estende suas trilhas, / As quais percorremos sem hesitar, / Sem vermos a serpente por trás do guizo!”

“In my veins, flow rivers of Poetry, / Liquid verses run through my blood, / My heart pumps pure Fantasy, / It fills my mind and cause it flood!”

Características
ISBN 9781980743583
Número de páginas 91
Edição 1 (2018)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
MARCOS AVELINO MARTINS

BIOGRAFIA

Engenheiro Eletricista pela Universidade de Brasília por formação, Analista de Sistemas por opção, poeta por destino, casado, 2 filhos e 1 neto, apreciador de boa música, cinema, literatura, HQs, seriados e amigos (não necessariamente nesta ordem).

Escreve desde os 17 anos, inicialmente letras de músicas, alguns contos avulsos, poemas esparsos, e de alguns anos para cá, com uma produção intensa, já com 75 livros publicados, pelo Clube de Autores e pela Amazon.

LIVROS PUBLICADOS:

1. OS OCEANOS ENTRE NÓS

2. PÁSSARO APEDREJADO

3. CABRÁLIA

4. NUNCA TE VI, MAS NUNCA TE ESQUECI

5. SOB O OLHAR DE NETUNO

6. O TEMPO QUE SE FOI DE REPENTE

7. MEMÓRIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO

8. ATÉ A ÚLTIMA GOTA DE SANGUE

9. EROTIQUE

10. ATÉ QUE A ÚLTIMA ESTRELA SE APAGUE

11. NÃO ME LEMBREI DE ESQUECER DE VOCÊ

12. EROTIQUE 2

13. A CHUVA QUE A NOITE NÃO VIU

14. A IMENSIDÃO DE SUA AUSÊNCIA

15. SIMÉTRICAS

16. AS VEREDAS ONDE O MEU OLHAR SE PERDEU

17. A MAGIA QUE SE DESFEZ NA NOITE

18. QUAL É O SEGREDO PARA VIVER SEM VOCÊ?

19. OS TRAÇOS DE VOCÊ

20. STRADIVARIUS

21. OS SEGREDOS QUE ESCONDES NO OLHAR

22. ATÉ SECAREM AS ÚLTIMAS LÁGRIMAS

23. EROTIQUE 3

24. OS POEMAS QUE JAMAIS ESCREVI

25. TUA AUSÊNCIA, QUE ME DÓI TANTO

26. OS DRAGÕES QUE NOS SEPARAM

27. O VENTO QUE NA JANELA SOPRAVA

28. EROTIQUE 4

29. A NOITE QUE NUNCA MAIS TERMINOU

30. AS HORAS QUE FALTAM PARA TE VER

31. OLYMPUS: LIVRO 1 – EROS (1ª PARTE)

32. OLYMPUS: LIVRO 1 – EROS (2ª PARTE)

33. NO AR RAREFEITO DAS MONTANHAS

34. VOCÊ SE FOI, MAS ESTÁ AQUI

35. O AMOR QUE SE FOI E NÃO VOLTOU

36. OS VÉUS DA NOITE

37. OLYMPUS: LIVRO II - ARES, ARTHEMIS, ATHENA, CHRONOS, HADES, MORPHEUS E POSEIDON

38. MADRUGADAS DE SEDUÇÃO

39. O LUAR QUE EM TEUS OLHOS HABITA

40. QUANDO SUA AUSÊNCIA ERA TUDO QUE HAVIA (contos e crônicas)

41. ESSA SAUDADE QUE NÃO QUER IR EMBORA

42. OLYMPUS: LIVRO I - EROS (3ª PARTE)

43. UM ÚLTIMO BEIJO EM PARIS

44. OLYMPUS: LIVRO III - APHRODITE, APOLLO, GAIA, HERA E ZEUS

45. DE QUAL SONHO MEU VOCÊ FUGIU?

46. O LABIRINTO NO FIM DO POEMA

47. CADÊ O AMOR QUE ESTAVA AQUI?

48. OS RIOS QUE FOGEM DO MAR

49. ÚLTIMOS VERSOS PARA UM PERDIDO AMOR

50. OLYMPUS: LIVRO IV - PANTHEON

51. AH, POESIA, O QUE FIZESTE?

52. UM VERSO SUICIDA

53. ELA SE FOI, E NEM DEIXOU MENSAGEM

54. A NAVE QUE TE LEVOU PARA LONGE

55. EROTIQUE 5

56. O LADO NEGRO DA POESIA

57. UM OLHAR VINDO DO INFINITO

58. APENAS UM CONTADOR DE HISTÓRIAS

59. RÉQUIEM PARA UM AMOR NAUFRAGADO

60. OLYMPUS: LIVRO V - THESSALIA

61. POETICAMENTE TEU

62. AQUELA NOITE DO ADEUS

63. PASSOS QUE SE AFASTAM NA NOITE

64. FRAGMENTOS DE UM SONHO QUE PASSOU

65. OLYMPUS: LIVRO VI – PARTHENON

66. PASSAGEM PARA A SAUDADE

67. A PORTA DA SOLIDÃO

68. NUNCA MAIS TEUS BEIJOS

69. EROTIQUE 6

70. CIRANDA POÉTICA

71. AS HISTÓRIAS QUE NÃO TE CONTEI

72. A ÚLTIMA VEZ EM QUE TE AMEI

73. ESSA AUSÊNCIA QUE ME DEVORA

74. A NOITE IMENSA SEM ELA

75. OLYMPUS: LIVRO VII – ACROPOLIS

76. PORÕES E NAUFRÁGIOS

77. UM TROVADOR NO SÉCULO XXI

78. RESQUÍCIOS DE UM SORRISO TEU

Participante das antologias:

• “Declame para Drummond 2012” (2012), com o poema “Máscaras”;

• Antologia 2015 – Literatura Goyaz” (2015), com os poemas “Os oceanos entre nós” e “Morpheus”;

• “Desafio” (2016), com os poemas “Finito”,”De solidão e de sonhos” e “Olhar”;

• “Dez Poetas e Eu – Vol. 3” (2016), com os poemas “Átimo”, “Diário”, “Julgamento”, “Roleta russa”, “Buracos negros”, “Paronímia”, “As últimas gotas de orvalho”, “Repositório”, “Simplesmente você” e “Quando eu te conheci”; e

• “Raiz da Poesia” (2017), antologia internacional entre países de língua portuguesa, com os poemas “Os segredos que escondes no olhar”, “Borboleta”, “Autópsia”, “La nuit”, “O tio da suspeita”, “Aldebaran” e “Os sons do silêncio”.

Página no site “Templo de Delfos”, relicário da Literatura:

http://www.elfikurten.com.br/2016/08/marcos-avelino-martins.html

Contato: [email protected]

Celular: (62) 99971-9306

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 43,68
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 43,45
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 65,81
Ebook
R$ 20,45
Impresso
R$ 43,50
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 52,31
Ebook
R$ 19,37
Impresso
R$ 43,32
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 43,41
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 43,45
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 43,41
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 42,64
Ebook
R$ 17,22
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Comentários
0 comentários