Perfil do Cuidador de idosos em relação à Hipertensão Arterial
Categorias
Medicina Clínica, Família E Clínica Geral, Saúde E Fitness, Medicina
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 96 vezes desde 23/04/2020
Versão
impressa
R$ 41,44
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 41,44
Versão
ebook
R$ 17,22
Disponível em:
epub
Valor total:
R$ 41,44
Este livro pode estar à venda na:
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

O presente estudo analisou o perfil do cuidador de idoso com hipertensão arterial no município de Paripiranga (BA). É um esforço que visa compreender a relação entre o cuidador e a falta de competências e habilidades de saúde para atuar junto a este segmento da sociedade, em geral, em situação de prostração ou com baixa condição de locomoção, enquanto aspectos que motivam a recorrência de familiares como amparadores dessa situação, apesar de eles não terem formação adequada em saúde para atender às demandas dos idosos. A metodologia aplicada foi exploratória descritiva com abordagem qualiquantitativa. O resultado pode aparecer em situações de maus-tratos, negligência ou, ainda, na adoção de cuidados que levam ao agravamento de quadros de enfermidade. A pesquisa foi estruturada a partir de um questionário semiestruturado, com onze (11) questões, dividido em dois eixos: identificação e dados específicos ao tema da pesquisa. Os dados foram coletados junto à Secretaria de Saúde de Paripiranga (BA) e mais 40 cuidadores. Após a coleta, os dados foram sistematizados e organizados em tabelas. A análise baseou-se em frequência simples, com análise de discurso. As informações colhidas em campo demonstram uma série de fragilidades do sistema de saúde em instruir os familiares a buscarem profissionais habilitados a atuarem como cuidadores. Entretanto, a cultura e a falta de recursos financeiros são dois empecilhos à adoção de alguém externo ao círculo familiar como cuidador. No primeiro caso, as famílias tradicionais não aceitam outra pessoa cuidando de seus idosos e, no caso de famílias pobres, elas impõem esta tarefa a qualquer pessoa da casa, podendo ser adulto, ou mesmo crianças e adolescentes. Além disso, em muitos casos, a aposentadoria termina sendo um fator de permanência do idoso com seus familiares, entretanto, nem sempre isso significa que este irá receber atenção devida. Conclui-se que as famílias com idosos hipertensos e com falta de autonomia para desempenharem suas funções básicas não têm o devido amparo de profissionais da Enfermagem que atuem nessa área no referido município.

Características
ISBN 978-65-000-2123-3
Número de páginas 125
Edição 1 (2020)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura
Tipo de papel Offset 75g
Comentários
0 comentários