Go_to_top Bar
Seu carrinho está
vazio
Olá

Clube de Autores é a maior comunidade de autopublicação da América Latina. Inicie agora!

Livro TRATADO DO SURREALISMO

A Ciência das artes

Por: CABRAL VERÍSSIMO Denunciar

por
R$ 29,92

Sinopse

O surrealismo é uma fonte enigmática inesgotável que vem desde o princípio das coisas, e se estenderá para sempre ao eterno. Sua beleza e responsabilidade assumem um alto compromisso para com o homem e a arte, numa busca imortal de novos valores.

Essa academia oculta de ciências e artes; que está excepcionalmente instalada no raciocínio humano, dando-lhe condições de se elevar ao mais alto cume de duma vocação de criar e modificar, obras artísticas e científicas – e através de análises e mergulhos, ao mais profundo íntimo da invisibilidade, trazer ao mundo visível, obras excelentes, incontestáveis!

A vocação surrealista é constituída por decreto divino injetado no indivíduo desde o seu nascimento, por uma virtude tal e qual – que sua elasticidade consegue se esticar até o mais intelectual dos homens e ao mesmo tempo se abaixar ao mais humilde dos humanos: pois penetra ao mais longínquo íntimo da alma para extrair essências apreendidas no campo invisível; e logo então, trazê-las para o mundo visível numa maravilhosa adaptação à vida.

O surrealismo assume um alto compromisso para com o homem e a arte, numa busca imortal de novos valores: sua fonte tem se instalada através de seus procuradores, em todos os povos de diferentes línguas e épocas – operando sinais, decifrando enigmas das almas e da própria fonte.

Essa fonte exerce uma função de iluminar o mundo; e até mesmo o mundo das ciências, com inúmeros eventos que tem nos proporcionado beleza e conforto!

Considera-se, quem o surrealismo é uma faculdade de poder absoluto, instalada no campo invisível da alma do seu procurador, já com os projetos em espera... O que danifica muitas vezes, uma boa construção de arte ou invento científico – é o desleixo do portador, ou pior que isso: a falta de recursos financeiros. Em tudo isso, gera-se um desvio para a tal realização.

O surrealismo é uma fonte que não esnoba conhecimentos! Pois seu testemunho é veraz na alma dos procuradores (de todos os gêneros) – sua missão é a de energizar o procurador para que ele assuma uma posição de representá-la no mundo visível, através de suas obras. Mas para isso é necessário subir... E mergulhar no mais profundo íntimo da alma, buscando aquilo que vai além do realismo humano.

Antigamente... os artistas derramavam suas almas duma forma maciça! De maneira que o fabrico de suas obras inalava as tristezas de si e de outras almas observadoras; de cultivadores que realmente estivessem interpretando a intenção de cada obra. Creio que hoje em dia isso não é assim – porque se tornaram máquinas de fazer dinheiro, se desviando do perfeito afinco da fonte, para dar aos consumidores aquilo que exigem! _ desvirtuaram-se.

A falta de virtude rompe a vocação nativa (que é aquela trazida desde o berço) e o indivíduo avança-se aos ares, para capturar novas fontes de inovações e com isso abraça espíritos estranhos que se enxertam a fonte original – conclui-se aí (uma fonte integral).

Os curiosos que estudam pelo plano visível politizam contra a sabedoria nativa; mas o olho carnal não tem como alcançar tal luz! ... esses leigos agem por impulsos de grandezas humanas, por isso são cegos e não compreendem que as coisas invisíveis são mais excelentes do que as aparentes; mas os que têm ambos os lados, discernem muito bem cada coisa no seu lugar.

Os artistas e cultivadores de arte; são conscientes de que essa preciosa fonte, penetra desde o alicerce ao mais sofisticado acabamento duma obra, com seus adornos inimitáveis!

Os leigos não compreendem certos valores que são encontrados em certas obras de arte. E mesmo os especialistas, que são peritos num determinado gênero de arte, não podem responder com precisam os valores de outros gêneros. Mas para sentir a iluminação fornecida pela energia surrealista, no plano de apreciação: Há inúmeros influentes, perceptíveis que observa cada toque ou retoque vindo do invisível para o visível.

O surrealismo tem deixado marcas rigorosamente bem definidas no mundo das artes e nas almas mais sensíveis, intelectualizadas pelas manobras culturais dessa preciosa fonte, criada por Deus e entregue aos humanos, que regem nesse campo magnético.

As obras de artes (de todos os gêneros) são respeitadas no mundo inteiro, porque elas retratam o que há de mais profundo no sentimentalismo humano de todas as épocas – configurando comportamentos das coisas e dos povos com suas evoluções e decadências.

As vocações registram tudo o que acontece com os povos e coisas do mundo inteiro, através das obras artísticas e científicas – e ela só se floresce quando empregada com o sensível tato, na distribuição de valores adequados; cada qual na hora certa!

É preciso muito cuidado, ao buscar inovações... porque muitos artistas perderam a originalidade, expondo obras danificadas. Construíram decadências em suas carreiras, devidas ganâncias de aumentar quantidades de obras; e posteriormente os lucros (traindo a vocação que Deus lhe deu!).

- Isso é péssimo com certeza!

As artes bem originais cumprem melhor a missão, de iluminar o mundo com seus valores misteriosos e bem definidos pelas conclusões missionárias da fonte: esses mistérios fazem parte da vida de cada artista; que cada um por sua vez, rege os movimentos que compõem a formação da fonte. Há mistérios que sempre serão mistérios! Porque por mais que o procurador da fonte procura expressá-los, não consegue em totalidade; visto que por prudência da própria fonte, se veem defronte imensas comportas! ... E não conseguem publicá-los.

Há sempre um zunzum! ... Falácias da boca do povo: que as inspirações artísticas são frutos provenientes de maus espíritos vindo das trevas. Creio que há sem dúvidas! Inúmeros casos assim! De espíritos estranhos que se instalam na alma do indivíduo, se enxertando na vocação nativa (trazida do berço) se escondendo aí – tomando a glória do nativismo; porém eles estão inclusos também no surrealismo integral.

Esses inquilinos se apossam da vocação nativa se fazendo passar por donos dela; uma vez aceito pelo dono da casa (corpo) não se pode contestar! _ essa aprovação ou rejeição é individual.

Separando as duas posições:

_ A fonte nativa é trazida desde o berço de nascimento; ainda que o indivíduo some com o passar dos anos com suas experiências de vida e estudos diversos; continua nativa!

_ porém; quando há manifestações de outros espíritos; já sai do nativismo e passa a fazer parte do surrealismo integral: O integralismo!

Videntes:

_ muitos usam dons de vidências! Que também se considera parte da fonte nativa, visto que esse dom quando trazido do berço nada tem em haver com religiões; e sim ao contrário disso: o indivíduo leva-a para as religiões e usa como ferramenta dentro daquilo que se desenvolver: se para Deus! Para o bem da igreja e de si também! _ se para o mal (ruínas gerais.).

As inspirações são energias que geram obras de arte de todos os gêneros. Os artistas inspirados viajam caminhos longínquos e incríveis para capturarem algo desarraigado do mundo visível; que precisa sem demora fazer parte de nossas vidas; e quando as acha! Trazem urgentes para que sejam manifestados a todos como uma dádiva de Deus:

_ um verdadeiro prêmio de Deus para si e para a cultura de nível mundial.

No raciocínio sensível de um artista; tudo o que existe reflete sempre algo noviço, com vestígios dignos de investigações para uma nova obra de arte.

Os peritos surrealistas, tudo investigam, a fim de capturar vestígios que fazem parte desse patrimônio de sabedoria; cujo alicerce está fixado num solo que vai além do realismo humano.

Todos os gêneros de artes estão inclusos nessa filosofia: “De olhar profundamente para as coisas, por mais simples que elas sejam! Para que o raciocínio indutivo exalte a sensibilidade do observador e descubra ali; projetos duma grande obra”.

Como poeta e romancista – escrevi dois volumes de romances; Espelhos de sol, Barcas de Derlim e dois volumes de poesias: Momentos... E Um Cálix de Sol.

No decorrer desses volumes trabalhei com diversos nomes de personagens, por isso posso dizer com convicção:

_ cada nome colocado no papel tinha um significado importantíssimo! De maneira que me fazia nomeá-lo ou não, para fazer parte do enredo da história; porque tinha vida própria, dando conta de si mesmo, no desfecho do enredo; algumas vezes tomavam rumos totalmente opostos ao que se podia idealizar.

De antemão; alguns morriam no decorrer da história e outros viravam o rumo de seu designo, controvertendo o prescrito já indicado com o antes preparado. Lembro-me que tirei alguns nomes do contexto, porque sabia que iriam morrer logo nos primeiros capítulos. E foi com isso que comecei a examiná-los melhor antes de empregá-los em minhas obras.

Os escritores sempre são surpreendidos por certos detalhes no percurso da obra; por exemplo: Há casos que o título da obra nasce ante de iniciá-la! Enquanto noutros casos se escreve uma obra completa sem saber qual o melhor título para batizá-la!

Cada título tem vestígio que revelam sua origem: Quando são filmes para cinema, novela, romance, programa de TV, livro, conto, poema e etc., mas, tenham por certo! Que em tudo isso que falamos: Deus nos deu uma sabedoria elevadíssima para concluirmos as coisas e criar outras, através de um raciocínio legal.

Por todos os lados que olhamos; vemos obras belíssimas ou não! Mas cada qual apresenta um conjunto de qualidades de autores e épocas em que pertenceram, dando-nos os registros da história vigente a sua época.

Os pesquisadores estudam sempre essas obras; que são verdadeiros tratados de nossa história; com suas formas e estilos magníficos! Através da história; das roupas, objetos, pinturas, artesanatos, textos, músicas, esculturas, filmes etc. Temos as provas concretas, que marcam rigorosamente o comportamento e qualidade de vida da humanidade, com as desigualdades sociais duma nação para outra; ou até mesmo as desigualdades sociais de uma região para outra dentro duma mesma nação: esses estudos são importantíssimos à nossa história.

Os restauradores, artistas plásticos se empenham profundamente na restauração de suas obras, quando desfeitas pelo tempo ou quaisquer outros imprevistos – é como se estivesse limpando a veia do surrealismo posta nas obras; como vestígios vivos para manter a passagem de sua energia misteriosa dando vida à história das artes duma forma eterna.

Esses cuidados são indispensáveis quando vai reproduzir uma história de épocas anteriores: na montagem de palcos teatrais, mobílias, roupas dos personagens que configuram épocas passadas (tanto no teatro como no cinema.).

O surrealismo tem deixado vestígios inimitáveis, cicatrizados nas obras de artes, valorizando cada uma delas. A energia surrealista aplicada numa obra; jamais será imitada com a mesma legitimidade, ainda que seja feita pelo mesmo autor; porque cada momento responde por si na maior parte das vezes!

Essa energia gera a matéria prima essencial para cada obra; montando um esboço de criação, para reproduções idênticas posteriormente – ou inovações de alguma obra já existente.

Acho maravilhosa! Essa relação à preparação que ocorre entre os dois tempos (visível e invisível); onde o raciocínio indutivo conclui uma obra, com sua forma de estilo e normas totalmente particular no fabrico duma arte.

Compara-se essa fase aí, da seguinte forma: _ O artista está estagiando-se para realizar uma obra; porém; ainda se sente insegura como quem está numa casa escura... para que tenha em mãos o tratado da esperada obra de ciências ou artes.

A energia indutiva é essencialmente indispensável a todos os gêneros de artes; visto que seu espaço não poderá ser preenchido por nenhuma outra coisa... _ os estudos e experiências de vida têm um grande poder de participação na vocação do artista; mas, está só funciona como coadjuvantes numa junção espetacular.

Os estudos e experiências de vida são materiais preciosos; mas eles só se transformarão em obras científicas ou artísticas, se a energia indutiva operar no raciocínio do indivíduo com novos conceitos de inventos ou inovações...

A fonte mãe é que estagiam os obreiros na casa escura para cada obra a se realizar; tendo em suas mãos os tratados fornecidos aos procuradores; que leem pelas inspirações até serem os significados. Uma vez consumido os pormenores, conclui-se no artista a intenção da fonte.

Os procuradores dessa preciosa fonte sabem perfeitamente do que estou falando! E quanto aos leigos – espero que venha compreender a intenção de cada texto... que já é o bastante para usufruir um pouco da essência da expressão escrita e posteriormente observarão: rastros e lustros surrealistas estampados em todos os gêneros de obras de arte. Aquele que discernir o significado deste volume terá olhos mais abertos para observar os mistérios artísticos e talvez muitos descobrissem que sua sensibilidade tem tudo em haver com a matéria destes tratados.

Categorias: Biblioteca E Ciência Da Informação, Belas Artes, Autoria, Literatura Nacional, Linguagem Artística E Disciplinas, Artes
Palavras-chave: cabralveríssimo, cienciasdasartes, literaturanacional, monografia, tratadodosurrealismo

Características

Cover_front_perspective
Número de páginas: 88

Edição: 1(2006)

Sobre o autor

Mini
CABRAL VERÍSSIMO

José Vieira Cabral Nasceu no dia 25 de agosto de 1.960 em Xambrê, Paraná, viveu ali até os seus oito anos de idade e depois os seus pais se mudaram para Maringá no mesmo Estado. E aos 19 anos mudou-se para São Caetano do Sul, Região do Grande ABC, São Paulo, onde permanece até o presente momento. O Autor/produtor foi comerciante a maior parte de sua vida, mas também trabalhou como empregado em algumas Empresas: Foi Administrativo e Encarregado de obras Civis, tendo como formação (Mestria em Construção Civil) e, mais de 100 Cursos de diversas áreas. Como Escritor e pesquisador escreveu diversas Obras Literárias e Didáticas. E também é fundador da Livraria e Editora Virtual Cabral Veríssimo (seu nome artístico). O seu Site:(ciacabralverissimo.loja2.com.br), CNPJ 17.698.240/0001-04; onde produz os seus Livros e Cursos online para a plataforma da > www.buzzero.com/autores/jose-cabral?a=jose-cabral


Mais publicações desse autor

Comentários - 0 comentário(s)


Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


Como funciona

Passo 1

Você publica seu livro online, gratuitamente.

Passo 2

Você diz quanto quer receber de direitos autorais.

Passo 3

Nós vendemos e você recebe o dinheiro por depósito direto na sua conta.

Serviços profissionais

Conheça nossos serviços

São vários serviços para auxiliá-lo em sua obra:

Depoimentos

"No Clube eu pude realizar meus sonhos! Pude dar vida a estórias guardadas apenas comigo! Durante meses eu busquei orçamentos em editoras e não encontrei um lugar onde eu tivesse condições de publicar os meus livros. Era tudo caro demais e eu já tinha muitos livros escritos e guardados. Seria im..."

Paula R. Cardoso Bruno

Formas de Pagamento (até 12x)

Segurança

Print


Clube de Autores Publicações S/A   CNPJ: 16.779.786/0001-27

Rua Otto Boehm, 48 Sala 08, América - Joinville/SC, CEP 89201-700