TUTANKAMON
OS TESOUROS DE SUA TUMBA
Categorias
Geografia E Historia, Turismo, África, Civilização, Egito
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 3064 vezes desde 13/08/2016
Versão
impressa
R$ 41,11
Valor total:
R$ 41,11
Versão
ebook
R$ 12,92
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 41,11
Este livro pode estar à venda na:
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Milhares de múmias já foram encontradas no Egito, mas a do faraó Tutankamon é a mais famosa por sua tumba ter sido encontrada repleta de tesouros. Essa descoberta permitiu aos arqueólogos terem uma idéia mais abrangente do modo de vida dos faraós no Antigo Egito. Este trabalho traz informações e imagens pouco conhecidas desses achados.

Características
ISBN 978-85-68339-00-8
Número de páginas 117
Edição 1 (2016)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Luis Alexandre Franco Gonçales

Luis Alexandre Franco Gonçales, pesquisa e fotografa monumentos históricos da Cidade do Rio de Janeiro desde a década de 1980. Atuou nas escavações arqueológicas da Floresta da Tijuca como técnico de arqueologia de 1980 a 1990. É autor dos livros Parque Nacional da Tijuca construções e ruínas históricas, A Lenda dos Fenícios na Pedra da Gávea, Tutankamon os tesouros de sua tumba, Parque Estadual da Pedra Branca construções e ruínas históricas, A Expedição Fawcett em busca da cidade perdida de Z, Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos - Um passado resgatado das águas, Crime no Arsenal de Guerra – O assassinato do Marechal Bittencourt em 1897, O Reflorestamento da Floresta da Tijuca e a Lenda do Tesouro do Major Archer e Jívaro - Caçadores de cabeças, A Arca de Noé e o Monte Ararat - revisitando o Gênesis, Capitão Pedro José Rufino e Bela Vista na Guerra da Tríplice Aliança. Tem inúmeros trabalhos publicados em PDF e dois cd-roms lançados no Rio de Janeiro com imagens do Rio Antigo e gravuras de Debret, seus trabalhos são usados por diversos pesquisadores e instituições tanto no Brasil como no exterior, como a University of New Mexico, para estudo sobre o Rio Antigo.

Comentários
0 comentários