Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
UMA REVOLUÇÃO QUÂNTICA
Consciência ou Matéria?
Categorias
Medicina, Psicologia, Filosofia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 7636 vezes desde 17/09/2011
Versão
impressa
R$ 43,11
Valor total:
R$ 43,11
Versão
ebook
R$ 11,84
Disponível em:
epub
Valor total:
R$ 43,11
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Certos cientistas acreditaram que somente a Neurologia, a Bioquímica cerebral e a Neurofisiologia têm elementos do conhecimento capazes de fundamentar a Física Quântica Ondulatória e fortalecê-la como uma ciência definitiva e autêntica da objetividade cósmica, fundamentando inclusive a Mente-Consciência observadora do homem.

Acharam que o assim dito funcionamento do cérebro ajudaria a entender o que vem a ser o pensamento, o que é a consciência em si, a mente. Este conjunto ou “organon” no começo do século XX teriam ajudado os cientistas a descobrir os tesouros da física quântica. Entrementes, não parece que esses buscadores acertaram em cheio.

A todo momento, os físicos quânticos apresentado na obra, indo muito além da matéria, além da mera objetividade pretensamente material, reconhecem a inseparabilidade entre o sujeito e o objeto, e a condição UMA primordial.

Ou seja, a Unicidade de tudo. Os mestres da física quântica enfatizam e louvam, como raramente podia se ver via, a importância do pensamento cerebral, e inclusive da intencionalidade, da observação ou observador e principalmente da Mente e da Consciência, e que espero sejam Verdadeiras, porque secundárias ou falsas mentes também existem.

Em nenhum tomo, livro, alfarrábio de filosofia e teologia ocidental, de todos os tempos, pode-se encontrar alguma explicação realmente esclarecedora e definitivamente convincente sobre a mente – e isso da parte dos filósofos e teólogos do mundo Ocidental – eles tiveram que apelar para os cientistas modernos da ciência biológica e da neurofisiológica.

Valeram-se também de um notável e sapientíssimo teólogo que falou muito bem e falou de tudo, mas nada disse a respeito do Reto Conhecimento, do qual alguns físicos da quântica ondulatória também carecem.

Nossos amigos biólogos e neurofisiologistas não levaram em conta que tudo o que chamamos de natureza organizada, de mundo organizado, de química orgânica e bioquímica, de fantásticas macromoléculas, peptídeos etc. etc., tudo isso era e é tão-somente obra ou fruto do Pensamento Primevo. Ou melhor dito, fruto de uma atividade pensante que não é igual à pretensa bioquímica cerebral trabalhando e informando. Tal atividade transcende e escapa

Nossos amigos se esqueceram também e principalmente da fantástica sabedoria dos taoístas, budistas, hinduístas, iogues, zenbudistas, lamaístas, xamãs, que têm muitas explicações boas, e respostas para quase tudo.E esqueceram também das conquistas do espiritualismo ocidental e das psicociências paranormais que com relação à mente mergulharam fundo, muito mais que um Freud, que desprezava o espiritualismo científico e a metapsíquica de seu tempo, coisa que Karl Jung, aliás, não fez. Foi mais atento e cuidadoso.

Eles se esqueceram porque de fato é extremamente difícil entender essas ciências da Mente Verdadeira e do Espírito, com muito mais de cinco mil anos de idade, sem levar em conta os enfoques mais recentes, que a ciência acadêmica não considera.

Preferiram apelar então para a biologia, bioquímica e neurofisiologia. Achando que elas ofereceriam uma resposta para os dilemas cognoscitivos e perceptuais da física quântica, e que acabaram não oferecendo.

É lamentável dizê-lo, mas as colocações e “provas” da neurofisiologia apresentadas na obra se conflitam por completo com as colocações da física quântico ondulatória, malgrado uma personagem do filme (Quem Somos nós, número 1 e 2), por arte dos diretores e idealizadores do filme, se encaixe muito bem nos dois enfoques, aparentemente conflitantes, conciliando tudo com inteligência.

As ciências biológicas insistem em se basearem na pretensa matéria organizada – que nunca ninguém criou nem organizou. Nem o Deus bíblico fez isso, nem o Acaso deificado da ciência . Por causa do pensamento ladino e da sutil estruturação pensante-pensada (cérebro), tal pretensa matéria organizada se apresenta tal e qual como tais ciências acham que seja.

As moléculas da química orgânica ou organizada e as macromoléculas da bioquímica ao se rearranjarem, por puro acaso, teriam originado as células, os milagrosos genes, os hormônios, os peptídeos, as proteínas, os aminoácidos, glicídios, lipídios e muitas lorotas mais, as quais tudo parecem resolver, mas não explicam nada.

A física quântico ondulatória, em seus estudos extremados da objetividade natural, sem o querer, caiu em cheio numa subjetividade e objetividade especiais, que com razão chamou Consciência, Mente, Espírito, SER.

Mas a biologia científica, a bioquímica e a neurofisiologia, ocupando um espaço que não lhes cabe, (pois elas são objetividade), que é a epistemologia ou modo correto de conhecer, , não ofereceram resposta alguma ao dilema do Reto Conhecimento e Saber Perfeito. Apenas apresentam suas complexíssimas estruturações e colocações, resultando em pretensas descobertas cerebrais que não nos levam a parte alguma. Deve-se salientar e gritar contra que o objeto (proteínas) jamais pode conhecer o objeto ou o cérebro proteico.

Acredito que este livro, principalmente [mais nove inéditos meus, a espera de editor], oferece uma preciosa contribuição a esse intrigante tema da física quântica ondulatória em si, e também aos profundamente interessados pelas verdades dessa notável disciplina. Sinto e Sei que é exatamente assim. Portanto, espero que façam bom proveito... Ernesto Bono .

Características
Número de páginas 296
Edição 1 (2011)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Ernesto Bono

Sou médico, formado pela UFRGS, em 1968. Sou escritor desde 1965, tendo 12 livros editados, 1 pela Civilização Brasileira, 1 pela Ed.Pallas, 4 pela Ed.Record, 1 Bonopel Edições, 1 pela Zenda Editora, 1 pela Zenda Editorial , 1 pela Fundação Educacional e Editorial Universalista, 1 pela Ed. Rígel e 3 pela Ed. Renascença. Possuo mais 25 livros inéditos, os quais gostaria muito que viessem a ser editados por esta Editora. Além dos livros possuo inúmeros artigos publicados por jornais de Porto Alegre,Rio de Janeiro, São Paulo, Brasilia e Curitiba.. Fui citado pela Revista Planeta, pelo Pasquim, 6º Sentido, Revista UFO. Participo há mais de 6 anos de programas radiofônicos na Rádio Pampa e Rádio Canoas. Compareci inumeras vezs em programas de TV.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 49,27
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 50,80
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 44,67
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 54,21
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 42,41
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 43,32
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 43,32
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 58,67
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 41,42
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 46,62
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 45,13
Ebook
R$ 11,84
Comentários
0 comentários