BRASIL & ARGENTINA
A POLÍTICA EXTERNA NO PERÍODO FIGUEIREDO (1979-1985)
Categorias
Geografia E Historia, Ciências Humanas E Sociais, Não Ficção
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 3950 vezes desde 05/01/2011
Versão
impressa
R$ 31,34
Valor total:
R$ 31,34
Valor total:
R$ 31,34
Sinopse

Tema fundamental para estudiosos e interessados em Política Externa do período militar brasileiro, este livro trata das relações entre Brasil e Argentina durante o governo de João Figueiredo (1979 – 1985), que ao longo do último século foram sempre pautadas por desconfianças mútuas, ingerência de interesses externos e a falta de comprometimento dos Estados enquanto geradores e administradores de políticas de integração. O final dos anos 70 assinala um momento de inflexão nesta conduta, onde os países capitalistas centrais – em especial os Estados Unidos – objetivam reconquistar o terreno perdido na década anterior. Isso refletiu-se imediatamente nos países periféricos, como foi o caso de Brasil e Argentina, somando-se aos problemas reais de inserção internacional e a pressão interna pelo qual passava seus regimes militares. O contencioso envolvendo a construção das hidroelétricas de Itaipu e Corpus foi durante anos um entrave a qualquer possibilidade de aproximação entre os países, representando uma primeira etapa a ser superada na busca de uma integração necessária à conjuntura que estava posta. A obtenção de um acordo, já no primeiro ano do governo Figueiredo, foi um marco fundamental para uma segunda etapa - a de diálogo - que foi construída por uma cooperação até então sem precedentes entre Brasil e Argentina, formalizada através de acordos econômicos, políticos, tecnológicos e militares. O último ano de governo militar no Brasil representa um terceiro período neste processo à medida que é condicionado pela redemocratização argentina no final de 1983 e, portanto, pauta-se pela diferenciação dos regimes políticos. A proposta deste livro é explorar este período de seis anos (1979 – 1985) apontando esquematicamente os três momentos que o compõem - aproximação, cooperação e assimetria - e de que forma, no contexto das relações bilaterais, eles são conduzidos através de políticas forjadas por necessidades imediatas.

Características
Número de páginas 89
Edição 1 (2010)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Comentários
0 comentários