COMENTÁRIO EXPOSITIVO DOS LIVROS: JONAS, OBADIAS E AGEU
Categorias
Religião, Teologia, Vida Cristã
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 206 vezes desde 16/02/2020
Versão
impressa
R$ 43,47
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 43,47
Versão
ebook
R$ 14,42
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 43,47
Este livro pode estar à venda na:
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Os 107 versículos contidos nesses três livros sacratíssimos trazem ao leitor uma bênção muito especial, porque cada um deles contém uma inspiração divina. E traz para o irmão leitor, amante da palavra de Deus, uma revelação especial. No livro de Jonas, o autor Adiclecio Dias traz de forma concisa um comentário expositivo verso a verso, onde ele demonstra o quanto Deus é bondoso, misericordioso e amoroso. Quando Deus viu que os moradores de Nínive demonstraram arrependimento e buscaram a sua face através de jejum, oração e pano de saco, isso demonstrou um ato de humilhação de extrema dor e arrependimento. Deus não fez mais aquilo que havia determinado, ou seja, destruir aquele povo, pois percebeu, através de seu Dom, a onisciência e, portanto, sondou os corações e viu que ali ocorreram mudanças quanto ao estado e estilo de vida. Deus então poupou aquela nação a qual era composta de 120 mil homens sem contar as mulheres, crianças e idosos e isso, todavia, prova o amor que ele tem ao homem pecador. Deus é um Deus bondoso e decidiu poupar aquela nação de acordo com a mesma misericórdia que ele demonstra para comigo e para com todos aqueles que o buscam. Deus relaciona com o homem na forma bilateralmente, ou seja: quando o homem se arrepende de seu mau caminho, ele, como um Deus bondoso, automaticamente suspende o castigo e aplica a sua misericórdia.

Nos livros de Ageu e Obadias, escrito pelo nosso querido irmão Carlos Ferraz, um homem piedoso e amante das Santas Escrituras, mestre em ciências das religiões, trazem uma leitura concisa e agradável ao leitor. Ageu - ante a imensa dificuldade que provavelmente haveria para que o povo se reerguesse em meio à opressão dos próprios povos que, certamente, os viam como ameaças. Isso, todavia, faria com que o povo logo desistisse de reconstruir a casa do Senhor, embora eles tivessem iniciado a obra. Apesar de todas as prováveis dificuldades, o Senhor revelou que se tratava de uma questão de prioridade, uma vez que as casas e moradias já estavam completas, porquanto faltava construir o templo.

Devido a isso, a mão do Senhor pesava sobre o povo e, nem assim, eles acordavam e visualizavam os seus erros. Assim, o Senhor levantou o profeta para levar a mensagem de que não adiantaria o povo se esforçar para reconstruir suas vidas, uma vez que eles haviam esquecidos do Senhor. No entanto, no segundo momento, quando o povo ouviu o profeta, aceitou a mensagem e o obedeceu. Além de abençoar todos os povos, o Senhor os encorajou para seguir, a fim de terminar a obra. Desse modo, Deus afirmou que a sua aliança permaneceria e que os abençoaria a partir de suas respectivas obediências quanto aos seus erros cometidos no passado. Diante disso, o Senhor demonstrou a sua misericórdia e o seu desejo de ser honrado e reconhecido pela sua obra em meio ao seu povo, ou seja, o desejo de ser conhecido como o glorioso Deus de Israel.

Obadias - A mensagem de Obadias foi definitiva e certa: o reino de Edom seria destruído completamente. Edom foi arrogante, alegrando-se pelos infortúnios de Israel. Portanto quando os exércitos inimigos atacaram Israel e os israelitas pediram ajuda, os edomitas se recusaram e escolheram lutar contra eles, não por eles. Esses pecados de orgulho não podiam mais ser ignorados. O desfecho do livro se dá com a promessa de realização e libertação de Sião nos últimos dias, quando a terra foi restaurada ao povo de Deus durante o Seu governo sobre eles.

Deus age em nosso favor se nós permanecermos fiéis a Ele. Ao contrário de Edom, devemos estar dispostos a ajudar outras pessoas em momentos de necessidade. Orgulho é pecado. Devemos nos orgulhar apenas em Jesus Cristo e no que Ele fez por nós e em nada mais. Os profetas, inspirados por Deus, olharam para o futuro, mas também para os seus próprios dias. Eles denunciaram os pecados do povo quando eles se desviavam dos caminhos do Senhor. Os profetas nos mostram que o povo de Israel (e nós também!) precisava se arrepender de seus pecados para, finalmente, serem aceitos por Deus. Portanto, estudar os profetas menores é um dever dos cristãos que desejam ter sua vida alinhada à vontade de Deus no que tange a vida pessoal e práticas

Características
ISBN 978-85-599-0195-5
Número de páginas 95
Edição 1 (2020)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura
Tipo de papel Polen

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor
Adiclecio Dias

Adiclecio Ferreira Dias, casado com Carla Dias, é vice presidente da Missão Batista em Novo Porto Canoa Serra, Espírito Santo. Graduado em história pelo Centro Universitário Uninter, Bacharel em Teologia pela Fabra, especialista em ensino religioso pela mesma faculdade. É autor dos livros Guia de estudo para concílio pastoral, Teologia da Prosperidade: uma abordagem a luz da bíblia, Deus segundo as escrituras, A ascensão da maçonaria, Dízimos: devemos praticá-lo, A vida de José, o escravo que tornou-se governador do Egito e Moisés, um homem de intimidade com Deus. Já publicou três artigos na revista científica núcleo do conhecimento e dez artigos na revista Ultimato.

Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 37,56
Ebook
R$ 14,42
Impresso
R$ 40,08
Ebook
R$ 19,80
Impresso
R$ 57,94
Ebook
R$ 29,49
Impresso
R$ 43,36
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 44,75
Ebook
R$ 20,88
Impresso
R$ 38,07
Ebook
R$ 17,65
Impresso
R$ 31,95
Ebook
R$ 14,64
Impresso
R$ 35,26
Ebook
R$ 18,73
Impresso
R$ 36,46
Ebook
R$ 18,79
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários