Desvendando Aldeia (Camaragibe-PE)
dinâmica de urbanização e realidade social
Categorias
Ciências Humanas E Sociais, Geografia E Historia, Geografia Humana
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 1057 vezes desde 19/10/2016
Versão
impressa
R$ 44,57
Valor total:
R$ 44,57
Versão
ebook
R$ 17,08
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 44,57
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

As franjas urbana-rural como área de crescimento das cidades precisam ser observadas de formas diferenciadas e não apenas como área de preservação ambiental ou território rural em transformação que pouco a pouco vai se urbanizando. Nestas áreas encontram-se fenômenos sociais importantes como a pobreza, a violência e os problemas tipicamente urbanos que aliados às transformações de uso da terra vão modificando a estrutura do lugar. Além disso, a exploração da terra para fins habitacionais destinados à classe média acaba por promover mudanças tanto na estrutura de uso da terra quanto nas ocupações profissionais. Em Aldeia, entre os anos 1970 e 2000, são verificadas transformações que mudaram em muito a face localidade, o modo de uso da terra e as características da população local. A fixação da classe média em Aldeia gerou uma série de demandas, tais como mão-de-obra para manutenção de seus empreendimentos, instalação de equipamentos comerciais e promoção de melhorias de infra-estrutura de serviços. Este movimento provocou a atração de uma massa de trabalhadores em busca das oportunidades que os novos empreendimentos habitacionais, comerciais e de serviços passaram a ofertar. Desta forma, cresceu a periferia pobre de Aldeia em função dos novos postos de trabalho que foram sendo oferecidos pela localidade e este crescimento foi alimentado por uma massa de trabalhadores vindo da Zona da Mata, Agreste e RMR. Este contingente de trabalhadores foi aos poucos ocupando as oportunidades de trabalho nos condomínios da localidade. Aldeia aparece, portanto, como um importante espaço de oportunidades para a RMR absorvendo não só trabalhadores locais como atraindo uma massa considerável de trabalhadores da RMR e mesmo de fora dela.

O autor é doutor em geografia pela Universidade Federal de Pernambuco e professor assistente na Universidade Estadual do Maranhão.

Características
Número de páginas 140
Edição 1 (2015)
Formato A4 (210x297)
Acabamento Brochura s/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor
Ailson Barbosa da Silva

É Doutor em geografia pela UFPE e professor da Universidade Estadual de Pernambuco.

Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários