Fórum Gaúcho de Saúde Mental e “bipolaridade”
nada de nós sem nós!
Código do livro: 388633
Categorias
Saúde Mental, Psicoterapia, Memórias Pessoais, Psicologia, Biografia e Testemunho, Biografia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 84 vezes desde 01/08/2021
Versão
impressa
R$ 43,25
Valor total:
R$ 43,25
Versão
ebook
R$ 31,64
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 43,25
Este livro pode estar à venda na:
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Impossível iniciar esta escrita sem manifestar a honra de ter sido convidado para produzir o prefácio desta produção literária e de ter a oportunidade de lê-la em primeira mão. Roque Junior, escritor, poeta, amigo, companheiro de militância no Fórum Gaúcho de Saúde Mental, casado com Martha Santos, tio, nos convoca, em sua obra, a apreciar e sentir o estado “bipoliterário”, como descreve em um dos trechos do livro.

Forjado a ferro e fogo no movimento estudantil, Roque Junior compartilha conosco um pouco de sua história de vida e de militância, hoje nos movimentos que lutam por melhorias e garantias de direitos humanos para a Saúde Mental. O autor escreve sobre sua trajetória e contribuições nesse campo como integrante do Fórum Gaúcho de Saúde Mental, movimento social que completou seus 30 anos em 2021, assim como nos grupos de ajuda e suporte mútuos e, também, como representante do estado do Rio Grande do Sul na Rede Nacional Internúcleos da Luta Antimanicomial - RENILA. Sem perder a ternura, nos presenteia com aspectos de seu cotidiano, sua experiência e gratificação como escritor e na vida com sua companheira. Convida outros poetas e escritores a estarem compondo a teia sensível que é tecida neste livro.

Com um estilo singular de escrita, nos provoca a pensar sobre questões como a medicalização da vida e os usos (para o bem e para o mal) de diagnósticos psiquiátricos, questões muitas vezes tomadas como naturalizadas e banalizadas no campo da Saúde Mental. Coloca em questão o “problema” da bipolaridade, ao mesmo tempo em que enfatiza a questão da normose, que insiste em tachar e colonizar o pensamento e os nossos corpos, e o quanto percebe a sua potência literária como algo que poucas pessoas possuem, até mesmo aquelas consideradas “normais” pelo autor.

Em alguns trechos, ao fim do livro, problematiza a catástrofe humanitária que vivemos com a pandemia de COVID-19 e as implicações no mundo e no Brasil, com destaque aos efeitos na Saúde Mental da coletividade e à má condução do enfrentamento à pandemia pelo Estado brasileiro. Tal temática também é abordada nos trechos que relatam a denúncia do Fórum Gaúcho de Saúde Mental sobre os surtos de COVID-19 nos hospitais psiquiátricos do estado do Rio Grande do Sul, que evidenciaram a política vigente, na qual algumas vidas são menos importantes que outras e as pessoas institucionalizadas nos manicômios são consideradas, pelo Estado brasileiro, vidas matáveis.

Em tempos de inúmeros retrocessos nas políticas públicas em geral e nas políticas de Saúde Mental que vivemos recentemente no país, Roque Junior não abre mão daquilo que nos é direito; não basta somente não retrocedermos, é preciso avançar por uma sociedade sem manicômios, não somente o físico, mas em todas as suas formas, seja na relação hierárquica entre profissionais e usuários ou nas Comunidades Terapêuticas, que recebem inúmeras, frequentes e sucessivas denúncias de violações de direitos humanos no Brasil todo. Roque expressa, em seus escritos, os avanços e as conquistas da Reforma Psiquiátrica Brasileira em si mesmo e em todos nós, como sociedade. Enfatiza que saúde e educação não são e não podem ser mercadorias.

Ao abordar temas difíceis e sensíveis, ou temas cotidianos de sua vida (e igualmente sensíveis) a escrita de Roque Junior nos dá esperanças. São preciosas pílulas de afeto, luta e sensibilidade com as quais o autor nos presenteia, como quando aponta pistas que indicam que um outro mundo possível não será simplesmente descoberto, e sim construído. A importância do cuidado humanizado e o avanço da Reforma Psiquiátrica é um desses caminhos. É preciso avançar, nos escreve Roque Junior, para transformar a realidade. E são os usuários da Saúde Mental que o autor aponta como um dos principais modificadores de realidades. Que assim seja, Roque, e que a escrita e leitura deste livro contribuam como ferramentas desse desejo.

Sinopse por Rafael Wolski de Oliveira

Características
ISBN 9786500271287
Número de páginas 104
Edição 1 (2021)
Formato Pocket (105x148)
Acabamento Brochura s/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor
Roque JR

Roque JR publica obras desde 2000, mais de 55 livros publicados, destaca em seus textos a "bipolaridade", Saúde Mental, Luta Antimanicomial, Exército Brasileiro, seu casamento com Martha Santos, entre outros temas. Conheça mais detalhes no www.RoqueJR.com.br tendo 23 e-livros grátis em PDF. Desde seus 10, 12 anos de idade escrevia cartas, ao ingressar na Faculdade de História(UCS) confirmou a importância de guardar os “documentos históricos”.

Trocou o curso de graduação para Sociologia, atualmente está com as duas matrículas trancadas(História e Sociologia), ambas com mais de metade cursadas.

Trabalhou como repórter fotográfico por mais de duas décadas em diversos meios de comunicação, entre eles, com imagens(e textos) publicadas no Zero Hora, Correio do Povo, Pioneiro e de outros municípios, em especial vários jornais(já extintos) e a Rádio Miriam de Farroupilha-RS, onde, por algum tempo foi o produtor executivo.

Fotografia de sua autoria, publicada em julho de 2007, capa inteira(em A3) do jornal A Classe Operária que circulou o Brasil e exterior. Entre outras áreas da fotografia.

Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários