Guia para Ativistas, humanitários e voluntários
Categorias
Trabalho Social, Desastres & Socorro, Arbitragem, Negociação, Mediação, Direito, Ciências Humanas E Sociais
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 21 vezes desde 16/09/2020
Versão
impressa
R$ 97,79
Valor total:
R$ 97,79
Versão
ebook
R$ 11,84
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 97,79
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Cada dia cresce a necessidade de contar com profissionais, voluntários, ativistas e toda e qualquer pessoa que se disponha para atender as demandas provocadas pelos eventos naturais, guerras, revoltas e outras crises sociais que afetam a vida de milhões de pessoas ao redor do mundo. Essa realidade há exigido que as pessoas possuam certo tipo de conhecimento para complementar a eficiência e a eficácia da boa vontade que demonstram ao prestar seus serviços nos momentos crise.

De repente acontece uma situação de calamidade pública que faz você sentir o impulso de querer ajudar ou você decide trabalhar para uma organização não governamental ou você é uma pessoa que tem que fazer um estágio de fim de curso na forma de trabalho comunitário ou você aceitou um trabalho de uma empresa para prestar um serviço em alguma região carente do país.

Essas situações te colocam você frente a uma realidade onde o conhecimento sobre os mínimos necessários para manter a dignidade da pessoa, sobre os direitos inerentes a cada ser humano que está sendo negado e violado e a conduta ética que devemos ter para com as pessoas e o ambiente em que estamos insertados fará toda a diferença na qualidade do trabalho a ser feito.

Estar preparado para identificar e saber entender as necessidades é parte fundamental para entender a situação e a condição em que se encontram as pessoas em contextos de emergências e privações.

Quando se sabe a quantidade de água e de comida que satisfazem as necessidades mínimas diárias de uma pessoa é fácil entender uma queixa ou reclamação por insuficiência desses elementos e saber que direito está sendo negado e violado.

Saber qual é o espaço de distância mínimo que deve existir entre as pessoas quando situações de emergências obrigam acomodar-se coletivamente evitará a superlotação e os problemas decorrentes de abuso sexual, violações e brigas só para dar alguns exemplos.

Atualmente temos praticamente todo o relacionado com a atenção e assistência humanitária regulamentada de uma ou outra forma em leis, normas, resoluções, guias, acordos, protocolos, convenções, tratados e diretrizes.

Ao tempo que toda essa informação e conhecimento está sistematizada e é constantemente atualizado o interesse e o acesso da população em geral e dos estudantes de Ciências Sociais e Humanas em particular a tais informações é, por várias razoes, restrito.

Esse desconhecimento por parte da sociedade de toda a informação e normativas humanitárias disponíveis eu considero como uma forma de analfabetismo, mais precisamente, estamos diante de um analfabetismo humanitário.

Esse tipo de analfabetismo se revela sempre que situações de calamidades e catástrofes exigem das pessoas os conhecimentos básicos que são: Princípios Humanitários, Direitos Humanos, Direito Internacional Humanitário, deslocados internos e refugiados, Projeto Esfera, Carta Humanitária, Ação sem danos, Pacto Global, Corte Penal Internacional, Proteção de dados, Sanções e embargos, antiterrorismo e as terminologias que definem os significados de cada ação, de cada atividade e os conceitos de cada termo.

Para colaborar com a redução do analfabetismo humanitário e a inclusão de pessoas alfabetizadas no contexto do voluntarismo, da ajuda e da atenção humanitária em qualquer contexto as páginas seguintes trazem um resumo das informações acima mencionadas.

Uma complementação com informação sobre a normativa vigente é adicionada facilitando as pessoas interessadas aprofundar seus saberes e dessa forma estar em melhores condições de saber para apoiar, participar e exigir das organizações e autoridades competentes mais e maior compromisso com a dignidade humana em tempos de paz ou de guerra.

Características
Número de páginas 95
Edição 1 (2020)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Capa dura
Coloração Colorido
Tipo de papel Offset 75g
Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Comentários
0 comentários