Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Interseções
literaturas e humanidades
Categorias
Semiótica E Teoria, Livros E Leitura, Letras, Literatura Nacional, Literatura Estrangeira, Crítica Literária
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 603 vezes desde 01/02/2019
Versão
impressa
R$ 38,20
Valor total:
R$ 38,20
Valor total:
R$ 38,20
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

Este livro reúne artigos do CoREL, evento acontecido em Serra Talhada-PE. Nele, reunimos professores que mantinham algum tipo de proximidade com os estudos realizados em três grupos de estudos da UFRPE Serra Talhada: Literaturas e Cinemas: Confluências e Problematizações (sob coordenação do Prof. Dr. Jean Paul D’Antony), O Insólito na Literatura (sob coordenação do Prof. Me. Nefatalin Gonçalves Neto) e GEPEDE – Grupo de Estudos em Política, Educação e Ética (sob coordenação do Prof. Dr. José Antônio Feitosa Apolinário). A necessidade de estabelecer um diálogo mais frutífero entre os mencionados grupos, balizados a partir de uma diretriz interdisciplinar, concretizamos a proposta de realizar uma atividade de relevância que problematizasse questões não apenas literárias, mas propiciasse interlocuções críticas em um contexto humanístico mais abrangente. Essa ação não somente possibilitou uma indissociabilidade entre teoria e prática, mas sobretudo permitiu experimentar, durante os três dias do evento, vivencias próprias de uma comunidade investigativa.

Características
ISBN 978-85-9583-042-4
Número de páginas 254
Edição 1 (2019)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Organização de Jean Paul D’Antony, José Antonio F. Apolinário e Nefatalin Gonçalves Neto

A Todas as Musas surgiu no universo editorial on-line em Julho de 2009, com a publicação do primeiro número da sua revista acadêmica. Mantendo rigorosamente os seus níveis de qualidade e periodicidade, essa publicação chegou, em fevereiro de 2011, ao seu quarto número, tendo sido já avaliada pela CAPES como B2 (excelente qualificação para uma revista independente).

A partir de 2010, a revista começou a ser impressa e a editora iniciou seus trabalhos no sistema de impressão sob demanda.

Comentários
0 comentários