O AFILHADO DE IEMANJÁ E O CANDOMBLÉ

Por JOSÉ REZENDE MENDONÇA

Código do livro: 475673

Categorias

Fenômenos Inexplicáveis, Anjos E Guias Espirituais, Religião, Ficção e Romance, Corpo, Mente E Espírito

Compartilhe este livro
Esta página foi vista 665 vezes desde 19/08/2022
Versão
impressa
R$ 48,23
Coloração
Valor total:
R$ 48,23
Versão
ebook
R$ 27,01
Leia em Pensática
Valor total:
R$ 48,23
Este ebook também pode estar à venda na:

Sinopse

Toda cidade tem sua vida noturna. Vida esta, com suas adversidades, mas que leva ao mesmo caminho do prazer e lazer, para o bem ou para o mal. Neste livro algumas rotinas do povo deste lugar, principalmente dos pescadores, pois foram eles os primeiros habitantes que aqui chegaram, vindo da Costa do Sauipe, norte de Salvador por falta de pescado. As noitadas nos cabarés, nas casas de prostituições e botecos, se divertiam mantendo suas crenças e valores religiosos, que se confundiam com prazeres, para escapar da vida árdua do dia a dia. Uma parcela dos habitantes da zona sul da cidade, sendo a maioria de pescadores do alto mar e os simpatizantes, frequentavam os Terreiros de Candomblés, e assim realizar a comunhão dos seres humanos, com os deuses e seus ancestrais.

No decorrer da narrativa desta obra, surge o personagem Atanásio, um pescador/canoeiro, tipo caboclo, queimado do sol, cabeça chata de nordestino, conhecido por quase todos os moradores da zona sul da cidade.

Atanásio em busca de uma vida melhor, arrisca sua própria vida e se entrega de corpo e alma a rainha do mar, a quem ele chamava de madrinha.

Foi assim durante toda sua vida entre o trabalho noturno, a devoção e a sua família de sete filhos, até o dia da tragédia no mar. A tragédia lhe custou muito caro, deixando pasmos os moradores daquele lugar.

[Sua leitura não é aconselhável para menores de 14 anos]

Características

Número de páginas 67
Edição 1 (2022)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Tipo de papel Offset 75g
Idioma Português

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

JOSÉ REZENDE MENDONÇA

José Rezende Mendonça (1951) é natural do bairro do Pontal/Ilhéus/BA. Estudou na EMARC/CEPLAC/Uruçuca/BA, no período de 1969 a 1971, onde concluiu o curso de Técnico Agrícola. Em 03.01.1972, começou sua vida pública na Divisão de Geociências, no CEPEC.

Foi professor de 1975/1976, ministrando aula para alunos de Agrimensura da EMARC, nas disciplinas de Cartografia, Hidrologia e Aerofotogrametria. Ensinou também na UESC em 1989, para a primeira turma de Geografia.

Especializou-se em Aerofotogrametria e Cartografia (Fotos aéreas, imagens de Radar e Satélite), nos Serviços Aerofotogramétricos Cruzeiro do Sul/Rio de Janeiro. Participou de vários projetos técnicos científicos, com diversas publicações a nível nacional e internacional. Com destaque para o trabalho “45 Anos de Desmatamento do Extremo Sul da Bahia”, publicado e patrocinado, pelo Jardim Botânico de Nova Iorque, em 1994.

Criou o primeiro Museu de Solos (Macromonolitos) do Brasil, exposto permanentemente na GEOCIÊNCIAS/CEPEC/CEPLAC. Em 28.06.2015, foi condecorado com a Comenda de São Jorge de Ilhéus, pelo reconhecimento público municipal, pela sua importante contribuição para o desenvolvimento de Ilhéus.

LIVROS PUBLICADOS

# Em 1978 – Publicou o livro Povoados e Vilas do Sudeste da Bahia. Publicado na Gráfica Ceplac/Ilhéus, com 52 páginas.

# Em 2000 - Publicou o Livro Terra Avistada por Cabral – 500 Anos de Devastação da Mata Atlântica, com coautoria de Luiz Ferreira da Silva. Publicado pela Editora EDITUS/UESC/Ilhéus, com 27páginas.

# Em 2007 - Publicou o livro Pontal Ontem & Hoje sobre a história do bairro do Pontal. Publicado na Gráfica Jeff-Set/Itabuna, com 152 páginas.

# Em 2009 - Publicou o livro Pontal Ontem & Hoje em sua 2ª edição, ampliada e atualizada do livro. Publicado pela Gráfica Jeff-Set/Itabuna, com 209 páginas.

# Em 2014 - publicou o Livro – Pontal entre o Passado e Presente. Publicado na Gráfica Jeff-Set/Itabuna, com 391 páginas.

# Em 2015 - Publicou um livreto, sobre o Centenário da Paróquia São Batista. Publicado na Gráfica CEPLAC/Ilhéus Bahia, com 23 páginas.

# Em 2019 - Publicou em coautoria o livro – Foi Assim – “Memórias de 20 estudantes que passaram pela EMARC no período de 1969/1971”, em comemoração aos 50 anos de EMARC. Publicado pela Editora Via Literatum, com148 páginas

# Em 2021- Publicou o livro Memórias da Infância – “Lá vem o Bicho Papão”, publicado pela Editora Clube de Autores, com 99 páginas

# Em 2021- Publicou o livro Relatos Ambientais – “A Mata Atlântica e o Cacaueiro, Verdades & Mentiras”. Publicado pela Editora Clube de Autores, com 185 páginas.

# Em 2021 - Publicou o livro Na Beira do Cais – “Sucessos, Fracassos e Esperanças”. Publicado pela Editora Clube de Autores, com 335 páginas.

# Em 2022 – Publicou o livro Museu de Solos da Ceplac- “1º do Brasil em Macromonolitos”. Publicado pela Editora Clube de Autores, com 211 páginas.

# Em 2022 – Publicou o livro Netos-Pintando o Sete. Publicado pela Editora Clube de Autores, com 260 páginas.

# Em 2022 – Publicou o livro Rabiscos da Infância, com coautoria de Raphael Mendonça de Macêdo. Publicado pela Editora Clube de Autores, com 160 páginas.

# Em 2022 - Publicou o livro O Afilhado de Iemanjá e o Candomblé. Publicado pela Editora Clube de Autores, com 67 páginas.

# Atualmente é responsável pela divulgação nas Redes Sociais, da história de Ilhéus, em fotos antigas, documentos e mapas dos séculos: XVII, XVIII, XIX e XX

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 54,03
Ebook
R$ 27,01
Impresso
R$ 54,00
Ebook
R$ 27,01
Impresso
R$ 60,99
Ebook
R$ 43,96
Impresso
R$ 49,62
Ebook
R$ 27,01
Impresso
R$ 56,59
Ebook
R$ 27,01
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários