O Marido:

Se me traíres, te mato!

Por Breno Ferreira Da Silva

Código do livro: 564794

Categorias

Romance, Ficção Científica, Erótico, Literatura Nacional, Ficção e Romance, Ficção

Compartilhe este livro
Esta página foi vista 507 vezes desde 28/06/2023
Versão
ebook
R$ 32,66
Leia em Pensática
Valor total:
R$ 32,66
Este ebook também pode estar à venda na:

Sinopse

"— Se me traíres, te mato! E arranco esse teu pau para que fiques sem a única coisa que te faz homem, canalha!"

Floriano é surpreendido pelas ameaças de Maristela, após dizer que seria melhor os dois terminarem aquele caso de infidelidade. Ela questiona a ele se tem outra, e o ameaça de morte.

E muitas coisas nessa estranha relação, transmutaram-no em marido, e fizeram do esposo o amante.

"(...) tenho a indigesta impressão de que o marido sou eu, e ele o amante."

O mais intrigante é que nunca viu o outro, o marido. Não sabe como ele é, e isso o deixa com medo, pois pode ser qualquer um.

E, investigando as razões de Maristela, descobre que ele, é apenas um joguete no meio da insurreição matrimonial dela. Ela só o trai, porque ele também o faz.

"— Tu achas que tu és o meu único amante?" Com tais palavras, Maristela destrói Floriano.

E ele passa a viver perturbado com o fato, até ser visitado por um homem, no seu escritório de contabilidade.

Características

Número de páginas 6
Edição 1 (2022)
Idioma Português

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor

Breno Ferreira Da Silva

Nascido e criado em Tapiramutá, no interior da Bahia, Breno Ferreira Da Silva nasceu aos 11 de setembro de 2001. Completou o Ensino Médio em 2019, e segue escrevendo/publicando de forma independente.

Começou escrevendo poesias em 2017, quando tinha 16 anos, e publicou a primeira de suas obras em 2018, que tem por título Insígnia Poética.

Sua escrita sofreu inúmeras transformações conforme foi escrevendo mais e ganhando experiências. Partindo desde uma linha sentimental e politicamente inconformada para um negativismo literário e um realismo cruel. Seus contos revelam, como ele mesmo faz questão de frisar, "a desgraça do homem".

Seus escritos sofrem influência de vários autores que teve contato. Admirador de livros clássicos, econômicos e políticos, faz questão de realizar provocações e ironias ácidas em cada parágrafo de suas obras.

Para ele, a literatura significa um agente importante na transformação social. Não um meio de vida, como um emprego. Apesar das recompensas monetárias, cada escritor carrega o peso de uma geração e de sua época. Como foi com Machado de Assis, Aluísio de Azevedo, Bernardo Guimarães, Nelson Rodrigues e tantos outros.

Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários