Vol1 - Da Psicologia Jurídica à Psiquiatria Forense
Volume 1
Código do livro: 132790
Categorias
Ciências Humanas E Sociais, Direito, Medicina
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 4549 vezes desde 24/08/2012
Versão
impressa
R$ 198,66
Valor total:
R$ 198,66
Versão
ebook
R$ 105,91
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 198,66
Este livro pode estar à venda na:
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

O autor têm a satisfação de apresentar às classes médica e afins (médicos legistas, psiquiatras em geral, enfermeiros psiquiatras, psicólogos e assistentes sociais), jurídica (advogados, procuradores, juízes e desembargadores), universitária docente e discente (professores de Medicina Legal, Psiquiatria, Psicologia clínico-jurídica, Direito Penal e Direito Civil), graduandos e pós-graduados em todas as áreas direta e indiretamente relacionadas com a Juspsiquiatria.

A Psiquiatria Forense evoluiu tendo por fonte a Medicina Legal e como pré-requisito as ciências sociais e a psicologia clinico-jurídica, esta última cultivada pioneiramente pelo espanhol Emílio Mira Y López. No Brasil a sua verdadeira história nasce no momento em que, no Hospital Pedro II, Rio de Janeiro, alguns psiquiatras tendo à frente o colega e político J.C.Teixeira Brandão, conseguem criar o “Anexo Lombroso”, núcleo imperfeito mas necessário para a internação dos enfermos mentais deliquentes até então convivendo junto aos doentes psiquiátricos sem crime. Juliano Moreira, um dos incentivadores da especialidade, profetizou a tragédia que viria a acontecer em 1915, quando os psicopatas daquele anexo atearam fogo na instituição. Disso resultou a construção do Manicômio Judiciário do Rio de Janeiro, inaugurado em 1921, cujo diretor, Heitor Carrilho, natural do RN, constitui-se no ícone dessa união da Psiquiatria com o Direito, pelos seus trabalhos científicos inéditos e pela congregação de outros entusiastas que, a ele ombreados, levaram avante a Revista da instituição, conduzindo-a ao âmbito internacional em tiragens regulares, até 1954, quando Carrilho falece. Com ele praticamente feneceu a Psiquiatria Forense no Brasil, salvo algumas centelhas pontuais como Alves Garcia com seu livro de Psicopatologia Forense cuja última edição, de divulgação restrita, veio a lume em 1979. A necessidade de um ressurgimento, entretanto, parecia não ser percebida,e a denominação Psiquiatria Forense chegava mesmo a espantar a maioria dos profissionais da psiquiatria e da justiça, conhecedores apenas dos rudimentos da Medicina Legal. Enquanto isso, avolumavam-se os conflitos entre psiquiatras e juízes na questão das perícias. Nos dois tomos desta obra o leitor se inteirará do relato completo deste histórico e do vasto conteúdo científico da disciplina.

Características
ISBN 978-85-913942-0-3
Número de páginas 454
Edição 1 (2012)
Formato A4 (210x297)
Acabamento Brochura s/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor
Humberto Guimarães

HUMBERTO SOARES GUIMARAES, MÉDICO-PSIQUIATRA, ESCRITOR - MEMBRO DA ACADEMIA PIAUIENSE DE LETRAS, PROFESSOR APOSENTADO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUI.

NATURAL DE RIBEIRO GONÇALVES - PI, FORMOU-SE EM 1972 NA FACULDADE DE CIENCIAS MEDICAS DO PERNAMBUCO, RESIDE EM TERESINA-PI

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários