ARCANGELO
Categorias
Poesia, Literatura Nacional, Artes
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 495 vezes desde 30/07/2019
Versão
impressa
R$ 37,23
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 37,23
Valor total:
R$ 37,23
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

"A poesia de Arcangelo propõe-se como um trabalho delicado e sutil sobre a linguagem. Do leitor essa poesia exige tudo: que ele se disponha a ler, escrevendo. O leitor aqui não está sendo convidado para uma tranquila partilha de fáceis reconhecimentos, através da troca de suspiros cúmplices, de emoções ou risadas, de evocações. Ao contrário, é só com o seu próprio trabalho e por seu próprio esforço que ele pode entrar no jogo de Arcangelo. Aqui escrever/ler é uma operação meticulosa e filigranada; exercício, ao mesmo tempo, rigoroso e arbitrário de uma relação intranquila com a linguagem". Com estas palavras, o poeta, professor e crítico literário Italo Moriconi inicia a apresentação de Arcangelo, a coletânea poética de estreia de Jorge Lucio de Campos publicada originalmente em 1991 e agora relançada pela Clube de Autores.

Características
ISBN 978-65-804-4967-5
Número de páginas 83
Edição 1 (2019)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura
Tipo de papel Polen
Fale com o autor
Jorge Lucio de Campos

Nascido no Rio de Janeiro em 1958, Jorge Lucio de Campos graduou-se em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) onde também cursou o Mestrado (Estética) em Filosofia, o Doutorado e o Pós-Doutorado (História dos Sistemas de Pensamento) em Comunicação e Cultura. É Professor Associado do Programa de Pós-graduação (Mestrado e Doutorado) em Design da Escola Superior de Desenho Industrial (ESDI) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Como ensaísta, publicou os livros Do simbólico ao virtual: A representação do espaço em Panofsky e Francastel (Perspectiva/EdUERJ, 1990), A vertigem da maneira: Pintura e pós-vanguarda na década de 80 (Revan/FAPERJ, 2002) e A travessia difícil: Notas sobre o ético, o técnico e o estético na crise da modernidade (EdUERJ/FAPERJ, 2014). Como poeta, publicou as coletâneas Arcangelo (EdUERJ, 1991), Speculum (EdUERJ, 1993), Belveder (Diadorim/UNESA, 1994), A dor da linguagem (Sette Letras, 1996), À maneira negra (Sette Letras, 1997) e Prática do azul (Lumme, 2009).

Comentários
0 comentários