Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Financiamentos
para projetos de defesa
Categorias
Administração, Economia, Bancos E Bancários, Exportações E Importações, Política Comercial
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 2641 vezes desde 11/04/2015
Versão
impressa
R$ 32,66
Valor total:
R$ 32,66
Versão
ebook
R$ 12,92
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 32,66
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Financiamentos para projetos de defesa é uma disciplina não muito difundida, mas muito importante para as Forças Armadas. Nos últimos anos, grande parte dos projetos estratégicos empreendidos pela Marinha, Exército e Aeronáutica foram custeados por financiamentos.

Esse trabalho mostra, passo a passo, as motivações, vantagens e desvantagens desse tipo de empreitada, propiciando ao leitor o conhecimento necessário à formação de uma opinião particular e embasada a respeito do tema.

Características
Número de páginas 147
Edição 1 (2010)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Carlos Marques

Carlos A. Marques é Administrador, pós-graduado em Administração Financeira pela Fundação Getúlio Vargas e Mestre em Administração de Negócios pela University of Westminster – Londres – Reino Unido. Foi Coordenador do Curso de Administração da Faculdade Fortium (até Jun 2008) e Professor nos cursos de graduação e pós-graduação das disciplinas Administração Pública, Consultoria, Criação e Desenvolvimento de Novos Negócios, Negociação, Organização e Métodos e Planejamento Estratégico de Marketing.

Atua profissionalmente na área de Gestão de Contratos Internacionais, na representação do Governo Brasileiro e em apoio a empresas brasileiras, para estruturação financeira de projetos, negociação de contratos e acordos entre Governos, tendo realizado projetos junto a Governos e empresas na Inglaterra, França, Alemanha, Itália, Espanha, Israel, Estados Unidos, Canadá e Paquistão.

Comentários
0 comentários