O Ciclo da Madeira no Contestado
Um Retrato do Século XX
Categorias
Agropecuária, Economia, Geografia E Historia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 10183 vezes desde 05/01/2011
Versão
impressa
R$ 44,02
Valor total:
R$ 44,02
Valor total:
R$ 44,02
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

Decorridos 15 anos desde quando Nilson Thomé lançou o livro “Ciclo da Madeira” (1995) pensou-se numa reedição em 2010. Porém, desejando contemplar o estudo com um foco mais restrito à História Regional, considerando as inúmeras alterações no conteúdo inicial, o autor optou por apresentar uma obra nova, com a subtração de alguns capítulos (que foram integrados em outras publicações) e a adição de novos capítulos e muitas novas informações e ilustrações sobre a temática “madeira” em relação ao livro anterior que não existe mais disponibilizado ao público. Esta obra, “O Ciclo da Madeira no Contestado”, expõe o principal retrato histórico do Século XX especificamente na Região do Contestado, compreendendo o Vale do Rio do Peixe e o Planalto Norte de Santa Catarina, que foi a devastação desenfreada e descontrolada da Floresta da Araucária paralelamente ao desenvolvimento da indústria madeireira e seus derivados, concluindo com considerações sobre a substituição do pinheiro pelo pinus, e sobre preservação da mata nativa remanescente. Os destaques ficam para Canoinhas, para a colossal serraria da Lumber Company de Três Barras e Calmon, e para Caçador, município eleito como “Capital Brasileira da Madeira” na década de 1940.

Características
ISBN 978-85-63146-03-8
Número de páginas 318
Edição 1 (2010)
Formato A5 (148x210)
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Nilson Thomé

NILSON THOMÉ era natural de Caçador (1949). Historiador, Jornalista, Antropólogo e Professor. Doutor em Educação (História e Filosofia) pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (2006). Era Mestre em Educação (Gestão Institucional) pela UNICAMP e Universidade do Contestado (2001). Foi especialista em História do Brasil pela Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC (1995) e em Administração Escolar pela Escola Superior Aberta do Brasil – ESAB (2008). Licenciado em História pelo Centro Universitário Diocesano do Sudoeste do Paraná - UNICS (1991). Técnico em Magistério (Normalista) pelo Colégio Nossa Senhora Aparecida (1975). Obteve capacitação e aperfeiçoamento em Educação Superior a Distância em instituições do Brasil, dos EUA e da Espanha. Morreu aos 64 anos de idade com vasta experiência em jornalismo, museologia, arqueologia, antropologia e sociologia, projetos e pesquisas, e em administração universitária. Coordenou o Projeto Contestado para o Governo de Santa Catarina (1985-1987), foi Diretor de Planejamento da Fundação Catarinense de Cultura (1991-1992), Diretor da Indústria, Comércio e Turismo do Município de Caçador (1993-1996) e membro titular do Conselho Estadual de Cultura de Santa Catarina (1993-1996). Foi empresário na indústria gráfica e no jornalismo durante 30 anos. Editou jornais em Caçador, Videira, Joaçaba, Concórdia, Curitibanos e Porto União. Idealizador e fundador do Museu Histórico e Antropológico da Região do Contestado, de Caçador (1974). Diretor Administrativo da Fundação UnC-Caçador por 13 anos. Participante do movimento que introduziu e desenvolveu a Educação Superior em Caçador. Integrou a Universidade do Contestado desde sua constituição onde exerceu atividades de docência nas áreas de História, Metodologia, Antropologia, Sociologia e Geografia. Pesquisou temas de Educação, a História Municipal, a História Regional e a Guerra do Contestado desde 1970, tendo editado 33 livros e mais de cem outras obras, entre livretes, capítulos, participações em coletâneas e artigos científicos publicados em instituições brasileiras e do exterior. Conheceu todos os Estados do Brasil e realizou viagens de estudos aos Estados Unidos, México, Guatemala, Nicarágua, El Salvador, Belize, Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Chile, Paraguai, Uruguai, Argentina, Portugal, Espanha, Itália, Luxemburgo, Alemanha e França. Recebeu o título de Cidadão Honorário do Município de Fort Worth (Texas, EUA) em 1983, do Município de Fraiburgo (Santa Catarina) em 2005 e a comenda O Desbravador, do Município de Caçador, em 2007. Em 1987 recebeu a comenda Medalha Anita Garibaldi do Governo do Estado de Santa Catarina, pelo resgate da cultura do homem do Contestado. Em 2003, recebeu o Prêmio Destaque do Ano em História, conferido pela Academia Catarinense de Letras, pelo conjunto das suas obras sobre o Contestado. Integrou o corpo docente do Mestrado em Educação da Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC) de Lages (SC), onde foi líder do GT Histedbr-Serra Catarinense até seu falecimento. Site: http://nilsonthome.mtecomunicacao.com

Comentários
0 comentários