Raízes Caboclas
Identidade do Homem do Contestado
Categorias
Ciências Humanas E Sociais, Geografia E Historia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 5981 vezes desde 16/11/2011
Versão
impressa
R$ 43,69
Valor total:
R$ 43,69
Valor total:
R$ 43,69
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

Nesta obra, o historiador catarinense Nilson Thomé apresenta seu estudo de cunho histórico-antropológico sobre o homem regional, para caracterizar um pouco mais o “Caboclo Pardo”, o sertanejo habitante do espaço Livre do Contestado, terras disputadas até 1917 pelo Paraná e por Santa Catarina. O livro traduz a gama imensa de informações colhidas na região desde 1970, reforçadas por citações de diversos autores, na maioria de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul, pois que o “Homem do Contestado” só recentemente foi integrado à História de Santa Catarina e conhecido pelos catarinenses da Serra Abaixo. Este trabalho mostra as origens dos habitantes do Planalto Catarinense, nos setores meridional e setentrional, destaca suas diferenças pelas etnias e tradições, mostra a diversidade cultural, revela as ocupações do espaço pelos caminhos abertos, aborda as principais atividades econômicas primitivas e o tradicionalismo dos caboclos, eles que, em 1913, deram o grito de guerra no conflito do Contestado.

Características
ISBN 978-85-911141-5-3
Número de páginas 310
Edição 1 (2011)
Formato A5 (148x210)
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Nilson Thomé

NILSON THOMÉ era natural de Caçador (1949). Historiador, Jornalista, Antropólogo e Professor. Doutor em Educação (História e Filosofia) pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (2006). Era Mestre em Educação (Gestão Institucional) pela UNICAMP e Universidade do Contestado (2001). Foi especialista em História do Brasil pela Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC (1995) e em Administração Escolar pela Escola Superior Aberta do Brasil – ESAB (2008). Licenciado em História pelo Centro Universitário Diocesano do Sudoeste do Paraná - UNICS (1991). Técnico em Magistério (Normalista) pelo Colégio Nossa Senhora Aparecida (1975). Obteve capacitação e aperfeiçoamento em Educação Superior a Distância em instituições do Brasil, dos EUA e da Espanha. Morreu aos 64 anos de idade com vasta experiência em jornalismo, museologia, arqueologia, antropologia e sociologia, projetos e pesquisas, e em administração universitária. Coordenou o Projeto Contestado para o Governo de Santa Catarina (1985-1987), foi Diretor de Planejamento da Fundação Catarinense de Cultura (1991-1992), Diretor da Indústria, Comércio e Turismo do Município de Caçador (1993-1996) e membro titular do Conselho Estadual de Cultura de Santa Catarina (1993-1996). Foi empresário na indústria gráfica e no jornalismo durante 30 anos. Editou jornais em Caçador, Videira, Joaçaba, Concórdia, Curitibanos e Porto União. Idealizador e fundador do Museu Histórico e Antropológico da Região do Contestado, de Caçador (1974). Diretor Administrativo da Fundação UnC-Caçador por 13 anos. Participante do movimento que introduziu e desenvolveu a Educação Superior em Caçador. Integrou a Universidade do Contestado desde sua constituição onde exerceu atividades de docência nas áreas de História, Metodologia, Antropologia, Sociologia e Geografia. Pesquisou temas de Educação, a História Municipal, a História Regional e a Guerra do Contestado desde 1970, tendo editado 33 livros e mais de cem outras obras, entre livretes, capítulos, participações em coletâneas e artigos científicos publicados em instituições brasileiras e do exterior. Conheceu todos os Estados do Brasil e realizou viagens de estudos aos Estados Unidos, México, Guatemala, Nicarágua, El Salvador, Belize, Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Chile, Paraguai, Uruguai, Argentina, Portugal, Espanha, Itália, Luxemburgo, Alemanha e França. Recebeu o título de Cidadão Honorário do Município de Fort Worth (Texas, EUA) em 1983, do Município de Fraiburgo (Santa Catarina) em 2005 e a comenda O Desbravador, do Município de Caçador, em 2007. Em 1987 recebeu a comenda Medalha Anita Garibaldi do Governo do Estado de Santa Catarina, pelo resgate da cultura do homem do Contestado. Em 2003, recebeu o Prêmio Destaque do Ano em História, conferido pela Academia Catarinense de Letras, pelo conjunto das suas obras sobre o Contestado. Integrou o corpo docente do Mestrado em Educação da Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC) de Lages (SC), onde foi líder do GT Histedbr-Serra Catarinense até seu falecimento. Site: http://nilsonthome.mtecomunicacao.com

Comentários
1 comentários
Mário Serafin
Terça | 22.11.2011 às 12h11
O autor, Nilson Thomé, historiador e um ícone de nossa época em pesquisa e educação. Reconhecer Thomé como um destaque catarinense não é nenhum exagero. Apesar de viver no interior, está no centro do maior acontecimento do Estado, A Guerra do Contetado. A obra, também relata e registra os acontecimentos no Estado de Santa Catarina. Recomendo! Mário Serafin - Jornalista