Os Três Agentes Caras de pau. Volume II
Todo mal nasce na mente do homem
Categorias
Direito, Não Ficção, Direito Penal, Direitos Civis, ética
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 5917 vezes desde 02/03/2015
Versão
impressa
R$ 69,46
Valor total:
R$ 69,46
Valor total:
R$ 69,46
Sinopse

“Em qualquer circunstância de uma ação penal os julgadores nunca, entenda-se bem nunca podem deixar que suas emoções venham a controlar a razão!”

“ O que define a um ser humano não é o que ele é por dentro e se o que faz, o que somos nunca muda, mas quem somos sempre está mudando e por isso a justiça não é e nunca poderá ser vingança nem mesmo para quem foi injustiçado!”.

O ser humano tal como a história o evidencia está sujeito ao cometimento de erros com seus semelhantes posto que forma parte dele a imperfeição e se a ética é reflexiva por estar constituída por regras e princípios sociais que definem a conduta do que é certo e do que é errado teríamos então que a moral é prática e formada por valores e princípios pessoais que podem afetar o que socialmente é certo ou errado, conceitos totalmente inter-relacionados.

Nos tempos modernos, hoje podemos presenciar fatos acontecidos nas sombras não apenas no Brasil, mas também em muitos outros países sendo que em nosso caso a ação penal 470 que vem sendo desenvolvida no Tribunal Superior Federal evidencia a fragilidade do ser humano que voltado apenas para seus interesses pessoais sacrifica o bem estar social para sua egoísta satisfação. Aquelas três perguntas postuladas por Mario Sergio Cortella, ou seja, quero, devo e posso foram respondidas por esses políticos e empresários infratores, mas numa visão única e egoísta e por haver quebrado valores fundamentais como a ética e a moral cometeram ilícitos nojentos pelos quais hoje são processados pela justiça brasileira.

As atitudes anotadas no parágrafo acima envolvem não apenas a ética e moral, mas também o desenvolvimento humano e a responsabilidade social que deve ser entendida como a obrigação do negócio e do profissional além do exigido pelas leis e pela economia, na busca de objetivos que a longo prazo também sejam benéficos aos indivíduos e principalmente à sociedade.

Tornasse mais do que necessário parar com tanta hipocrisia, manipulação e enganação do povo, é evidente hoje que sobre direitos civis o Brasil não pagou a nota promissória. Em lugar de honrar essa obrigação consagrada da Constituição, o Brasil deu ao povo menos favorecido um cheque que voltou marcado "sem fundos”.

Mas nos recusamos a acreditar que o Banco da Justiça Brasileira esteja falido. Recusamo-nos a acreditar que não haja fundos suficientes nos grandes depósitos desta grande nação. Por isso voltamos através deste trabalho para cobrar este cheque - um cheque que garanta o pedido do respeito dos direitos, da liberdade, da decência, da segurança e da justiça.

Não, o povo brasileiro não está satisfeito e só ficara satisfeito quando no Brasil a justiça rolar como água e a retidão dos Agentes Públicos e Funcionários do Poder Judiciário do Estado correr transparente como um rio poderoso.

Dá uma pena que chega a doer que num grandioso país como o Brasil, a falsidade e hipocrisia estejam tão enraizadas que venham a ser veneradas e transformadas em rainhas, encontrando-se impregnadas nos Agentes Públicos e Funcionários dos seus poderes legalmente constituídos. Para essa índole de pessoas o uso de mentiras e maracutaias de todo tipo se encontram tão arraigadas no íntimo de seu ser, que passam a ser consideradas normais recebendo confirmações de seus atos, elogios e medalhas de seus pares, só que colocadas nos peitos errados. Enquanto isso aquelas otras pessoas boas que são a maioria, dignas, honradas, íntegras e trabalhadoras que acreditam cegamente na ética, na moral, na devoção pela verdade, na retidão profissional, no respeito pelas leis, pelo direito e pela justiça de todos e cada um dos Agentes Públicos e dos Funcionários dos Poderes constitucionais da nação bem como dos meios de comunicação, mas todo na passa de utopia já que continuam sendo enganadas impunemente e manipuladas sofrendo tanto tanto que desprotegidas e jogadas à deriva chegam a comer o pão que diabo amassou como consequência dos abusos e atropelos sofridos cotidianamente!.

O que com oportunidade nos leva a citar as palavras de Martin Luther King o maior defensor dos direitos civis neste século, nos Estados Unidos de América:

“O que mais preocupa não é o grito do violento, nem a maldade dissimulada do corrupto, não é o sorriso sarcástico do desonesto, nem a falta de escrúpulo do sem caráter e não é a hipocrisia do sem ética. O que mais preocupa é o silêncio do justo e o conformismo do bom!”

Só não enxerga quem não quer, sendo dolorosa e triste a realidade quando constatamos que durante todo o tempo em que a ação penal a que fomos submetidos e que transitou no Poder Judiciário cearense, chutar um homem caído sempre foram as atitudes normais praticadas pelos Agentes Públicos e Funcionários do Poder Judiciário bem como por aqueles farsantes que se denominam de jornalistas apenas por se encontrar vinculados a empresas de meios de comunicação e de informação, todos eles “profissionais” cujo único compromisso sempre foi e continua sendo o incentivo e prática do crime de ódio, da trapaçaria, da falsidade de seus próprios e mesquinhos interesses.

“Hipócritas de carteirinha”

Características
Número de páginas 152
Edição 1 (2015)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Marco Antonio Heredia Viveros

Professor universitário, formado em economia e administração com pós-graduação na USP.

Consultor autônomo de organizações. Professor Universitário e autor de vários livros acadêmicos e romances. Inclusive com livros publicados neste site por nomes: " A verdade não contada no caso Maria da Penha" ," Extermínio de Homens - A verdade como ela é", "Vidas Sombrias", "Acorda Brasil - o gigante com medo", "Introdução ao Processo Administrativo", "Fundamentos do Pensamento Administrativo", "Administração Estratégica Básica" e "A Voz - nem tudo o que é parece", Introducción al Proceso Administrativo, a Prostituta das Provas, Hipocrisía, Crime sem castigo, Os três Agentes caras de pau Vol.I e II, América Latina-Corrupción, impunidad, miséria y pobreza, A vida de Mentiras de Maria da Penha Maia Fernandes, Fala Sério!, A VOZ edição ampliada, América Latina corrupção, impunidade, miséria e pobreza, assim como outros livros acadêmicos já publicados em português e em espanhol. Último livro lançado em 2019.

Comentários
1 comentários
ulisses sebrian
Segunda | 02.03.2015 às 17h03
Olá! Parabéns pelo livro e sucesso. Divulguei em meu Twitter para todos saber de sua obra. Também marquei com 5 estrelas e divulguei no Face book e no Recomendo . Sou escritor e meus livros estão nesse site. https://www.clubedeautores.com.br/authors/19459 Meu blog. http://truquedevida.blogspot.com.br/ Meu twitter https://twitter.com/ulissessebrian Se possível entre como seguidor em meu blog e no twitter. Obrigado Felicidades e sucesso.