Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Sermões de Ser Mãe
Categorias
Ciências Humanas E Sociais, Desenvolvimento Humano, Psicologia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 6667 vezes desde 21/08/2013
Versão
impressa
R$ 40,34
Valor total:
R$ 40,34
Valor total:
R$ 40,34
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

“O mundo da maternidade era-me totalmente alheio. Não havia vivido a experiência das enormes famílias de antigamente, em que os filhos mais velhos cuidam dos menores (ou, ainda que não cuidem, convivem diariamente com os caçulas) e, portanto, têm uma ideia bem concreta sobre o que esperar de um bebê. Quando meu único irmão nasceu, eu tinha três anos, pouco mais que um bebê eu mesma. Meus primos mais velhos tinham filhos, mas eu os via ocasionalmente, e por poucas horas. Sabia, portanto, muito pouco sobre bebês, mas tinha ideias bem firmes sobre como eu achava que uma mãe devia ser, e quais as suas responsabilidades perante o filho.”

Como cada cultura, cada sociedade, cada grupo impõe diferentes expectativas e diferentes responsabilidades sobre as mães, as dificuldades que elas enfrentam para exercer seu papel são também diversas, mudam de um lugar a outro, de uma época a outra, de uma classe social a outra. O comportamento materno tem um forte componente cultural. Por mais que exista o instinto de preservar a cria, isso pode ser feito de muitas formas diferentes. Afinal, se, para a biologia, o que importa é que o filhote atinja a maturidade, e seja saudável e capaz de procriar, isso pode ser atingido de várias formas. Assim, cada sociedade institui a sua maneira de manejar os bebês. Um modo adequado à rotina daquela sociedade e que transforme o bebê num adulto capaz de exercer seus papéis naquele grupo.

Como deve ser uma mãe, afinal? Este livro narra em que minhas ideias preconcebidas diferiram da experiência real em vários aspectos da vida ligados à maternidade. O nascimento de um filho, especialmente do primeiro filho, não é um acontecimento ou evento pontual na vida dos pais. Trata-se de uma situação de movimento, em que todo o resto terá que ser reacomodado. Da assunção de uma nova identidade que se refletirá em toda a rotina anteriormente estabelecida no casamento e na profissão, e mesmo em como os pais se sentem em relação ao casamento e à profissão. Portanto, é um livro sobre mudanças de rota. Os diferentes capítulos abordam alguns desses pontos de mutação, bem como aspectos particulares de confronto entre expectativa e realidade. O parto, a amamentação, o desmame, o casamento. O que é ser mãe? O que é ser uma boa mãe?

Características
ISBN 978-85-916171-0-4
Número de páginas 124
Edição 1 (2013)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Mariana de Lacerda

Moro em Recife, sou casada com João Ricardo e mãe de Estela. Na minha solteirice, me formei em Ciências Biomédicas e fiz mestrado em Linguística. Após um período de indefinição, decidi me dedicar à escrita.

O nascimento de minha filha incitou muitas buscas, questionamentos e reflexões, que alimentaram meu primeiro livro, “Sermões de Ser Mãe”, publicado no final de 2013.

No momento, estou realizando pesquisas para dois novos projetos, desta vez sobre temas bem distintos do de minha primeira experiência como autora – tanto em ficção quanto não-ficção.

Simplicidade voluntária, minimalismo, maternidade, História, feminismo, viagens, sociologia, psicologia, todos esses são temas por que me interesso em ler e escrever.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 35,92
Ebook
R$ 16,68
Comentários
3 comentários
Célia Jaguaribe
Quarta | 02.10.2013 às 22h10
Depoimento corajoso, sincero e realista de uma jovem mãe, baseado em pesquisas atuais e muito bem documentado numa vasta bibliografia. É ao mesmo tempo uma leitura agradável e empolgante. Parabéns à autora!
Cândida Negromonte
Segunda | 02.09.2013 às 16h09
Recomendo muitíssimo esta obra!!
Cândida Negromonte
Segunda | 02.09.2013 às 16h09
Li o livro inteiro, de uma sentada só, ontem à noite. Acordei mais tarde hoje e confesso que ainda estou sob o efeito de algumas passagens do texto. Suas palavras foram, nessa primeira leitura, muito emocionantes para mim!!