O Fenômeno da Adultescência
A imagem do adolescente eterno nos meios de comunicação
Categorias
Educação, Jovens e Adolescentes, Ciências Humanas E Sociais
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 10797 vezes desde 29/09/2015
Versão
impressa
R$ 34,51
Valor total:
R$ 34,51
Valor total:
R$ 34,51
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

Atualmente, são muitos os fatores que comprovam que o adulto contemporâneo, principalmente das grandes metrópoles capitalistas, possui hábitos, comportamento e atitudes juvenilizadas. Este livro parte da premissa de que, apesar desse fenômeno não ter surgido com a cultura das massas, foi através dela que ganhou modelos, formatos e principalmente incontáveis adesões. Por trás do ato de “rejuvenescer” há inúmeras indústrias que acumulam milhões e que são favoráveis à disseminação desta conduta. Porém, para uma análise mais abrangente, faz-se necessário refletir sobre o momento atual do indivíduo, suas formas de trabalho, suas relações sociais, a ausência do sagrado, entre outros fatores que culminam no comportamento “adultescente”. Tudo isto criou contexto propício para o emergir do arquétipo “puer aeternus”.

Se você é um adulto que não consegue largar vários de seus comportamentos da adolescência, conhece um com estas características ou se interessa pelo fenômeno, esta leitura lhe ajudará a entender o momento que estamos vivendo.

Estar adolescente é um traço normal da vida adulta moderna. É uma maneira de afirmar a possibilidade de ainda vir a ser outro.

(Calligaris, 1998)

Características
ISBN 978-85-64137-58-5
Número de páginas 165
Edição 1 (2015)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Andréia Perroni Escudero

A Todas as Musas surgiu no universo editorial on-line em Julho de 2009, com a publicação do primeiro número da sua revista acadêmica. Mantendo rigorosamente os seus níveis de qualidade e periodicidade, essa publicação chegou, em fevereiro de 2011, ao seu quarto número, tendo sido já avaliada pela CAPES como B2 (excelente qualificação para uma revista independente).

A partir de 2010, a revista começou a ser impressa e a editora iniciou seus trabalhos no sistema de impressão sob demanda.

Comentários
0 comentários