O SÁBADO É O SINAL DE DEUS?
QUAL É O SINAL DA SALVAÇÃO?
Categorias
Escola Bíblica - EBD, Religião, Teologia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 1170 vezes desde 05/08/2017
Versão
impressa
R$ 37,93
Valor total:
R$ 37,93
Versão
ebook
R$ 22,60
Disponível em:
epub
Valor total:
R$ 37,93
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Crendo que foi Moisés o autor do pentateuco, ou seja, os cinco primeiros livros da bíblia, e em particular o livro de Gênesis, começando pela história de Adão e Eva, descobrimos que o primeiro mandamento não foi a guarda do sábado, e sim, a proibição de comerem da árvore da ciência do bem e do mal, que estava plantada no meio do jardim. A propósito, o sábado, como escreveu Moisés foi o dia que Deus abençoou e santificou porque nele descansou. (Gn.2.3) Sendo Moisés o escritor do livro de Gênesis entendemos que ele ao fazer este relato: que Deus abençoou e santificou o sábado, estava reforçando aos israelitas a importância de valorizarem o quarto mandamento da lei. O sábado não foi instituído no Éden como mandamento, pois Adão e Eva antes da queda já viviam no descanso de Deus: o paraíso. Após a queda, não há referência bíblica de uma ordem expressa, dada por Deus para se guardar o sábado. Pasmem os leitores, mas o quarto mandamento, só passou a ser instituído no Sinai, porque era uma lei específica aos descendentes de Abraão, Isaque e Jacó. Não há nenhum relato bíblico que prove que os descendentes de Adão, de Noé ou Abraão guardavam o sábado antes da lei. Mas Deus no Gênesis não abençoou e santificou o dia de sábado? Sim! Corretíssimo! Abençoou e o santificou para si, mas não há uma ordem expressa de Deus para que Adão e Eva o guardassem como dia de descanso. O sinal de aliança entre Deus e Adão era não comer da árvore da ciência do bem e do mal. “E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás”. (Gn. 2.16,17)

A aliança entre Deus Noé e a humanidade, após o dilúvio, não foi o sábado, mas o arco de Deus posto no céu. "E disse Deus: Este é o sinal da aliança que ponho entre mim e vós, e entre toda a alma vivente, que está convosco, por gerações eternas. O meu arco tenho posto nas nuvens; este será por sinal da aliança entre mim e a terra. (Gênesis 9.12,13) O mandamento de Deus a Noé foram três: a proibição de comer a carne com o sangue, não matar e frutificar. (Gn.9.4,6,7)

Não há nenhuma ordem de Deus a Noé para guardar o sábado!

Características
Número de páginas 38
Edição 1 (2017)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 38,12
Ebook
R$ 12,59
Impresso
R$ 33,51
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 55,14
Ebook
R$ 24,75
Impresso
R$ 32,83
Ebook
R$ 12,38
Impresso
R$ 34,57
Ebook
R$ 15,06
Impresso
R$ 34,68
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 44,99
Ebook
R$ 20,45
Impresso
R$ 87,26
Ebook
R$ 27,98
Impresso
R$ 40,98
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 42,95
Ebook
R$ 17,22
Comentários
1 comentários
Alexandre de Sant Ana Ferreira
Sábado | 04.07.2020 às 05h07
Está equivocado em relação a guarda do sábado pastor! Precisa estudar mais as escrituras.