Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
A verdade não contada no caso Maria da Penha
Sob a luz do sol nada permanece oculto!
Categorias
Diversos, Não Ficção
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 29860 vezes desde 05/01/2011
Versão
impressa
R$ 51,03
Valor total:
R$ 51,03
Valor total:
R$ 51,03
Sinopse

Havendo sido escandalosamente ludibriados e desrespeitados os pilares da Constituição brasileira, os artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e a opinião social do país por mais de duas décadas, vimos hoje através destes trabalhos, retirar as mordaças que haviam sido colocadas na boca do autor, tanto pelo poder judiciário cearense, como pelos meios de comunicação alencarinos, e assim trazer a público os fatos delitos e transgressões chamadas crimes, apresentadas num processo, cuja única finalidade foi a de condenar um inocente. Desta maneira levamos ao conhecimento dos níveis superiores do Poder Judiciário e das Comissões dos Diretos Humanos, que ainda contam com profissionais de bom caráter, competentes e de indiscutíveis valores éticos e morais, a verdade que permaneceu escondida e que trata sobre as razões que concorreram para que um inocente útil fosse sumária e injustamente condenado e encarcerado como o pior dos seres humanos por um “Tribunal de Estado”. Tudo isto promovido através de uma dissimulada encenação dantesca do judiciário cearense em conluio com os meios de comunicação, com a Comissão dos Direitos Humanos e com uma perversa mulher que anos depois foi transformada de maneira equivocada na fada madrinha da Lei 11.340. Com certeza as pessoas sentirão satisfação ao conhecer, finalmente esta dolorosa realidade!.

Características
Número de páginas 227
Edição 1 (2010)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Marco Antonio Heredia Viveros

Professor universitário, formado em economia e administração com pós-graduação na USP.

Consultor autônomo de organizações. Professor Universitário e autor de vários livros acadêmicos e romances. Inclusive com livros publicados neste site por nomes: " A verdade não contada no caso Maria da Penha" ," Extermínio de Homens - A verdade como ela é", "Vidas Sombrias", "Acorda Brasil - o gigante com medo", "Introdução ao Processo Administrativo", "Fundamentos do Pensamento Administrativo", "Administração Estratégica Básica" e "A Voz - nem tudo o que é parece", Introducción al Proceso Administrativo, a Prostituta das Provas, Hipocrisía, Crime sem castigo, Os três Agentes caras de pau Vol.I e II, América Latina-Corrupción, impunidad, miséria y pobreza, A vida de Mentiras de Maria da Penha Maia Fernandes, Fala Sério!, A VOZ edição ampliada, América Latina corrupção, impunidade, miséria e pobreza, assim como outros livros acadêmicos já publicados em português e em espanhol. Último livro lançado em 2019.

Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Comentários
19 comentários
Ricardo
Quinta | 22.10.2020 às 01h10
Mesmo que não seja verdade o mais cômico é ver "homens" defendendo essa lei falida e que só serve pra tirar do homem seus bens e dignidade O feminismo destroi o que é bom e se apropria das conquistas e ganhos dos homens
Fernando
Sexta | 01.03.2019 às 18h03
Morando no Ceará, eu garanto a vocês que existe uma enorme quantidade de canalha por metro quadrado. Não duvido que MUITOS cearenses sejam capazes desse tipo de farsa canalha.
Anne Hudson
Domingo | 10.11.2013 às 00h11
Inocente? Estranho...a família toda o abandonou...aliás, todas as famílias que teve...Todos são loucos e mentirosos? Paranoicos? Francamente, só no Brasil, terra da impunidade e do descaso que um monstro desses está na rua... Em um país desenvolvido morreria atrás das grades... Ainda falta acertar suas contas com Deus...seu inferno ainda está por vir...
Raquel Gonzalez
Domingo | 03.02.2013 às 23h02
Eu acredito nele!!! Tive a oportunidade de trabalhar diretamente com a Lei Maria da Penha. Como estagiária da Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul fiz a defesa de vários réus, PERCEBI QUE MUITOS REALMENTE ERAM INOCENTES. Decidi fazer meu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) DEFENDENDO O RÉU DA LEI MARIA DA PENHA. Gostaria muito de adquirir o livro e se possível o e-mail do autor, pois acredito que ele como professor possa me ajudar neste trabalho. Obrigada!!!
Eduardo Felipe
Sábado | 30.06.2012 às 16h06
Nada justifica duas tentativas de assassinato covarde...nada...
Gustavo Sá
Quinta | 22.09.2011 às 15h09
Você é um psicopata meu amigo, que têm gozo em causar discórdia entre os seus semelhantes, auto-vitimiza-se, é, aparentemente, extremamente conservador, mente com frequência... de uma olhadinha no seu interior.. Vi você falar na entrevista da veja, que no "intimo de demonio" de maria da penha, ela sabe q vc era um bom homem.. Proponho q faça o mesmo exercicio.. "em seu intimo de assassino" você sabe que é um verme dissimulado.. Cara de pau..
R.C.D.S
Quinta | 04.08.2011 às 18h08
Entendo perfeitamente a "farsa" deste homem. Convivi com um pai deste "tipo" que espancou, humilhou e maltratou muito a minha mãe (in memorian) e como pai foi sempre ausente, avarento e grosseiro, mas a família dele sempre acrediava na imagem de "bonzinho" que ele passava. O verdadeiro "..." só eu conheci e ele sabe, tanto que sumiu. Minha mãe definhou e morreu com as marcas desta dor e eu permanecerei para sempre com elas na minha mente.
Jaqueline
Sexta | 17.06.2011 às 15h06
Deus! Qto absurdo! Concordo inteiramente com o direito de defesa a tds, mas, se o Sr. Viveros é tão inocente, pq não pede indecisão por tds os danos que, q qqer inocente, poderia pedir? E pq o Sr. Carvalho tbém não foi em busca de seus direitos? Ó pobres homens! Coitadinhos! Por favor! Poupem-nos! E principalmente VOCÊ, Sr. Viveros! Se vc é tão inocente, como diz a querida Srta. Vega, pq não provou isto em mais de 20 anos? Afinal...Sob a luz do sol nada permanece oculto! Não é vdd?
Carol Vega
Terça | 15.03.2011 às 11h03
No mês de outubro 2002 quando faltavam apenas cinco meses para a prescrição da pena e havendo sido avisado, ele não se escondeu nem fugiu. Alegando sempre sua inocência pagou a pena que injustamente lhe foi atribuída e escreveu dois livros nos quais com total segurança e transparência demonstra sua inocência e o conluio formado para processá-lo e condená-lo. Sem medo algum cita os criminosos de terno e gravata e prova seu envolvimento no iníquo processo realizado contra ele no judiciário cearense.
Kassamara Moreno
Segunda | 14.03.2011 às 16h03
Todos esses ignoramntes que apenas conhecem o livro pela capa se comportam como o fez o judiciario cearense, que apenas viu o processo pela capa e não pelo conteúdo. É este o masior problema do Brasil, todos se acham que sabem muito mas na realidade não sabem nada e se satisfazem sendo manipuladfos. Coitadinhos ! ! !
Wilton Carvalho
Quinta | 24.02.2011 às 00h02
Descobri que minha ex esposa muito me traia por mais de 16 anos. Decidi me separar, ela de olho em todos os bens, resolveu "cavar" uma Maria da Penha. Por sorte percebi e pedi a uma psiquiatra que me receitasse um remedio para nao cair nas provocações dela. Essa lei é mesmo muito tendenciosa e muitos magistrados resolvem "jogar para a torcida" ao inves de investigar a realidade dos fatos.
Alyne
Sexta | 28.01.2011 às 20h01
Aaa pelo amor de Deus nada justifica o que esse homem fez a essa mulher...e as pessoas que ainda defendem um cara desses é repugnante. Infelizmente ainda existe homem que acha que mulher tem de ser submissa e aguentar ouvindo gritos, ameaças e agressões. E outra a partir do momento que um homem agredir seja verbalmente ou fisicamente tem que registrar mesmo se não amanhã ou depois você estará morta ou com alguma deficiência.
Pedro Camargo
Domingo | 23.01.2011 às 18h01
Este livro será a jóia rara para machistas e misógenos de plantão. Só poderia ser publicado no Brasil, terra em que tantos de extrema direita esperam por estandartes a fim de calar feministas e mulheres que ousam lutar por seus direitos. Que mais pode-se esperar de uma publicação como esta ? Que outro público atingiria ?
Daniel
Domingo | 23.01.2011 às 16h01
Como se o fato da esposa ser "fria e calculista" justificasse um tiro na sua coluna, né. Só um completo imbecil para financiar um porco como o senhor Marco Antonio Heredia Viveros, pagando 90 reais num livreco oportunista de quinta categoria. Ao ceder espaço a esse tipo de escória humana, esse site perde toda a credibilidade.
Rafael
Sábado | 22.01.2011 às 15h01
Já fui à delegacia da mulher acompanhar minha noiva, que fora agredida por um primo. Lá, pude comprovar que há inúmeras mulheres fazem B.O por causa de um griito do marido ou por uma ameaça em vão na hora da briga ("eu te mato!"). Tanto que as próprias atendentes pensam duas vezes antes de fazer o Bo.O. A própria delegada da delegacia (99ª em SP) disse sobre uma mulher que queria fazer B.O: "nem tudo que reluz é ouro". O divórcio pode evitar muitos casos assim.
Carlos
Sábado | 22.01.2011 às 15h01
Minha Ex passava fome quando nos casamos, arrumei um ótimo emprego pra ela, se formou, sempre teve de tudo em todos os sentidos, assim que percebeu que tinha tudo, arrumou amante policial, tentava me provocar para agredi-la, não conseguiu e forjou: Olho roxo,braço quebrado e eu perdi tudo até minha filha. Maldita lei.
Andreia
Sexta | 21.01.2011 às 15h01
Olha, estou abismada!!! Conheço a Maria da Penha.Sei, vi e posso afirmar, categoricamente: Esse livro é a mais pura mentira que um ser humano pode inventar. Esse agressor deveria ter sido exterminado do seio da sociedade brasileira.Volta para a sua terra. Lá, talvez, vc consiga enganar alguém.Mas, aqui, jamais. Deus sabe o que estou dizendo.A verdade não falha.
Calvin
Quarta | 12.01.2011 às 19h01
Meu Deus....quanta mentira. Esse homem é louco.Ele tem de ser internado. O livro é uma obra de pura ficção. Ficção criada na cabeça de um psicopata, péssimo pai, marido sem qualificação e profissional sem valor.Leiam.Realmente vcs tem de ler.
Quarta | 17.11.2010 às 19h11
Este livro irá servir de base para se repensar nos conceitos de culpabilidade e na forma como as leis são aplicadas por pessoas irresponsáveis que regem o Judiciário brasileiro.Após ler este livro, muitas verdades escondidas serão mostradas e os leitores saberão da farsa que foi montada, por esta senhora chamada Maria da Penha, e ratificada pelo Poder Judiciário Brasileiro em desfavor do autor e em prol de endeusar uma senhora fria e calculista. Leiam. Vale muito a pena.