Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
ECONOMIA FLORESTAL NO PARÁ
PERSPECTIVAS PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL
Categorias
Geografia Humana, Desenvolvimento, América Latina, Geografia E Historia, Economia, Ciências Humanas E Sociais
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 295 vezes desde 05/06/2019
Versão
impressa
de R$ 41,75 por
R$ 35,69
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 35,69
Valor total:
R$ 35,69
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

O setor florestal vem sofrendo uma grande mutação na Região Amazônica. Durante as décadas de 1970 a 1980, caminhões improvisados que lembram os do desenho animado Fred & Barney, sem o mínimo de segurança, transportavam grossas toras de madeira cruzando as rodovias federais, estaduais, municipais e ramais, sem nenhuma fiscalização, abastecendo centenas de serrarias. A queima dos resíduos das serrarias davam uma visão dantesca do inferno, com a poluição dos municípios que nasceram com a indústria madeireira. A extração madeireira das áreas de várzeas migra para a extração ao longo das rodovias. A difusão da motosserra no início da década de 1970, multiplicou a produtividade da mão-de-obra em 700% no desmatamento e de 34 vezes na extração madeireira. “Economia florestal no Pará: perspectiva para o desenvolvimento local” representa a ecdise da sua tese de doutorado intitulado “A economia florestal no estado do Pará: uma abordagem locacional e intersetorial”, cujos conhecimentos sobre a matriz de insumo produto foram ampliados durante o seu pós-doutoramento. Representou uma fase da economia madeireira que simplesmente está em extinção na Amazônia.

O setor florestal tem um grande desafio e perspectivas na Região Amazônica. De consolidar como uma cadeia produtiva integrada, contribuindo para reduzir o passivo ambiental e, mais importante, gerando emprego, em caráter permanente. Ao contrário dos países desenvolvidos que fizeram a transição florestal com a quase extinção da cobertura florestal, na Amazônia temos as condições de reverter esta tendência em torno de 80% da vegetação conservada e preservada e, estabilizando esta cobertura florestal em torno de 85%.

Há riscos e oportunidades para o setor madeireiro na Amazônia e o alerta foi dado. Uma boa leitura para todos.

Dr. Alfredo Homma

Pesquisador da EMBRAPA – Amazônia Oriental

Características
ISBN 978-85-63117-44-1
Número de páginas 263
Edição 1 (2019)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Gisalda Carvalho Filgueiras

A editora do Grupo Acadêmico Produção do Território e Meio Ambiente na Amazônia (GAPTA-UFPA), vinculada à Universidade Federal do Pará, tem como objetivo difundir a produção geográfica de alunos da graduação, da pós-graduação (alunos do curso de Mestrado em Geografia da UFPA e outras áreas afins), e dos docentes da instituição e de parceiros; assim como, possibilitar o intercâmbio com outros pesquisadores em universidades no Pará, no Brasil e no exterior, com intuito de contribuir com as análises sobre a dinâmica territorial do desenvolvimento, questões referentes ao meio ambiente amazônico e a gestão territorial urbana e rural na Região Amazônia, produzindo reflexões que possam contribuir com o avanço do conhecimento dentro das ciências humanas, especialmente da Geografia, e outras áreas do conhecimento.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
de R$ 35,49
R$ 29,43
Ebook
R$ 17,22
Impresso
de R$ 32,91
R$ 26,85
Ebook
R$ 17,22
Impresso
de R$ 35,27
R$ 29,21
Ebook
R$ 17,22
Impresso
de R$ 47,63
R$ 41,56
Ebook
R$ 22,60
Impresso
de R$ 38,00
R$ 31,93
Ebook
R$ 17,22
Comentários
0 comentários