Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
MINHAS SINCERAS HOMENAGENS
Poesia
Categorias
Poesia, Literatura Nacional, Ficção
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 322 vezes desde 10/09/2018
Versão
impressa
R$ 31,29
Valor total:
R$ 31,29
Valor total:
R$ 31,29
Sinopse

“Quando eu estou aqui, eu vivo este momento lindo. Olhando pra vocês”... Alô! Tem alguém aí? Eu não me canso de reclamar. Eu já me queixei pro Bispo, pro Papa, pra Deus e o Diabo. Mas se havia alguma luz no túnel, ela anda mesmo é sumindo. As questões políticas no Brasil, eu simplesmente larguei pra lá. Primeiro uma classe patronal tacanha decide os candidatos, os poderes são absurdamente mal arranjados, tudo armado para defender o status-quo. E quem decide a eleição é um povão bruto e ignorante, facilmente ludibriado. Se a honestidade, a moral, a saúde, a educação não valem nada, a literatura é uma excentricidade, algo comparado à questão indígena. Nesta terra de ninguém, às vezes, tentam nos comprar com espelhinhos, bugigangas... Vamos vivendo ali, nas terras demarcadas das redes sociais, sempre de onde podem nos controlar. Qualquer ajeito mais sério é logo dizimado. Ninguém admite que cultura e civilização prescindam do que é profundamente pensado; o escritor, o poeta, é um pesquisador, um profissional qualificado que precisa ser pago. Os livros são a rede do desenvolvimento. A tecnologia avança a passos largos, mas a humanidade estagnou. Depressão, esculacho, cinismo, preguiça, desperdício... Da Idade da Pedra, depois de milênios de caminhada, chegamos à Idade da Pedrada. As causas se fundamentam no que elas possam atacar. Ninguém de fato está disposto a defender nada. Não vejo ninguém, às vezes, um ou outro... Mas sigo pregando neste deserto. “Salve o compositor popular!”.

Características
Número de páginas 140
Edição 1 (2018)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
André Alvim Resende

André Alvim Resende nasceu em Brasília no dia 7 de Abril de 1971. Em Agosto de 1984 mudou-se de Brumado na Ba para Pouso Alegre MG. Lá estudou no colégio São José que anualmente promovia concursos literários, o que despertou o seu gosto pela escrita e ele começou a escrever os seus primeiros versos. Em 1989 mudou-se para Belo Horizonte, onde na PUC-MG formou-se em Psicologia em 1994. André é especialista na área de RH, mora atualmente em Uberlândia MG, e nunca deixou de se dedicar à poesia. Possui diversos livros publicados no clube de autores www.clubedeautores.com.br . As suas influências seguem pelo caminho seguro dos nossos grandes nomes da poesia como Drummond, Vinícius, Manuel Bandeira, Cruz e Souza, João Cabral de Melo Neto, como também o chileno Pablo Neruda. Ademais, entra toda a riqueza da MPB que cotidianamente e como expressão maior da nossa cultura, tem forte reflexo na sua escrita, como Gil, Caetano, Chico, Tom Jobim, e os grandes nome da atualidade, como Lenine, Zeca Baleiro, Otto e muitos mais.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Comentários
0 comentários