O FINGIDOR
Poesia
Categorias
Poesia, Ficção, Literatura Nacional
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 4201 vezes desde 12/11/2013
Versão
impressa
R$ 37,01
Valor total:
R$ 37,01
Valor total:
R$ 37,01
Sinopse

Tudo pra mim é câncer. Depois que a minha mulher se foi, eu me sinto mais próximo da morte do que da vida. Os vivos com as suas agitações pueris e saudáveis soam sempre deselegantes, arfantes nas suas faltas de tempo, seus problemas de relacionamento, seus trabalhos insuportáveis, seus apegos com supérfluos, brinquedinhos banais... O destino definido enfim, me parece melhor um lugar seguro. O morto de mim se aventura no que, morto, ressuscita o meu imaginário. Crer em algo hoje, pouco me importa. Mesmo a certeza da morte cai em xeque. Viver talvez não passe de um delírio, o corpo não passe de um troco. Sou como o rabo partido da lagartixa. Ainda mexo, mas não estou aqui. A dor que me dói, o meu desespero está longe de mim. Talvez nem perceba o que perdeu. Faço de conta, pois pagar pra ver, como diria o Bandeira: “A minha vez passou!”...

O FINGIDOR é mais uma obra que executo solitariamente. Vai, portanto até aonde vou. E deste que vai, o quanto pode resistir a sua persistência. Saiu a custo, com pouca luz no fim do túnel, destinada talvez a uma meia dúzia, e por isso, dedicada de maneira um pouco sarcástica, porém justa “a minha amável pessoa”. Não por dedicar a mim mesmo, mas por ainda me considerar amável! A gente que casado com os anos se amolda ao outro, quando este se vai, achar quem se interesse pela comprometida fôrma é bem mais difícil. São antigas odes, a documentação de alguns eclipses, raivosas tempestades, algumas brumas... E um encantamento com os ícones, “o mais belo animal do mundo” e a princesa Sereníssima com o seu frescor. Toda delícia da mentira e a sua curta aventura... Curtam!

Características
Número de páginas 148
Edição 2 (2013)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
André Alvim Resende

André Alvim Resende nasceu em Brasília no dia 7 de Abril de 1971. Em Agosto de 1984 mudou-se de Brumado na Ba para Pouso Alegre MG. Lá estudou no colégio São José que anualmente promovia concursos literários, o que despertou o seu gosto pela escrita e ele começou a escrever os seus primeiros versos. Em 1989 mudou-se para Belo Horizonte, onde na PUC-MG formou-se em Psicologia em 1994. André é especialista na área de RH, mora atualmente em Uberlândia MG, e nunca deixou de se dedicar à poesia. Possui diversos livros publicados no clube de autores www.clubedeautores.com.br . As suas influências seguem pelo caminho seguro dos nossos grandes nomes da poesia como Drummond, Vinícius, Manuel Bandeira, Cruz e Souza, João Cabral de Melo Neto, como também o chileno Pablo Neruda. Ademais, entra toda a riqueza da MPB que cotidianamente e como expressão maior da nossa cultura, tem forte reflexo na sua escrita, como Gil, Caetano, Chico, Tom Jobim, e os grandes nome da atualidade, como Lenine, Zeca Baleiro, Otto e muitos mais.

Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Comentários
0 comentários