A confiabilidade prática na administração da engenharia
Rumo a perfeição da qualidade
Categorias
Administração, Ciências Exatas, Engenharia E Tecnologia, Análise Funcional, Engenharia, Probabilidade E Estatística
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 26074 vezes desde 20/05/2014
Versão
impressa
R$ 50,51
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 50,51
Versão
ebook
R$ 22,60
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 50,51
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

A Confiabilidade é o último estágio da qualidade para a Perfeição

A qualidade tem dependido do grau de maturidade industrial e tecnológico de um país e da noção dos seus habitantes em relação a custos x benefícios na compra e na posse de bens.

A qualidade possui alguns estágios de aplicabilidade (três) bastante visíveis nas operações administrativas e operacionais das empresas. Os 3 estágios de aplicabilidade são:

1º Marketing - Voltado para criação de imagens e necessidades, sem embasamento técnico e científico nos produtos e serviços - Era dos Slogans;

2º Controle da Qualidade para Garantia - obter reproduções e a repetibilidade, imergindo em regras de padronização de processos e dimensionamento da qualidade baseada em pesquisas com os clientes - Era dos Sistemas;

3º Garantia da Qualidade no modo científico e tecnológico - Criando a CONFIABILIDADE, nos produtos e serviços, sem onerar preços, com aumentos racionais de custos compensatórios - Era dos Experimentos;

Apresentamos neste livro a QUALIDADE como no conceito de CONFIABILIDADE prática segundo a Engenharia japonesa, portanto se trata do 3º Estágio de Aplicabilidade do TQC.

Uma falha numa única peça compromete a interação de diversas tecnologias e a confiabilidade de um objeto será quase a confiabilidade restrita à tecnologia mais atrasada, mais fraca ou de menor domínio da engenharia, a qual também lhe compõe!

A Confiabilidade é a verdadeira medida do desempenho da qualidade de algo. Ela estabelece um limite de uso conveniente deste algo. E pode durar além do retorno de seu investimento. Isto é, a depreciação do produto, mercadoria ou serviço irá bem além de todos os seus gastos com o bem que comprou.

A evidência da falta de Confiabilidade é o índice de reclamações internas e externas em relação a Qualidade dos processos, produtos e serviços. As reclamações depreciam a produtividade, a qualidade em si e a economia das empresas e consumidores. A administração da qualidade deve zelar pela Reclamação Zero.

A Confiabilidade é o requisito mais importante da Competição Tecnológica. Devemos criar para o nosso país o que denominamos de “Independência tecnológica”. Patentear processos, em produtividade, qualidade e economia. Criar bens e coisas para o conforto, bem estar, lazer, saúde e segurança.

Ela deve fazer parte de uma política de Estado e de Empresas. Para ela teremos que encorpar a estrutura científica da companhia, para compra de licenças, patentear os próprios inventos, conceber experimentos, fabricar protótipos, fazer intercâmbios, organizar laboratórios compartilhados e etc.

A Confiabilidade é multidisciplinar e requer o uso da sabedoria representativa dos especialistas. E da visão estatística e técnica deles. Logo iremos entender que precisaremos ler e estudar intensivamente. Ler manuais, artigos, livros técnicos, relatório de patentes. Com muita determinação e propósito.

Aprenda neste livro a desenvolver a Confiabilidade nos produtos e serviços da sua empresa e em seus empreendimentos.

Características
Número de páginas 168
Edição 1 (2014)
Formato A4 (210x297)
Acabamento Brochura
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Lewton Burity Verri

PÓS GRADUAÇÃO - UBM - Centro Universitário de Barra Mansa - RJ

Pós Graduação em Licenciamento e Gestão Ambiental

Barra Mansa / RJ – Brasil - 2011 – 2012 – Concluído em outubro/2012

GRADUAÇÃO - UFF - Universidade Federal Fluminense

Engenharia Industrial Metalúrgica - Volta Redonda / RJ – Brasil - 1972 – 1974 e Básico de Engenharia Mecânica na Escola Naval, de 02/02/1970 a 02/02/1972.

EMPRESAS EM QUE TRABALHEI: CSN, SERCO, ABRACOOP, FACULDADE ANGLO LATINO - SP, FACULDADE SUL FLUMINENSE.

CARGOS EXERCIDOS: De engenheiro estagiário a engenheiro sênior, na industrialização, com atuação na alta administração: foi assessor técnico da Presidência, foi Vice Presidente e Diretor Técnico de empresa de engenharia, foi Presidente de ONG, Professor do Ensino Superior.

Possui 48 mil horas em engenharia industrial e metalúrgica, administração da produção e do controle da qualidade, assistência técnica aos clientes, especificação de processos siderúrgicos, auditorias da qualidade, projetos e desenvolvimento de novos produtos, projetos de experimentos laboratoriais e industriais, controle estatístico e planejamento da produção, exportação de produtos, normalização e padronização de produtos e processos, desenvolvimento de sistemas de informações, desenvolvimento de sistemas de controle da qualidade, pesquisas, estudos científicos e projetos de experimentos, implantação de ISO 9000, ISO - 14000, implantação de TQC - Total Quality Control (especialização no Japão – 1991 – 180 horas), implantação de CCQ - Círculos de Controle da Qualidade e assessoramento técnico da presidência da CSN e do Conselho de Administração.

Engenheiros Blog: www.engenheiros.blog.br

Comentários
0 comentários