Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
MAX BILLION – O JOVEM CAPITALISTA
O Capitalismo Ético para a Juventude
Categorias
Desenvolvimento Humano, Economia, Administração
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 26074 vezes desde 27/08/2013
Versão
impressa
R$ 62,32
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 62,32
Versão
ebook
R$ 22,60
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 62,32
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Quem não gosta de dinheiro?

Os socialistas e os comunistas gostam, os ditadores gostam, os herdeiros dos ricos e dos pobres gostam, os profissionais e os trabalhadores gostam. Os políticos e os escroques também. Mas, só os capitalistas sabem produzir riquezas... Leia aqui!

A América é feita pelos engenheiros, técnicos, cientistas e administradores, no estrito sentido material. Seus empreendimentos têm grandes percentuais desses grupos profissionais, para “transformar conhecimentos em riquezas” nos seus efetivos de Recursos Humanos. E pagam bem.

Assiste-se de tudo, como políticos e autoridades públicas falando em Capitalismo, e contra o Capitalismo, na plena indigência do saber relativo. Eles exaltam o Socialismo sem existir, nem sequer, um modelo justo, e distributivo, como o querem para o Socialismo. Qual modelo adotar?

O Capitalismo é o “Bode Expiatório” de uma incapacidade secular da administração pública, de não conseguir “humanizar o Estado”, apesar do IDH – Índice de Desenvolvimento Humano.

No Capitalismo a única questão filosófica é “ou se constrói o recipiente universal capaz de conter toda substância, ou se formula a substância universal capaz de dissolver qualquer recipiente”. No primeiro caminho a física prevalece, e no segundo é a vez da química. Mas ambos levarão ao homem a desvendar todos os segredos do planeta Terra.

O Capitalismo, na forma de trocas de trabalho por capital (dinheiro), faz as almas dependerem do seu suor, força, inteligência e astúcia, para sobreviverem, e tem relação direta com a sentença da queda do homem do Paraíso.

Assim, a mais omissa e teimosa das almas, caminha para sua elevação, por meio da dor e do sofrimento num regime que nos impõe a busca, pela melhor condição de vida possível, de lazer e bem estar.

O Capitalismo está em busca da Tecnologia Positiva, singrando o pensamento de Lavoisier de que “nada se cria, nada se perde, tudo se transforma” na esperança de que a engenharia venha a lhe dar suporte à tão expressivo conceito de produção. Se emitir gases, resíduos, calor, particulados, sucatas, sobras e materiais agressivos, que possam ser capturados, ou confinados, e transformados como “inócuos ou na proporção que a natureza os absorva, no seu ciclo normal de regeneração”. Essa tecnologia é a que dará a tão famosa SUSTENTABILIDADE.

Antes nos Séculos 19 e 20, a Revolução Tecnológica evoluiu no sentido de aumentar a oferta de mercadorias, em velocidade, qualidade, produtividade e alcance global, consumindo alta escala de recursos naturais e “expelindo infortúnios, doenças e morte”. Mas, agora ela deve ser mais “ambientalmente amigável” - em que toma e transforma, transforma e devolve – se transformou algo num recipiente, transforma o recipiente em algo, ambientalmente assimilável, e o devolve a natureza, tanto para RECURSOS RENOVÁVEIS quanto para RECURSOS NÃO RENOVÁVEIS.

As empresas são um patrimônio inestimável como fonte da manifestação da criatividade humana. O conhecimento criando riquezas. Abertas a todas as correntes científicas, de administração e tecnologia, evitam se envolver em PANACEIAS SALVADORAS, como é usual ocorrer nos EUA. Os empreendedores têm consciência da necessidade de mudanças, mas adotam o chamado Cientificismo de Técnicas e Sistemas, para minimizar o impacto de novas práticas e procedimentos de gestão que não irão agregar vantagens competitivas às suas empresas.

Há um provérbio que diz: - AS FERRAMENTAS FAZEM A AMÉRICA, construída como vista no mundo real, a América material é fruto desses cinco Centros do Saber - matemática, história, geografia, geopolítica, artes e letras ele aprendeu dentro da estrutura dos Centros de Saber que o instruíram.

Max Billion gostaria que, pelo menos no Brasil, se despertassem gigantes do capitalismo moderno, da nova economia e da tecnologia com outra espécie de varinha mágica, diferente da de Harry Potter – o poder da inteligência e da visão empreendedora de construir a prosperidade de si e a coletiva, mais humanista, consolidada no mundo real.

E DEUS superpôs dependências fisiológicas e psicológicas no nosso próprio organismo para que, de fato, o homem se aventurasse na busca pela ascensão de sua alma – “com fome eu me alinho, a um sistema de trabalho, que força minha subordinação aos outros homens e às suas abençoadas, ou amaldiçoadas, formas de tratar seus semelhantes, e assim consigo pelo trabalho comprar alimentos, para saciar a minha fome”. E, para usufruir as coisas do materialismo, idem.

Mas, quantos se arriscam a empreender? Os socialistas e os comunistas uniformizam talentos e necessidades pelo mais baixo pendor, e terminam distribuindo miséria. Desafie-se um deles a descrever um modelo geral de administração socialista-comunista. Nenhum deles será capaz. Então, propuseram tomar posse dos meios de produção e não aprenderam as relações de causas e efeitos, das demandas e das ofertas, das restrições e das permissões naturais, da geologia e da geografia terrestre, da abundância e da escassez - e produziram mortandades e abusos desumanos.

Só nos sobrou o Modelo Capitalista vencedor... E só as mentes empreendedoras são capazes de operacionalizar, com eficiência e eficácia, empresas capazes de produzir bens e acumular riquezas, despendo o seu suor, sua força, sua inteligência e sua astúcia, para sobreviverem. Os socialistas e comunistas simplesmente se propõem e agir como escroques de um sistema que salva a todos. E que terminam flagelando toda uma sociedade e em várias gerações.

Estão nesta mortalidade letal e comuna a ex-URSS, o Vietnam do Norte, a Coréia do Norte, a Albânia, Cuba, Venezuela, China (numa versão mista comunismo-capitalismo), ex-Alemanha Oriental e todas as comunas deserdadas da ciência administrativa do Capitalismo democrático e cooperativo.

Os socialistas e os comunistas gostam de dinheiro, os ditadores gostam, os herdeiros dos ricos e dos pobres gostam, os profissionais e os trabalhadores gostam. Os políticos e os escroques também. Mas, só os capitalistas sabem produzir riquezas... Leia aqui!

Características
Número de páginas 181
Edição 1 (2013)
Formato A4 (210x297)
Acabamento Brochura
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Lewton Burity Verri

PÓS GRADUAÇÃO - UBM - Centro Universitário de Barra Mansa - RJ

Pós Graduação em Licenciamento e Gestão Ambiental

Barra Mansa / RJ – Brasil - 2011 – 2012 – Concluído em outubro/2012

GRADUAÇÃO - UFF - Universidade Federal Fluminense

Engenharia Industrial Metalúrgica - Volta Redonda / RJ – Brasil - 1972 – 1974 e Básico de Engenharia Mecânica na Escola Naval, de 02/02/1970 a 02/02/1972.

EMPRESAS EM QUE TRABALHEI: CSN, SERCO, ABRACOOP, FACULDADE ANGLO LATINO - SP, FACULDADE SUL FLUMINENSE.

CARGOS EXERCIDOS: De engenheiro estagiário a engenheiro sênior, na industrialização, com atuação na alta administração: foi assessor técnico da Presidência, foi Vice Presidente e Diretor Técnico de empresa de engenharia, foi Presidente de ONG, Professor do Ensino Superior.

Possui 48 mil horas em engenharia industrial e metalúrgica, administração da produção e do controle da qualidade, assistência técnica aos clientes, especificação de processos siderúrgicos, auditorias da qualidade, projetos e desenvolvimento de novos produtos, projetos de experimentos laboratoriais e industriais, controle estatístico e planejamento da produção, exportação de produtos, normalização e padronização de produtos e processos, desenvolvimento de sistemas de informações, desenvolvimento de sistemas de controle da qualidade, pesquisas, estudos científicos e projetos de experimentos, implantação de ISO 9000, ISO - 14000, implantação de TQC - Total Quality Control (especialização no Japão – 1991 – 180 horas), implantação de CCQ - Círculos de Controle da Qualidade e assessoramento técnico da presidência da CSN e do Conselho de Administração.

Engenheiros Blog: www.engenheiros.blog.br

Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 49,71
Ebook
R$ 27,98
Impresso
R$ 32,18
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 34,74
Ebook
R$ 19,37
Impresso
R$ 27,87
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 28,92
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 33,17
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 32,42
Ebook
R$ 13,99
Impresso
R$ 32,61
Ebook
R$ 11,84
Comentários
1 comentários
Fabio Ernani Scherer
Quinta | 19.09.2013 às 18h09
Olá, parabéns pelo seu livro! Se quiser, assista este video e divirta-se: http://www.youtube.com/watch?v=G4VS5MoshsM