Sistema Gerencial para Empresas Comerciais
MODELO BÁSICO LIVRE
Categorias
Administração, Engenharia E Tecnologia, Informática, Cibernéticos, Processamento De Dados, Software Empresarial
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 27559 vezes desde 26/10/2013
Versão
impressa
R$ 45,88
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 45,88
Versão
ebook
R$ 22,60
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 45,88
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

A primeira conclusão que tive foi de que nenhuma das empresas possuía INDICADORES ECONÔMICOS e nem um simplório SISTEMA DE MONITORAMENTO DE RISCO, baseado nas informações de seus contadores, e naquelas projetadas pelos sistemas e softwares que adquiriram para “administrarem” as operações e as atividades empresariais, os quais, sem sombra de dúvida, eram peritos e perspicazes.

Ninguém das duas empresas teve educação e treinamento, pelo menos em finanças. E suas queixas eram de que os cursinhos oferecidos tinham desagradado seus amigos empresários que os fizeram, e que não deu em nada. E seus contadores, coitados, estavam “infernizados” trabalhando para os “governos” arrecadadores e vampirescos...

Aproveitando os sistemas de informações deles, e planilhando controles e cálculos, nas suas bases de dados, fui criando um conjunto de indicadores, parecidos na significação técnica e conceitual, na aplicabilidade, com aqueles usados pelo Banco Central do Brasil, no controle de cooperativas de créditos, bancos públicos e privados e outras instituições financeiras, no mais extremo limite da riqueza ou da pobreza capitalista.

A nossa tentativa era de criar uma REDE DE CONTROLE baseada em DINHEIRO, seu FLUXO, sua DISTRIBUIÇÃO, ESVAZIAMENTO E ACUMULAÇÃO e criar parâmetros de medidas comparativas e até referenciais sobre a beira do abismo ou a escadaria do paraíso... Estamos fartos de soluções e propostas para a QUALIDADE e a sua GARANTIA, quase já seculares. Mas, fazer rede de controle baseada em DINHEIRO foi um desafio bem “desafioso”...

Os dois empresários e seus outros amigos disseram que nunca viram nada parecido, nem em cursinhos e nem em falas e esquemas de consultores. Por sinal verifiquei que nem estes custos estavam bem lançados como despesas.

Espero que, por não terem nunca visto nada parecido, que eles não venham a me condenar por lhes ter ajudado a “falirem de vez”. E, assim, estabeleci as matrizes de itens de controle e indicadores econômicos e financeiros.

Pedi-lhes que me informassem o valor de mercado da empresa de cada um deles. E mostrassem um inventário que pudéssemos extrair o que denominamos de PATRIMÔNIO LÍQUIDO. NADA! Nenhum deles possuía tais informações. Mas, foram providenciar...

O valor da empresa é importante, pois ajuda a entender a magnitude da movimentação e o fluxo do dinheiro ao longo dos anos. Se os proprietários empreendedores conseguiram formar bons e úteis patrimônios. Se suas aposentadorias estão garantidas e se seus herdeiros não vão ficar quitando dívidas e mais dívidas.

Então, tivemos os “insights” descritos neste livro com visão prática da administração integrada de micros, pequenas e médias empresas.

Características
Número de páginas 110
Edição 1 (2013)
Formato A4 (210x297)
Acabamento Brochura
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Lewton Burity Verri

PÓS GRADUAÇÃO - UBM - Centro Universitário de Barra Mansa - RJ

Pós Graduação em Licenciamento e Gestão Ambiental

Barra Mansa / RJ – Brasil - 2011 – 2012 – Concluído em outubro/2012

GRADUAÇÃO - UFF - Universidade Federal Fluminense

Engenharia Industrial Metalúrgica - Volta Redonda / RJ – Brasil - 1972 – 1974 e Básico de Engenharia Mecânica na Escola Naval, de 02/02/1970 a 02/02/1972.

EMPRESAS EM QUE TRABALHEI: CSN, SERCO, ABRACOOP, FACULDADE ANGLO LATINO - SP, FACULDADE SUL FLUMINENSE.

CARGOS EXERCIDOS: De engenheiro estagiário a engenheiro sênior, na industrialização, com atuação na alta administração: foi assessor técnico da Presidência, foi Vice Presidente e Diretor Técnico de empresa de engenharia, foi Presidente de ONG, Professor do Ensino Superior.

Possui 48 mil horas em engenharia industrial e metalúrgica, administração da produção e do controle da qualidade, assistência técnica aos clientes, especificação de processos siderúrgicos, auditorias da qualidade, projetos e desenvolvimento de novos produtos, projetos de experimentos laboratoriais e industriais, controle estatístico e planejamento da produção, exportação de produtos, normalização e padronização de produtos e processos, desenvolvimento de sistemas de informações, desenvolvimento de sistemas de controle da qualidade, pesquisas, estudos científicos e projetos de experimentos, implantação de ISO 9000, ISO - 14000, implantação de TQC - Total Quality Control (especialização no Japão – 1991 – 180 horas), implantação de CCQ - Círculos de Controle da Qualidade e assessoramento técnico da presidência da CSN e do Conselho de Administração.

Engenheiros Blog: www.engenheiros.blog.br

Comentários
0 comentários